Something Is Missing

Ninguém se da conta de que algo sumiu. Uma parte importante, que não pode ser substituída, essa parte se foi. Bem, talvez eles deem falta, mas são todos perfeitos, coisas como essas são guardadas e escondidas com sorrisos. A família daquela casa verde, no final da rua, eles sabem o que falta. Talvez por isso, eles prefiram ficar escondidos, não saem mais. Ninguém conversa sobre eles, também. Acham melhor não tocar no assunto, afinal de contas a mãe da família só faz chorar, e todos aqui deveriam sorrir. A outra garota, aquela da casa vizinha, ela também não sorri mais. Mas ela sai todos os dias na esperança de, por acaso, encontra-lo. Quem sabe, ela vire na esquina da rua e de cara com ele, com os fones de ouvidos, voltando pra casa.

0Likes
1Comentários
487Views

12. 12

Paixão a primeira vista deve ser uma coisa incrível para quem já sentiu. O que não era meu caso. Não havia sequer uma fagulha, nem a chama do amor no que eu sentia. Eu não tinha nada para sustentar aquele sentimento.

A noite passada não teve nenhum significado nem para mim nem para Caleb. Talvez para as outras garotas que ele beijou naquela noite. Até Kim havia cedido aos seus “encantes”. E mesmo que ela me desse esse olhar culpado, eu não tinha o coração partido, na verdade, aquilo comprovava para mim que Caleb era realmente havia mudado e essa nova versão era algo com o qual eu não deveria me preocupar.

No momento, minha única angustia era o quanto eu deveria esperar ate que as pessoas esquecessem o que aconteceu no lago. Além da queda, alguém me viu com Caleb, até o momento em que aceitei a carona que ele me ofereceu. Pelas visões externas, a Mortícia foi para casa com o Ás do time. Mas não foi como se algo a mais realmente tivesse acontecido. Apenas um longo silencio e um beijo desajeitado e frio de despedida, nada importante.

Depois de contar o que aconteceu a Kim, ela se deixou levar pela culpa.

“Eu estava bêbada. Nem me lembro do que aconteceu direito. Sinto muito mesmo, eu queria esta lá para você”.

“Não é sua culpa. Eu deveria ter reagido, em relação às duas coisas”.

“Eu não sei oque aconteceu... Num momento eu estava ali, no outro... Ele.”

“Kim, eu não estou brava com você. Não é como se eu o quisesse.”

“N-não que?”

“Não Kim.”

“Bom é que... Talvez... Talvez eu tenha gostado.”

“Eu não vou ficar no seu caminho. Mas fique sabendo que você vai entrar nessa sob os seus próprios riscos”.

Talvez eu devesse impedir Kim de fazer essa besteira, mas não seria a primeira vez em que ela faria algo como isso. Por ser tão popular. Kim tinha uma quantidade relativa de pretendentes e não teria dificuldade de supera-lo.

Ela pareceu um pouco decepcionada com meu pessimismo em relação aos seus sentimentos, mas esse era o Caleb que eu não conhecia, e eu não confio em quem não conheço. Kim deveria se preocupar mais com o fato de que agora que ela resolvera “ir atrás”, outras garotas ofereceriam um premio pela sua cabeça.

As coisas foram se tornando cada vez mais infernais. Enquanto duas ou três brigavam pela sua atenção, Caleb não parecia dar a ninguém nenhuma certeza. Nem parecia se importar. Jogava sorrisos e piscadelas para quem fosse. Depois de um momento Kim perdera totalmente o foco. Talvez numa tentativa louca de conquista-lo, ela se juntou ao grupo que me ignorava e andava com Caleb. Eu passeia ficar sozinha, a mercê dos sussurros e fofocas, com a exceção da volta para casa, quando Caleb insistia em me oferecer carona, e eu o ignorava, mas mesmo assim ele descia do carro e vinha me seguindo a pé. Eu não deixaria que ele me levasse na sua conversa e me transformasse numa de suas seguidoras.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...