"Feliz natal? Só se for pra você"

E se o bom velhinho não viesse mais no natal? E se papai noel abandonasse seu título e deixasse as crianças o esperando?
Na cidade de São Bernardo, o encanto do natal se perdeu, estranhamente, sem nenhuma explicação, o bom velhinho desiste do natal e traz uma revelação a tona que destruirá o natal de muitas crianças.
Após essa revelação o natal nunca mais será o mesmo, pois sem papai noel, o natal não tem graça!
OPÇÃO ESCOLHIDA: alegria perdida de natal, personagens clássicos

1Likes
0Comentários
305Views
AA

4. Asas para o céu.

No mesmo dia que presentei minha mulher, o prefeito me ligou, e claro que atendi o celular distante dela.

- Gostou do dinheiro senhor Noel?

- Sim, vou ser sempre muito grato ao senhor, comprei uma cadeira de rodas excelente para minha mulher.

- Que maravilha! Continue o seu trabalho que sua mulher terá um bom natal.

- Obrigado senhor lhe agradeço muito.

Por alguns segundos minha velha teria me flagrado falando no celular com o prefeito, a sorte é que havia desligado antes, como ela agora tinha sua cadeira de rodas, eu precisava ficar mais ligeiro.

- Com quem estava falando meu velho?

- Com um homem.

- Qual homem?

- Do Shopping, ele quer que eu me apresente para as crianças.

- Ah sim.

Infelizmente, minha mulher já estava suspeitando de meu comportamento, mas eu não podia parar, pois o melhor momento estava chegando, os dias se passavam muito rápido e já estávamos no dia 20, faltavam apenas 5 dias para o natal e tínhamos muito trabalho a fazer ainda. 

- Como vocês sabem, a nossa primeira operação de destruir o natal foi um sucesso, agora precisamos focar nas lojas de brinquedos que possuem estoques.

- Vamos incendiá-las?

- Sim, mas dessa vez, temos que ser mais cautelosos, eu não posso aparecer nas câmeras pois se não os seguranças irão estragar tudo. Mas como vocês, queridos pequeninos, sabem se esconder muito bem, tenho certeza que as câmeras não capturaram suas imagens.

- O senhor é nosso líder e é o único que consegue dirigir aquele trenó, pois não alcançamos. Como vai estacioná-lo sem ser visto?

- Tenho um jeito.

Se foi fácil incendiar aquela fábrica, acho que vocês já imaginam o que fizemos com uma simples loja. Os elfos que mais pareciam pequenos Diabos, atacaram fogo em tudo que viam pela frente, e em questão de segundos a loja já estava em chamas.

E novamente, saímos ilesos, comemorando o grande feito, a comemoração foi maior quando destruímos todas as lojas em menos de dois dias. A cidade de São Bernardo estava arruinada, não existia mais lojas de brinquedos e por consequência disso, muitos pais não conseguiram dar presentes para seus filhos.

"Como explicar aos ataques misteriosos contra lojas e fábricas natalinas? A polícia ainda não conseguiu encontrar uma explicação para os crimes cometidos na semana natalina, na realidade ninguém consegue explicar o porque desses ataques. Será que os criminosos realmente estejam tentando estragar o natal?" Relatou o jornal da cidade.

Quando vi minha mulher assistindo o jornal, desliguei a TV, pois não queria que ficasse se preocupando com o que eu estava causando na cidade.

- Porque desligou? Preciso ficar informada?

- Não quero que sua saúde seja afetada com essas notícias.

- Precisamos ajudar essas crianças a terem um natal feliz meu velho. Você viu quantos pais que perderam seus empregos por causa desses ataques?

- Não, também não estou interessado.

- Como assim? Você é o Papai Noel, é o herói dessas crianças, precisa fazer alguma coisa.

- Já te disse que os presentes deles estão guardados, não se preocupe com isso.

Tinha muito medo que minha mulher descobrisse a loucura que estava fazendo, ela nunca entenderia que eu apenas estava livrando essas pobres crianças de uma ilusão que os próprios pais os forçavam a acreditar. Mas parecia que era tentação, os jornais locais, não paravam de comentar sobre os ataques e a polícia tinha sido reforçada na cidade, pelo menos foi isso que vi quando estava saindo de casa.

E como desejava um natal perfeito para minha família pois dessa vez eu não trabalharia nesse dia, fui as compras, primeiro entrei no mercado e comprei Panetones e frutas, aproveitei também para comprar alguns vinhos pois minha mulher gostava muito. Claro que a maioria dos produtos que comprei foram recomendados para diabéticos, não nego que antes de receber esse dinheiro não conseguia comprar esses alimentos especiais para minha mulher, mas dessa vez ela merecia, queria recompensar todo o tempo que perdeu por falta de dinheiro.

Enquanto estava na fila, ouvia a conversa de uma mulher com seu filho no colo.

- Mamãe o que o papai noel vai me dar de presente esse ano?

- Depende do que você pediu meu filho.

- Pedi que ele viesse me ver no natal e que me desse asas para voar com meu irmão.

Ouvindo o que o menino disse, fiquei intrigado, não conseguia compreender o que quis dizer em "voar com meu irmão", mas como era uma criança, nem levei em conta. Porém percebi que após dizer isso, sua mãe soltou algumas lágrimas que pareciam muito dolorosas, então não aguentei a curiosidade.

- Me desculpe por ouvir a conversa, mas é que fiquei curioso.

- Pode perguntar, sem problemas.

- O irmão dele é piloto de avião? Por isso ele quer asas?

- Não. Disse ela abaixando a cabeça. - Meu filho morreu atropelado, e como sempre digo pra ele que seu irmão está no céu, ele me pede asas para poder visitá-lo.

A história da mulher, invadiu meu coração como se fosse um tiro, fiquei com uma tristeza tão profunda que não pude fazer nada, além de abraça-la e deixar escapar algumas lágrimas.

 

 

 

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...