Imagines

Oi, aqui eu vou postar um imagine por capítulo, então me peçam imagines com os minos que eu faço pra vocês ��❤️

11Likes
23Comentários
930Views
AA

6. imagine Liam- cap único

Trabalhar no rinque de patinação do shopping não era a pior coisa do mundo, era até que divertido. Meu trabalho era auxiliar as pessoas que não eram boas patinando.

-Liam você ainda não limpou a pista?- meu chefe perguntou. Essa era a parte ruim.

-não- respondi terminando de vestir o uniforme azul escuro.

-estão ande logo, já vamos abrir- assenti e peguei a ferramenta de nome estranho pra limpar tudo.

Fiquei pelo menos 20 minutos pra limpar tudo, e fui colocar a placa dizendo que estava aberto. Logo entraram algumas crianças e alguns casais, aparentemente ninguém precisou de ajuda. Passei pro outro lado do balcão e distribui os patins de acordo com a numeração de cada um. E então vi um casal se beijando num canto, e lembrei da minha seca de 3 meses. Não sei como deixei acontecer, mas aconteceu.

-Liam , vai ajudar aquela menina

Olhei pra pista procurando alguma garota caída, e vi a garota mais linda que eu já tinha visto.

Demorei um tempo pra andar até ela sem parecer um idiota. Peguei meus patins e fui até ela, a pista não estava muito cheia.

-oi, eu sou o Liam- disse sorrindo e estendendo a não pra ela.

- oi, (s/n) - ela disse e olhou nos meus olhos.

Quase cai quando ela fez isso.

-oi Liam,a minha irmã não sabe andar de patins, prometi pra ela que eu ia ensinar- uma garotinha de no máximo 5 anos disse.

-é mesmo? Qual é seu nome?- perguntei puxando (s/n) pelo braço, e quando ela ficou de pé perto de mim,ela continuava bem pequena, batia na altura das minhas costelas.

- sou jess- respondeu sorrindo

-então, jess, vou ajudar sua irmã, pode patinar a vontade- ela sorriu e começou a patinar pra longe de nós.

-ela é boa nisso- (s/n) Falou se segurando no meu braço.

-não é tão difícil assim- comentei rindo.

- é sim! Não consigo fica em pé em cima dessas coisas- ela olhou pros pés e quase caiu.

-olha, eu vou te puxar e você segura minhas mãos- me virei de frente pra ela e comecei a patinar de costas, puxando ela pelos braços.

- aí meu deus, eu vou cair Liam - ela disse e riu. Ela era muito linda, não conseguia parar de olhar pra ela.

Estamos patinando, ela estava indo bem, então soltei ela. (s/n) me encarou desesperada e perdeu o equilíbrio, eu parei e ela não. Então veio de encontro com meu corpo, caindo em cima de mim, acabamos caindo no chão.

-seu imbecil. Por que me soltou?- ela disse rindo e me encarando.

- porque você estava indo bem.- não conseguia parar de encarar sua boca.

-pare de me olhar assim, me ajuda a levantar- eu ri e me sentei, colocando ela sentada do meu lado.

-vocês quase se beijaram sabia?- jess falou aparecendo na nossa frente.- já sei!! Liam você gosta da (s/n).

Eu olhei pra (s/n) e comecei a rir junto com ela.

-claro que não, não seja boba- (s/n) disse e se apoiou na irmã pra levantar.- já estamos indo, obrigada pela ajuda.. Liam .

-estarei sempre aqui- falei e me levantei em seguida.

Olhei as duas indo embora, mas precisamente a bunda de (s/n). Nos últimos dias ela não saia da minha cabeça. Quando eu estava sozinho, eu pensava no sorriso dela e em como era desastrada. Talvez eu tenha me apaixonado. Talvez.

Era sábado, eu não trabalhava então resolvi dar uma volta. Entrei no primeiro starbucks que passei, estava vazio exceto por uma garota sentada sozinha numa das mesas. Era (s/n). Fiz meu pedido e me aproximei.

-oi. Será que eu posso me sentar aqui? Está muito cheio.- falei e vi ela olhar pelo lugar.

- todas as outras mesas estão vazias Liam-eu sorri.

-eu sei, só que eu precisava de uma desculpa pra sentar aqui- e então ela sorriu, meu motivo de não conseguir dormir a noite.

-você é ridículo, senta logo- eu sorri e tomei um pouco do café.

- senti sua falta. na verdade, não consegui parar de pensar em você- ela ficou vermelha e sorriu.

-porque? O que eu tenho de especial?- então puxei ela pelo pescoço, beijando-a.

-várias coisas, na verdade.- ela sorriu e bateu a mão no muffin dela, derrubando-o.

-droga-ela se abaixou, e pude ver 60% dos seus seios.-eu sou meio desastrada, mas acho que você já percebeu.

-um pouco- rimos e me ofereci pra dar uma carona.

-na verdade, eu ia trabalhar agora.

-o que você faz?- ela suspirou.

-é complicado explicar.

- você pode me mostrar- ela sorriu e aceitou a carona.

Ela foi me guiando até um salão de festas, entramos pelos fundos e ela me mandou virar de costas.

-porque?- perguntei

-porque eu vou por a fantasia- eu ri, imaginando ela vestida de polvo ou algo assim. Depois de algum tempo- pode virar.

Ela estava vestida de princesa, e meu deus, ela era maravilhosa.

-nossa- falei e nao consegui parar de sorrir.

-para de me olhar assim Liam. É ridículo, eu sei.

- você está linda- a puxei pela cintura e a beijei.

-para de me beijar assim, é muito...

-ei (s/n) , pare de conversa e vá trabalhar.-uma mulher velha disse aparecendo ali.

(s/n) assentiu e se separou de mim, entrando na parte principal do salão. Coloquei a cabeça pra fora e fiquei apenas vendo o que ela vazia. As crianças puxavam a saia do vestido e perguntavam como ela fazia os pássaros pousarem no braço dela.

Comecei a considerar o fato de eu estar apaixonado por ela, e no tamanho da minha sorte de encontrar ela naquele starbucks. E eu precisava dela, não só pra uma noite, mas pra ser minha.(...) estávamos no carro, e ela parecia desconfortável.

-está tudo bem?-perguntei e ela me encarou.

-não- e então começou a rir. Fiquei sem entender absolutamente nada.- desculpa, é que eu nem te conheço e já te beijei duas vezes.

- pra mim isso é normal- falei e sorri.

-claro- ela disse sarcástica e rindo. Parei o carro na frente do meu prédio e ela me encarou- porque parou? Não me diga que você mora aqui.

-então eu não digo- (s/n) me deu um tapa no braço.

-você é um idiota.

- desde que a gente se conheceu, você so me agride verbalmente.- ela riu.

-ta bom Liam, o que quer fazer?

- você quer a verdade ou o que um cavalheiro diria?

- a verdade- ela disse e cruzou os braços.

-sexo. Ou ver algum filme, você que sabe.

Levei mais um tapa e subimos pro meu apartamento.

-caramba, você tem milhões de filmes aqui.- eu sorri.

-escolhe um, vou pegar sorvete.

Fui até o freezer e peguei um pote daqueles de filme e mais duas colheres .(s/n) escolheu titanic.

-não achei que você fosse do tipo que gostasse desse filme.

-mas eu nunca assisti, hoje é uma boa oportunidade- ela ergueu uma sombrancelha e sentou no sofá.

Coloquei o filme e me sentei ao lado dela, entreguei uma colher pra ela e começamos a comer enquanto assistíamos.

-espera. Para. Isso é ridículo.- ela disse quando viu que cabia mais um na madeira.

-nem tanto, talvez a madeira afundasse com o peso dos dois

-claro que não Liam,os dois são magros. Isso é bobagem.

Ela começou um monólogo e não resisti, puxando ela para um beijo.

- podia ter me mandado calar a boca

-ok. Cala a boca- e a beijei de novo.

Tirei sua blusa e ela tirou a minha. E finalmente, depois de tanto tempo imaginando, aconteceu.

Ela parecia satisfeita encarando o teto deitada do meu lado.

-foi ótimo. Você é ótimo- me deu um selinho.

-você é linda, me apaixonei por você lá no rinque. Acho que foi sorte ter te encontrado de novo.

-Londres não é tão grande assim. E não acredito em sorte.- a encarei confuso.- somos nossa própria sorte. Você queria me ver de novo?

-sim, muito

- exatamente, foi por que ambos queríamos. Foi o destino.

-pelo menos nisso você acredita.- ela sorriu e me abraçou.

Destino ou não, eu estava apaixonado por ela. Trabalhar no rinque nunca valeu tanto a pena.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...