Uma Nova Mensagem

Até onde a curiosidade pode levar uma pessoa a adentrar em meio aos horrores escondidos online? E quais as consequências?

0Likes
0Comentários
39Views

1. Uma Nova Mensagem

     Ana não conseguia parar de visualizar o conteúdo de um fórum que sua prima Julia havia lhe passado o link pelo inbox do facebook a duas semanas atrás, antes de se mudar. Era um fórum com material sensacionalista, teorias da conspiração, imagens e vídeos misteriosos. A garota tinha um certo medo daquilo tudo, mas sua curiosidade era um pouco maior. Era início de noite de uma quinta-feira, Ana sozinha em casa como de costume até os pais chegarem do trabalho, aproveitava o tempo para ouvir música alta, e ver conteúdo improprio a vista de seus pais. Ela começou a ler os tópicos do fórum até encontrar um intitulado "Escuridão Humana", não continha nenhuma descrição que deixasse claro do que se tratava, havia apenas uma frase antes de um link (esse sem detalhe algum, apenas a palavra 'link'), e essa dizia "Bem-vindo aqueles que dissipam a luz.". A princípio Ana ficou meio desconfiada, mas resolveu clicar no link para dar uma rápida olhada, no momento em que clicou, na aba onde seu facebook estava aberto uma janela de conversa se mostrou 'usuário oculto', ela não deu atenção, esboçou um sorriso pensando que devia se tratar de um spam, era muita coincidência aquilo acontecer assim que acessara o site do link, então simplesmente ignorou e voltou a outra aba. O endereço do site para onde a garota foi direcionada era bizarro, era composto apenas por uma grande sequência de números aleatórios, ao se dar conta daquilo ela pensou em fechar a janela, pensou que poderia ser um vírus ou algo do tipo, estava quase fechando a página quando a mesma carregou. A página inicial (e única) do site era apenas uma tela negra, onde havia uma galeria com cinco imagens, e um vídeo. Ana queria fechar a página, mas resolveu ver o conteúdo e acabar com o suspense que havia surgido. Clicou na primeira imagem, não se via nada, era apenas uma imagem totalmente escura, talvez uma foto velada. Clicou na segunda, essa era semelhante a primeira, mas era meio que possível ver uma espécie de silhueta no tom escuro da imagem, nada muito distinguível, fechou a imagem. Clicou na terceira imagem, neste momento ouviu o som que alertava o recebimento de uma nova mensagem no facebook, Ana ignorou, estava focada nas imagens. Na terceira imagem via-se que a silhueta da imagem anterior aparentemente parecia ser de algo ou alguém com os braços para cima, e próximo a primeira silhueta uma outra em pose semelhante. Os alertas de nova mensagem continuavam, a garota não lhes deu atenção, queria descobrir do que se tratavam aquelas imagens. Abriu a quarta imagem, uma terceira silhueta tornara-se visível próximo as outras duas, mas essa era menor, como se fosse de uma criança, Ana sentiu um arrepio percorrer-lhe a espinha. Antes de abrir a quinta imagem, respirou fundo, estava sentindo um grande receio em abri-la e ver algo de que iria se arrepender de por os olhos, respirou fundo, e clicou... a imagem não abriu, clicou novamente, nada, um erro havia ocorrido com a mesma. Sem pensar duas vezes a garota clicou no vídeo ao lado da última imagem, seus olhos se arregalaram grandemente, enquanto levava as mãos as laterais da cabeça tentando amenizar o alto som vindo do vídeo que chegara a seus ouvidos. Foi apenas um frame de 3 segundos com uma breve explosão de luz, mas ela pode ver o real conteúdo das imagens, pessoas, inúmeras, dezenas, ou até centenas, mulheres, crianças, homens, jovens e idosos nus, amarrados ao teto pelos braços, enquanto várias outras pessoas apenas usando máscaras brancas sem expressão mantinham-se em pé ao lado dos corpos encarando Ana que olhava fixamente a tela do computador, no fim do frame uma frase seguida de altíssimos gemidos e sussurros (que Ana acreditou virem das pessoas amarradas ao teto) "Quando a luz se dissipa, os verdadeiros extintos primitivos alvorecem.". O terror lhe invadiu, fazendo-a fechar o site rapidamente. A aba com seu facebook apareceu na tela, então ela olhou a janela de mensagens, aviam várias novas mensagens enviadas por 'usuário oculto', Ana abriu a janela, e as leu:

Boa noite, através do rastreamento de seu ip verificamos que esta a visualizar nosso conteúdo
Este conteúdo lhe atrai? Caso não responda encararemos como sim, pois deve estar a visualiza-lo.
Teria interesse em se voluntariar para as atividades desenvolvidas em nosso conteúdo?
Em vista de não responder encaramos que sua resposta é positiva, pois realmente esta a visualizar o conteúdo em nosso endereço online.
Em poucos minutos enviaremos colaboradores que residem próximo a seu endereço residencial para que possam busca-la.

Ana estava aterrorizada, o suor frio escorria pela testa, ela fechou a janela de conversa, mas a mesma se abriu novamente, e dessa vez fazendo o terror tomar conta de todo o seu ser, ao ler a última mensagem

VENHA ABRIR A PORTA PARA NÓS...

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...