The Love Never Die

The Love Never Die
"Sinceramente, não sei bem o que estou fazendo aqui, as pessoas acham que eu não consegui superar a perda de uma pessoa amada! As vezes sua lembrança invade minha mente me fazendo querer desistir da vida e ficar junto dele. Mas a vontade some quando ele aparece para me acalmar, eu queria ficar junto dele, mas não desse jeito! Ele estava preso a mim e eu o libertei, eu não queria fazer isso mas era preciso ele só seria feliz se estivesse livre, mas as vezes sinto um vazio em meu coração que somente ele poderia preencher, lembro que antes de se libertar quando eu ficava triste ou nervosa ele aparecia pra me acalmar, ele estava lá...ele estava sempre lá..."

0Likes
0Comments
159Views

1. O começo

L:Sinceramente, não sei bem o que estou fazendo aqui, as pessoas acham que eu não consegui superar a perda de uma pessoa amada! As vezes sua lembrança invade minha mente me fazendo querer desistir da vida e ficar junto dele. Mas a vontade some quando ele aparece para me acalmar, eu queria ficar junto dele, mas não desse jeito! Ele estava preso a mim e eu o libertei, eu não queria fazer isso mas era preciso ele só seria feliz se estivesse livre, mas as vezes sinto um vazio em meu coração que somente ele poderia preencher, lembro que antes de se libertar quando eu ficava triste ou nervosa ele aparecia pra me acalmar, ele estava lá...ele estava sempre lá...- eu estava deitada o sofá do piscicologo, contando minha vida a ele, ele falava mas eu não prestava atenção só me lembrava de como tudo aconteceu...

Anos antes...

Lá estava eu (http://www.polyvore.com/m/set?.embedder=13003351&.svc=copypaste&id=152348345) na frente da porta da escola,eu só tinha 5 anos era brasileira me mudei pra Londres por causa do trabalho do meu pai, eles queriam me colocar na escola mas eu estava com medo, não é fácil se adaptar a uma nova escola ainda mais em outro pais, eu achava que iria ser como o Brasil em que todos seriam mal educados( pq neh gente?!) , estava acompanhada de meus pais mas assim que chegamos eles disseram

M: Filha vamos ter que ir embora sua aula ja já vai começar!

L:Mas mamãe...

P:Calma filha vai dar tudo certo, você terá muitos amiguinhos aqui!-eles beijaram minha testa e saíram, assim que pisei na queda escola veio um menino correndo em minha direção, ele não consegui parar e trombou em mim me fazendo cair no chão

Xx: Ai meu deus! Me desculpe! Esta bem? Eu te machuquei?!-ele falava preocupado me ajudando a levantar.

L:Eu estou bem não se preocupe!...como é seu nome?

Xx:Louis, mas pode me chamar de Boo Bear! E o seu?

L:Lucy!

B:Quantos anos tem? Eu tenho 8!

L:Eu tenho 5!

B:É nova aqui?

L:Sim, pode me ajudar a encontrar minha sala?

B:Claro, vem!- ele pegou minha mão e me puxou pelos corredores da escola, Louis era muito gentil, educado, e MUITOOOO bonito.

No meio do caminho trombamos com um menino, ele era lindo mas não tanto quanto Louis...

Xx:E aí Louis?! Quem é a gatinha que está com vc?! Estão namorando?

Boo: Não enche Rick! Não não estamos namorando ela é nova!-ele disse meio irritado

R: Então sobra mais pra mim, qual seu nome gatinha?!

L:L-L-Lucy- eu disse tímida e meio nervosa

R:Meu nome é Rick! Prazer em conhecê-la-disse beijando minha mão-se quiser a acompanho até a sala...

B: eu já estou a acompanhando vaza daqui!-Louis disse nervoso, me puxou para o resto do corredor, chegamos na minha sala

B:Lucy, eu sei que vc é nova, então quer lanchar comigo, tipo se vc não quiser não precisa, mas vc é nova e...-ele tropeçava nas palavras de uma maneira engraçada!

L:Eu adoraria-logo ele abriu um sorriso, me abraçou e beijou minha testa! Eu fiquei tipo, acabei de conhecê-lo e ele já beijou minha testa! Entrei na sala, a professora me apresentou, até que uma maninha loira veio falar comigo, ela tinha cara de ser patricinha

Xx:Quem é vc?-ela perguntou grossa

L:Lucy...- ela me interrompeu

Xx:Escuta aqui Lucy, o Louis é meu ok?! Meu, vc só tem 5 anos eu tenho 6 e ele tem 8 acha que ele vai querer um bebê?! Ele quer mulheres de verdade!- dito isso saiu rebolando, que menina grossa!

...

A hora do recreio finalmente chegou, sai da sala e Boo estava me esperando na porta, que fofo!

B: E aí como foi o primeiro dia?

L:Mal cheguei na sala e já veio gente grossa brigar comigo!

B: O Que?! Me fala quem é que eu acabo com a raça desse infeliz!

L:Kkkk, Boo vc é um amor! Mas eu não sei o nome dela! Mas eu me lembro do rosto, tinha cabelos loiros, olhos azuis e...

B:Charlotte! Sei quem é! Muitos dizem que ela gosta de mim, que ela é obcecada por mim, mas nunca tive certeza!

L:Agora vc pode ter certeza!-rimos, comemos o lanche e ele me acompanhou de novo.

É...parece que arranjei um novo amigo...é um novo amigo...

Continua...

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...