Perfeição

Emy é uma garota de 14 anos que luta pra seguir um grande sonho, mas seus pais não apoiam e dificultam que chegue até onde deseja. Criada no berço de ouro, é tratada como uma princesa e controlada semelhante uma marionete, como todos os jovens, ela também quer sair e tomar atitudes sem que alguém tome por si.
Pra piorar, seu coração bate mais forte por um garoto mais velho que a deixará louca de paixão, só provocando a ira de seus pais. Uma guerra familiar envolvendo diversos problemas, fará de Emy a grande vitima ou talvez a única sobrevivente.

2Likes
0Comentários
847Views
AA

8. Oportunidade

- E aí meu amor, gostou?

- Me explica o que é isso? Disse, levantando a perna mecânica.

- É uma perna mecânica, ou seja, a oportunidade de você voltar a dançar.

- Como? Você esta me gozando né Tiago?

- Claro que não.

Não podia acreditar no que ouvia de Tiago, ele dessa  vez havia passado dos limites, como poderia falar que voltaria a dançar?

- Eu não vou usar essa coisa.

- Mas amor, essa é a nossa chance de voltarmos a se apresentar juntos.

- Não! Eu não vou bancar a ridícula de se apresentar nessa situação para o público.

- Meu anjo, eu te peço por favor. Vamos tentar.

- Não! Jogue isso fora Tiago, você está me ofendendo!

Sabendo que não adiantaria insistir pois só provocaria brigas, Tiago pegou a perna mecânica do chão e foi em direção do quarto. Antes que me deixasse, o impedi, fazendo retornar.

- Tem algo pra me falar Tiago? Não foi só sobre o presente que veio falar, eu te conheço, lembre disso.

Tiago se aproximou de mim, com aquele jeito tímido que o fazia esconder quase tudo que sentia, mas quando estava em minha frente, sempre falava tudo que era preciso com poucas palavras.

- O diretor do teatro me convidou para celebrar o aniversário da cidade, e ainda não lhe dei a resposta.

- Você vai né?

- Eu queria, só que ele também lhe convidou. Não sabe o que aconteceu com você ainda.

- E você disse o que?

- Que você vai, mas não se preocupe pois a celebração será no final do ano, e ainda estamos em Janeiro, temos muito tempo pra ensaiar.

- Mas, e se eu não conseguir?

- Vamos conseguir amor. Prometo pra você. Disse ele me beijando.

Pra ser sincera, Tiago estava se tornando uma parte de mim, o seu esforço pra me fazer feliz, estava me conquistando aos poucos e apesar de não querer confessar pra ele, por causa de meu orgulho, o meu sentimento de necessidade estava se tornando amor, não podia mais disfarçar esse sentimento, estava o amando de verdade. Nenhum homem faria isso por mim, vender coxinhas na rua, e trabalhar em dobro só para comprar uma perna mecânica, e ainda se arriscar a passar vergonha em público se apresentando com uma bailarina sem perna, dessa vez o meu orgulho havia ficado de lado e tinha o dever de aceitar o pedido, pois queria muito dançar ao seu lado novamente.

- Eu aceito tentar!

 

 

 

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...