Imagines

Esses imagines não são feitos por mim,então,todos os créditos devem ser dados á autora do blog http://imaginewithone.blogspot.com.br e de meu blog

3Likes
2Comentários
483Views
AA

2. Ele queria sua familia-With Niall Horan

- Tenho uma coisa para te falar! - Barry falou visivelmente nervosa.
Não era pra menos, estava grávida! Era com certeza uma boa notícia, Niall sempre falava em filhos mesmo só tendo 17 anos, mas ela sentiu algo estranho quando bateu na porta do garoto. Ela só tinha 16 anos e nem pensava em qual faculdade iria fazer, quanto mais pensar em bebê, mas como sempre foi seu sonho se sentiu feliz e mesmo com medo amou a novidade.
- Eu também Barry! - Niall falou animado - Fala você primeiro.
- Não… Fala você! - ele estava com um sorriso enorme no rosto, e não era para menos seu sonho se realizou.
- Eu vou para Londres, fazer parte de uma boyband, sei que saiu da moda, mas os caras são bons… Você não está feliz? - ele perguntou assim que viu a cara da menina.
- C-claro Niall, você merece… - a garota abaixou o olhar deixando Niall preocupado.
- Me conta o que tinha para falar - ele se aproximou dela.
- Eu… - procurou qualquer coisa para falar, ele iria para Londres! Construir seu maior sonho, o que era um bebê e uma adolescente que nem sabia cozinhar na frente disso?
- Barry eu sei que deve está pensando que eu vou ficar muito tempo sem te ver, mas nós temos um ano para gravar músicas e depois alguns shows, juro que te levo pra lá assim que eu tiver dinheiro.
- Um ano? - ela o olhou.
- É, sei que pode parecer muito, mas já terminei a escola e nada pode me prender aqui - ela sentiu o estômago afundar, era um nada?
- Nada? - perguntou escondendo o teste de gravidez na bolsa.
- Não, quer dizer, você foi muito importante para mim, minha melhor amiga e minha primeira namorada, mas… nós sabemos que é amor adolescente e temos que seguir nossa vida.
- É… Temos mesmo - não conseguiu falar mais nada após ouvir aquilo, mas estava com uma puta vontade de chorar, Niall a abraçou e a levou para seu quarto.
- Me diga o que iria falar, hum? - ela sentou na cama e ele na cadeira do computador e os dois ficaram cara a cara.
- Lembra da Cristine minha amiga do Brasil? - ele assentiu - Ela está grávida e bem, sabemos a idade dela… e ainda por cima o namorado não sabe, que barra né? - ele riu um pouco e ela pedia mentalmente para um raio cair na sua cabeça.
- Coitada, mas com tanta gente dando informações sobre sexo ainda tem burro que faz isso, não é? - ele se encostou na cadeira despreocupadamente e a menina só não vomitou ali por educação.
- Niall… E se fosse com a gente? - ele parou de rir e se ajeitou na cadeira.
- Você não está grávida, né? - ele a olhou desesperadamente.
- Não - ela bufou enquanto queria sair correndo.
- Deus é pai, a pior coisa agora seria um bebê, já imaginou? Não poderia ir para Londres e nós nem temos dinheiro!
- Mas você não disse que queria ser pai?
- Sim, mas casado, com uma casa e um cachorro. Quero ter dinheiro para não negar negar nada ao meu filho e dar a ele o que meus pais não puderam me dar.
- É, eu também…
Mesmo depois de terem praticamente terminado continuaram conversando, a menina falava toda hora que precisava ir, mas Niall sempre pedia mais um tempo, antes de namorados eram amigos e ela escutou atenta, mas talvez em outro mundo, o que ele falava.
No final da noite decidiram terminar o romance, eles nem se beijaram ou nada, mas Niall sabia mais que ninguém o quanto amava aquela menina e antes de dormir jurou não gastar nada do seu novo dinheiro para comprar uma casa em Londres, ele queria um futuro com ela e assim foi.
Niall ria do que aqueles meninos faziam, mas sua cabeça estava em outro lugar (mais precisamente numa pessoa) morava em Londres cerca de dois anos, esses últimos dias foram corridos, a boyband deu certo e hoje é um dos caras mais famosos do mundo, mas ele sentia falta de algo, e como…
Depois de um ano construindo sua carreira em Londres voltou para a Irlanda, foi buscar a amada como prometeu, mas já ela não cumpriu a promessa de o esperar, a casa estava acabada e vazia, perguntou aos vizinhos e só disseram coisas sem sentido para o garoto, “eles estiveram em épocas difíceis” “Barry precisava de alguém, mas esse alguém não apareceu” “Sra. (seu/sobrenome) estava ficando doente”, sempre Sempre escutava isso, mas nada fazia sentido para ele, após cinco meses perdeu o contato com ela, mas ainda mandava cartas, as mesmas não eram correspondidas, seus amigos nunca queriam falar com ele, como se guardassem magoa, mas ele não fazia ideia do que tinha acontecido.
Hoje estava sentando num café com os garotos, todos já tiveram relações após entrar na banda, mas Niall não, claro que transava com uma por noite, mas uma relação séria como teve com Barry não, ele não sentia vontade de dar presente para outras garotas, ele guardava tudo para sua menina, ele fez o que sempre quis, junta tudo o que pode para uma futura família, mas tinha que ser com ela, só com ela.
Avistou uma garota loira entrando no café com uma criança no colo e logo reconheceu aquele rosto, Cristine, a amiga de Barry que estava grávida, se levantou rapidamente começando a ficar animado com a ideia de ter uma pista de onde a sua garota es4tava.
- Cristine! - sentou na mesa dela.
- Niall, oh meu Deus! Como mudou, o que faz em Londres? - ele sorriu um pouco.
- Eu sou um cantor famoso minha cara Cris, mas…
- Babá, eu quero ir brincar - o menino loiro ao seu lado falou fazendo Niall se assustar.
- Pode ir até o parquinho - e assim o menino menino correu.
- Ele não é seu filho? - ele perguntou confuso.
- Meu? - a menina riu alto - Olha pra minha cara de quem é mãe! Eu tenho dezoito anos e ainda sou virgem e faço faculdade, filho só daqui a mil anos.
- Mas você… - ele perdeu a fala diante a garota.
- Falando em filhos, como está o Kim? - ela perguntou normalmente e Niall a olhou estranho - você e a Barry tiveram filho muito cedo, né? Assim, eu sei que ela é bem dedicada a ele e tal, mas nunca vejo foto suas com ele - Niall pareceu perder o ar -digo, sei que não falo com Barry tem uns cinco anos, mas Isabel mandou uma foto do filho de vocês e eu me apaixonei, tem sorte de ter essa família - Niall sorriu sem graça e senrtia suas mãos trêmulas suarem cada vez mais.
- Eu posso ver essa foto?
- Claro - ela pegou o celular do bolso e botou nas mãos do garoto.
Não era possível, bem ali na sua frente, uma foto de Barry beijando um bebê, os dois tinham o mesmo nariz e a cor do cabelo, mas o resto era idêntico ao menino que estava sentado sem ar naquele café, seu sorriso, sua boca, seus olhos… Impossível alguém dizer que não eram pai e filho, Niall olhou aquela foto por tanto tempo que deixou Cristine desconfortável, Barry estava com seu belo sorriso, mas o brilho no olhar não era o mesmo.
- Cris… - ela olhou curiosa para o garoto - pode me dar o telefone da Isabel?
- Uhum.
Não conseguia mais prestar atenção em nada, sua cabeça estava naquele dia quando Barry entrou na sua casa precisando o falar algo, mas ele a interrompeu, a história que inventou da amiga, seu forte abraço de despedida, seus olhos vermelhos no skype, sua doenças, seu desaparecimento… Tudo por conta da burrice do garoto, e ao chegar no seu apartamento abriu rapidamente aquela caixa verde que ela pediu naquele dia, ali tinha tudo que pertencia aos dois, tirou tudo rapidamente e encontrou um papel no fundo.
- Exame de gravidez - leu baixo - positivo.
Não era como se existisse explicação para o que ele sentiu, as grossas lágrimas caíram do seu rosto sem permissão, tudo que falou naquela noite, deve ter machucado tanto a menina e nem mesmo sabia, Barry deve ter sido praticamente espancada pelos pais, e ele não estava ao seu lado, as lágrimas caiam, mas a dor não saia (“Gabi, cê é poeta?” Não, mas eu manjo um pouco), olhou a foto no seu celular, já que pediu isso para Cris, sabia que tinha deixado algo pra trás, mas não uma familia. Kim, esse era o nome dele, sorriu pela primeira vez em horas, agora era questão de horas para ele por o nome da garota em todos os jornais, revistas e sites. Ele mais que nunca queria que ela estivesse do seu lado.
“Niall… E se fosse com a gente?” lembrou da cara da garota enquanto falava, burro, burro! Mil vezes burro.
Ele queria sua familia e mal podia esperar para ver aqueles pequenos olhos azuis do seu filho e o lindo sorriso da sua mulher…bem na sua frente....
Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...