Um Anjo Em Nossas Vidas

Você seria capaz de abrir mão de seu grande amor,para ver uma pessoa sangue do seu sangue feliz??
Um anjo em nossas vidas, uma história de sonhos e conquistas que é vivida por uma jovem batalhadora,que fará de tudo para ver as pessoas que ela ama feliz...

2Likes
0Comentários
715Views
AA

25. Isso não vai dar certo...

Alice: Tudo bem...

Ele tira a calça e fica de cueca Box. Me deito e ele vai até um pequeno armário e pega um lençol, se deita de frente pra mim, me enfio embaixo das cobertas, ele sorri e fala:

Luan: Dorme bem.

Alice: Obrigada.

Fecho os olhos e sinto o cheiro do perfume dele, me sinto relaxada e calma, logo adormeço.

Acordo mas não abro os olhos, escuto a respiração do Luan bem baixinha e próxima a mim, resolvo abrir os olhos, me levanto de uma vez, o que faz o Luan se mexer na cama, mas não acorda, eu tava dormindo com a cabeça no peito dele, fico nervosa, mas me da vontade de deitar de novo ao lado dele, me aproximo dele e passo de leve a minha mão sobre o rosto dele que dormia tão bem, tão calmo, uma vontade incontrolável de beijar ele me vem, aproximo minha boca da dele, dou um beijo casto e depois deito de novo sobre o peito dele.

Acordo com ele dando leves beijos na minha cabeça, ele me olha com um sorriso infantil no rosto e fala:

Luan: Ta na hora de levantar, estamos quase chegando.

Alice: Dormi demais rs.

Luan: Vem levanta, vou sair pra você se trocar.

Olho pra ele e vejo que ele já estava pronto, me levanto, Luan sai e fecha a porta, me troco, visto a roupa que eu estava usando, dou uma ajeitada no cabelo, tento sentir meu hálito, tava horrível, escovo os dentes, quando termino, coloco o pijama na mochila e vou até o Luan. Sento na poltrona e a minha frente tinha comida. Frutas, iogurtes, sucos, pães, nem espero ele me oferecer, começo a comer, tava com muita fome, quando termino, percebo que ele estava me observando, fico sem graça e ele fala:

Luan: Tava com muita fome né?

Alice: Um pouco rs.

Minha fome de verdade, ainda não tinha sido saciada, mas ele não precisava saber. Preciso parar com esses pensamentos. Olho pra ele que tava serio, pergunto meio tímida:

Alice: O que foi?

Luan: Queria saber o que ta pensando...

Fico vermelha e falo:

Alice: Nada demais...

Luan: Então pode falar não é?

Alice: Tava pensando como deve estar a Helena...

Luan: E sempre que pensa na Helena, morde o lábio inferior e faz essa ta cara de quem ta com fome e ainda não foi saciada?

Ele percebeu, ai Senhor, que vergonha, fico sem fala, ele sorri, ai cadê a droga da minha voz, tava se divertindo as minhas custas, sinto um alivio quando o avião pousa e o rapaz fala que já podemos descer.

Já tinha um taxi nos esperando, chegamos em um hotel muito luxuoso, pelas roupa das pessoas, percebo que só gente rica freqüenta aquele lugar. Entramos e o Luan conversa com o rapaz da recepção, ele falava português, pelo menos alguém, se eu precisasse fugir, pelo menos alguém falaria a minha língua. Não que estivesse pensando em fazer isso, mas se fosse necessário...

Entramos no elevador, o silêncio predominava o ambiente, quando chegamos, fomos ate uma porta, ele abriu e entramos, o quarto era imenso, quer dizer a suíte, tinha uma pequena sala, Luan me guiou até o quarto, a cama era bem grande e o quarto era espaçoso, fico meio sem graça, mas pergunto:

Vamos dormir no mesmo quarto?

Luan sorri e fala:

Luan: Bem que eu queria rs, mas não.

Ele aponta pra uma outra porta e fala:

Luan: Ali tem outro quarto, pode ficar lá, mas minha cama tem espaço pra você...

Pego minhas coisas e vou pro outro quarto. Logo saímos, passamos o dia na rua, ele tava resolvendo sobre a musica que gravaria com o Henrique Iglesias, a semana toda foi assim, tinha dias que eu anotava tanta coisa que minha mão já estava doendo, enfim chegou o sábado e ele disse que descansaríamos, no inicio da noite ele bateu na porta do meu quarto, quando abri, ele falou:

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...