Something Is Missing

Ninguém se da conta de que algo sumiu. Uma parte importante, que não pode ser substituída, essa parte se foi. Bem, talvez eles deem falta, mas são todos perfeitos, coisas como essas são guardadas e escondidas com sorrisos. A família daquela casa verde, no final da rua, eles sabem o que falta. Talvez por isso, eles prefiram ficar escondidos, não saem mais. Ninguém conversa sobre eles, também. Acham melhor não tocar no assunto, afinal de contas a mãe da família só faz chorar, e todos aqui deveriam sorrir. A outra garota, aquela da casa vizinha, ela também não sorri mais. Mas ela sai todos os dias na esperança de, por acaso, encontra-lo. Quem sabe, ela vire na esquina da rua e de cara com ele, com os fones de ouvidos, voltando pra casa.

0Likes
1Comentários
498Views

10. 10

Todas as palavras que me foram ditas escorreram com a chuva. Quando cumprimentei Caleb na manha seguinte foi como se a conversa que tivemos na tarde passada sequer existisse. Ele nem se deu ao trabalho de descer o olhar na minha direção, apenas continuou andando. A sua reação, ou a falta dela, chamou a atenção de algumas pessoas no corredor da escola.

Foi uma cena particularmente familiar. Os alunos me olhando e cochichando ao meu respeito, mas eu sabia o que eles estavam falando.

“Morticia”

Senti nos pés o impulso de correr, mas antes que eu agisse, Kim me parou.

“Advinha oque nós vamos fazer esse fim de semana?”

“Nós?”

“Sim. Nós vamos para o lago. Ai ter uma festa para comemorar a entrada do novo capitão do time.”

“E por que isso me importa?”

“Bom, eu achei que você gostaria de comemorar com Caleb...”

“Mas...desde quando ele!?”

“Bom, eu acho que foi um pouco depois de você sair ontem. Íamos começar a festa na mesma hora, mas ele disse que tinha uma coisa importante pra fazer.”

“Eu...eu não sei se devia ir.”

“Amélia, o tempo em que você era excluída das festas acabou. Não vai ser a mesma coisa sem você.”

Havia alguma coisa que me perturbava sobre o que Kim acabara de dizer. Ela queria que eu deixasse o passado pra trás. Viver o que estava acontecendo agora, eu mesma cheguei a mencionar que estava na hora de viver um pouco.

“Me dá um tempo pra pensar. Não estou no clima pra festas esses dias”

“Você sabe que vai acabar cedendo mais cedo ou mais tarde. Sorte sua que a aula já vai começar, ou eu iria insistir a manha toda”.

O sinal da aula soou e eu e Kim entramos na sala. Caleb estava sentado no meu lugar, virado para alguém que estava sentado atrás dele. Talvez estivesse distraído com a conversa, pois não importava quantas vezes eu cutucasse e chamasse, ele não se moveu.

Fui então obrigada a achar outro lugar. Kim tentou sentar-se próxima a mim, e acabou sentando ao lado de Caleb, por falta de opção. Durante a aula, Caleb começou a trocar bilhetes com Kim. Entre um papel e outro, ela me olhava com um olhar meio confuso, incrédulo.

Por mais que eu quisesse, não perguntei a respeito da conversa, e nem foi preciso. Kim começou a falar antes mesmo de se sentar-se na mesa do refeitório.

“Ele me fez umas perguntas sem sentido. Parecia interessado nas ultimas coisas que tenho feito. Estranhei por que normalmente ele nem falaria comigo”.

“Quando conversamos ontem, ele me perguntou se alguma coisa havia mudado”

“Talvez esteja querendo se entrosar. É bom que tenham conversado, levando em conta que ele nem se lembrava do seu nome”

“Sim. Mas não sei se gosto dessa ideia de entrosamento. Gostava mais de quando éramos só nós dois.”

“Você me deixaria de fora?”

Kim tem um olhar triste nos olhos

“Não. Seriamos nós três”

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...