"Feliz natal? Só se for pra você"

E se o bom velhinho não viesse mais no natal? E se papai noel abandonasse seu título e deixasse as crianças o esperando?
Na cidade de São Bernardo, o encanto do natal se perdeu, estranhamente, sem nenhuma explicação, o bom velhinho desiste do natal e traz uma revelação a tona que destruirá o natal de muitas crianças.
Após essa revelação o natal nunca mais será o mesmo, pois sem papai noel, o natal não tem graça!
OPÇÃO ESCOLHIDA: alegria perdida de natal, personagens clássicos

1Likes
0Comentários
308Views
AA

8. Saudades


A noite de natal estava chegando e minha velha se apressava para terminar de costurar a minha fantasia de Papai Noel que já havia sido usada em pelo menos 10 noites de natal. A sorte é que meu peso sempre foi o mesmo, talvez porque eu estivesse comendo menos.

E quando já era 11 da noite, fiquei com uma insegurança chata que vinha me visitar todo fim de ano, olhei para minha velha e ela logo percebeu que eu estava sentindo medo de nada dar certo, então me chamou.

- Fique tranquilo. Essa noite você é o Papai Noel, mostre o seu poder e a sua magia, ficarei aqui te esperando para amanhã celebrarmos o nosso almoço.

- Está bem, me espera.

- Vou sempre estar te esperando velho.

Sorri para ela, e sai colocando o meu gorro, os elfos já se encontravam na porta com os sacos de presentes, amontoando tudo no trenó. E pra deixar nossa festa mais feliz estava nevando, algo que não acontecia na cidade, apenas no natal nevava, e essa neve muitos diziam que era um aviso do céu para as crianças, que o Papai Noel estava chegando. 

- E aí meus elfos esse trenó ainda voa?

- É claro Noel! Vamos, vamos! Gritou o elfo fazendo as renas voarem.

Como já estava chegando meia noite, começamos a entregar os presentes nas casas, pois nesse natal a população havia aumentado e precisávamos se adiantar. Um dos lados bons que a tecnologia nos traz é que enquanto voamos, nosso trenó era acompanhado por satélites, possibilitando que muitas pessoas assistissem esse momento mágico, principalmente minha velha que merecia ver esse momento que ela tanto adorava.

Havia muitas crianças que estavam dormindo então foi fácil entregar os presentes, porém encontramos dificuldades com algumas que já estavam a nossa espera, e os pobres elfos foram as vítimas dessa vez, puxavam-lhe as orelhas e os gorros, e queriam de qualquer maneira que brincassem com elas, é claro que os elfos levaram tudo na brincadeira pois tinham que transmitir o espírito natalino.

O que mais emocionou foi ir nas casas humildes, os pais nos agradeciam muito pelos presentes e alimentos que doamos para ceia, apesar de ser uma noite de alegria, eu chorei demais quando uma das crianças me agradeceu por ter lhe dado um Panetone, em vês de agarrar os brinquedos, ela preferiu pegar os alimentos, pois sabia que a alegria seria compartilhada com seus pais. Aprendi que o natal é mais do que celebrar o nascimento de Jesus e compartilhar presente, é através de Jesus trazer o amor e a felicidade que as pessoas precisam, por isso mesmo sem os presentes, muitas crianças se contentariam com apenas comida, algo simples que todo ser humano tem direito a ter.

E depois de tantas casas, apartamentos e até mansões, chegamos a uma especial, tão especial que eu mesmo me propus a descer pela chaminé para entregar o presente.

- Pode deixar que eu desço.

- Certeza senhor? Acho que não vai caber.

- Me dão uma força.

Subi na chaminé e tentei entrar, parte do meu corpo entrou, mas a poupança gigante ficou para fora, mas é claro que os queridos elfos, deram um jeitinho, um jeito delicado é claro. Começaram a pular em cima de minha poupança, até que conseguiram me jogar para dentro, fui rolando e bati a cara no chão. Ainda meio atordoado, levantei e com o presente intacto, entrei no quarto do garotinho que estava sentado na janela, parecendo estar falando sozinho.

- Meu irmão, espera só mais um pouco, o Papai Noel já está chegando, e quando ele me der asas, vou aí te ver. 

Segurei a emoção e entrei, surpreendendo o garoto.

- Ho Ho Ho, feliz natal!!!

- Papai Noel!!

O garoto correu em minha direção e pulou em meu colo, me abraçando muito forte, naquele momento chorei muito pois senti a saudade que existia em seu coração, ele era a criança mais especial desse natal e foi a razão de não desistir das crianças, nenhuma criança merece sofrer e por isso realizaria seu sonho de ver seu irmão.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...