Corrente da Vida

“...Somos iguais as avestruzes. Tentamos fugir da realidade, quando mais pensava, menos queria ver...” Nossa sociedade tem doenças algumas malignas e mortais. Vou contar uma história inspirada no livro “Corrente da Vida – Walcyr Carrasco” Aqui Harry, descobre que pegou aids, quando dormiu com outra mulher. E quando ele pensa que não está infectado, fica com sua namorada. Logo depois a bomba caí sobre todos inclusive sobre o mundo.

0Likes
2Comentários
312Views
AA

4. Atrás dela

H: Não é uma gripe. –Olhei para ele, se não é gripe é o que? – É um sintoma. Eu... Eu... Eu peguei AIDS. –Fiquei em estado de choque, apenas tentando sair daquele estado, eu só me sentei, e se ele transmitiu para mim? Eu com AIDS? Poderia transmitir para meu filho. Não tinha reação para aquilo, senti um nojo subindo em meu corpo e me lembrando de tudo que ele me disse as juras, tudo. – Você pode estar também com AIDS. Tem que fazer o teste. –Aquilo me matou mais ainda, eu queria jogar vaso, dar uma tapa em sua cara, mas, a única coisa que fiz foi me levantar, olhei para ele e os meninos e saí. –

Harry.On

Não tive coragem de ir atrás dela, falar o que deveria falar, porque na verdade eu não sabia o que era para falar. “Vai dar tudo certo?”

Li: Eu... Eu vou atrás dela. –Me levantei. –

H: Eu que fiz a burrada, eu que vou. –Me levantei quase caindo mais fui, depois que fui diagnosticado e tomei aquele remédio estava me sentindo péssimo. Fui até o parque, sabia que ela estaria ali, era nosso local favorito, alias nosso primeiro beijo foi aqui, como queria voltar no tempo. E ter aquele beijo e sorriso, despois que a burrada está feita não tem mais volta. Vi ela, estava sentada na grama, de longe percebi que estava chorando, tive tanto medo, de ir lá e ela falar que não me amava e saber que nunca ela iria me ver de novo. Me sentei perto de um árvore e fiquei a olhando. –

Abby.On

Me levantei e assim que virei vi o Harry, dormindo?!

A: Harry, acorda. –Ele estava gelado, não... Ele tinha desmaiado. – HARRY!

Fone.On

A: Lou, LOUIS PELO AMOR DE DEUS, EU NÃO SEI O QUE FAZER, HARRY ESTÁ DESMAIADO. (CHORO) Ai meu deus.

Lo: Calma, está aonde?

A: No parque, perto da casa.

Lo: Já estou indo.

Fone.Off

Eles logo chegaram e Liam me puxou, os meninos o levaram para o hospital. E aproveitei para fazer o exame. Eles disseram que em duas horas saia, fiquei com o Liam, esperando e adormeci, ainda ouvindo a conversa.

Lo: A doença está se manifestando, isso vai virar normal.

N: Ele vai ter que parar de cantar... Em algum momento.

LI: Melhor não, ele não pode ficar em casa. E sozinho.

Z: Acha que ela e ele voltam?

Li: Por mais que... (suspiro) Acho que não, eu acharia até melhor se voltassem, Harry ficaria mais feliz.

N: (suspiro) Eles voltam, não tenho a certeza, mas eles voltam. –Falou e Liam me acordou. –

Li: Vai pegar o exame. –Fui e peguei, cheguei e o doutor pediu que só um fosse. –

A: Liam, por favor, me deixe ir... –Ele me olhou. – Eu prometo, não choro.

Li: Vai. –Eu fui, meu coração apertou quando vi seu estado, ele estava branco. Não era mais o meu Hazza, assim que entrei ele abriu um sorriso-

A: Deu negativo. Não peguei o vírus.

H: Que bom... –Senti como uma despedida. – Uma coisa boa.

A: Desculpa, você sabe... Eu não. –Como estava sendo covarde até comigo mesmo. – Mas, sinceramente, eu... Temos que terminar, segui sua vida. –Seu olho logo ficou vermelho. –

H: Que vida? Minha vida vai acabar em menos tempo que imagino.

A: (suspiro) Espero que seja mentira, você tem recursos, pode ter tratamentos melhores. Tenha uma boa sorte. –Falei e saí, correndo, peguei o carro, sem avisar ao Liam e fui para casa, foi o pior final de semana do mundo... Desliguei meu telefone, ficava só ali na cama, apertando o urso como se fosse Harry, querendo proteger, mas eu tinha tanto medo, comecei a pesquisar sobre AIDS, os tratamentos não eram 100% ele poderia morrer a qualquer momento e eu? Porque o deixei lá, sem alguém, mesmo que ele tenha os meninos... Sabia que, ele precisava de mim, eu... Eu precisava dele, era sentimento por cima de sentimento... Eu tinha medo, e esse filho? Um dia a barriga vai crescer e como vai ser quando ele perguntar quem é seu pai? Como vou responder? Fiquei me perguntando a semana inteira.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...