Red Umbrella

Um dia ela quer, outro dia não.
Um dia ela tem namorado, outro dia não.
Um dia ela fica com seu melhor amigo, outro dia não.

0Likes
0Comments
152Views

1. Luke

Domingo à noite, chovia e eu estava começando a ficar entediada, então fui tomar banho. Tirei a roupa e entrei no chuveiro, a água quente caindo sobre minha pele, bem relaxante, mas então a campainha tocou, coloquei uma toalha e eu fui atender.

- Luke? O que faz aqui? -perguntei ao abrir a porta.

- Tava na casa de um amigo meu, quando me peguei pensando em você. Lembrei de ontem a noite. -respondeu entrando no meu apartamento.

- Pensando na nossa transa? O que? Ficou excitado e agora quer mais? -perguntei fechando a porta e indo para meu quarto.

- Você quer? -perguntou.

Então me virei pra ele e tirei minha toalha, ficando completamente nua. Ele sorriu e veio até mim, que logo tirei sua camisa e começamos a nos beijar, minhas mãos em seu rosto suas mãos em minha bunda. Levei minha mão até seu membro e comecei a massagear, parei o beijo e o empurrei na cama, ele se sentou e eu tirei sua calça junto com sua cueca-box, com minha mão comecei a masturba-lo, aos poucos começou a ficar ereto e foi quando eu ó coloquei em minha boca e fiquei fazendo movimentos de vai e vem, eram baixos, mas eu conseguia ouvir seus gemidos de prazer, com sua mão segurou meus cabelos e ficou empurrando minha cabeça para que eu fosse mais rápido. Então eu parei.

- Porque parou? -perguntou.

Me levantei e tirei minha calcinha.

- Você vai gozar dentro de mim. -respondi.

Então ele foi até sua calça e pegou sua carteira e de dentro pegou uma camisinha. Peguei de suas mãos e abri colocando em seu pau ereto.

Me sentei em seu colo e o coloquei dentro de mim. Comecei lento, enquanto o beijava, depois ele colocou suas mãos em meus quadris e foi quando comecei a cavalgar mais rápido. Ele gemia, eu gemia. De vez em quando eu parava e rebolava, ele amava isso, mas logo voltava a cavalgar.

- Para... -disse ele.

- O que foi?

- Vamos mudar de posição.

Então ele me deitou no sofá de frente pra ele e começou, primeiro com estocadas lentas, depois mais rápido e mais rápido, até que ele chegou ao seu orgasmo.

- Já? -perguntei frustada.

- Desculpa, não consegui aguentar. Quer que continue? -perguntou.

Me virei de frente pra ele e disse:

- Oral.

Então se deitou e começou a beijar minha intimidade, era bom, era ótimo.

- Luke... -gemia seu nome enquanto pegava em seus cabelos loiros.

De repente senti um dedo me penetrar, e outro, e depois mais outro.

- Ahh... -gemia, eu estava chegando ao me orgasmos, quando ele parou. - O que foi?

- Você me deixou excitado, de novo.

- Então vem. -falei, com um sorriso malicioso.

Ele sorriu de volta e colocou seu membro em mim. Uma estocada, duas estocadas, depois estocadas vai rápidas, até que perdi a conta.

Ele apertava meus seios, eu mordia meus lábios enquanto arranhava suas costas, era tão bom. Seu corpo nu em contado com o meu. Sem camadas, Pelé na pele. De repente soltou meus seios e me olhou nos olhos, me beijando apaixonadamente.

- Eu te amo, Luke. -falei entre gemidos.

- Eu também de amo. -disse ofegante e me deu outro beijo.

Até que finalmente chegamos ao orgasmo, juntos.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...