Open the Door

Os gêmeos Edwin e Kenzie entraram de férias e seus pais queriam um pouco de sossego, então mandaram eles para a nova casa de campo dos avós. As crianças se depararam com algo intrigante logo que chegaram na casa velha, uma porta que não dava acesso a lugar nenhum, o que eles não imaginavam era que essa porta os levaria para a maior aventura de suas vidas.

0Likes
0Comentários
45Views

1. Capítulo 01

PRÉ FÉRIAS

 

Edwin Collin

Sabe o típico garoto de 13 anos, que está sempre causando confusão, brigas na escola, aborrecendo os pais e a irmã? Esse é Edwin, ruivo, com sardas nas bochechas, sempre com um estilingue no bolso de trás e uma bandana vermelha amarada na cabeça. O Sr. e a Sra. Collin já perderam as contas de quantas vezes foram chamados na escola pelas malcriações de Edwin, mas eles acreditavam firmemente que isso era só a fase que ele estava passando, e, o programa que eles estavam planejando para as férias do filho iria trazer paz tanto para eles quanto para o próprio Edwin, que aprenderia bastante com o avô.

 

Kenzie Collin

Makenzie é uma menina pacata e estudiosa, tem cabelo castanho e longos e ama sua coleção de all-star, não mostrava sinais de rebeldia, o que é muito comum entre garotas da sua idade, e era o oposto do irmão gêmeo, todos sempre a chama de Kenzie porque dizem que de má ela não tem nada. Kenzie não acha o irmão chato, apenas um pouco irritante, mas não insuportável, ela acredita que os dois se complementam e trazem o equilíbrio em casa, e sabia que o tempo que eles passariam juntos na casa de campo dos avós ensinaria algo tanto para ele quanto para ela. 

 

Os Collin

Faltavam algumas semanas para as férias de meio de ano e Edwin havia recebido um convite da escola para ir ao acampamento, todos seus amigos iriam e já estavam combinando das artimanhas que iriam aprontar por lá, e apesar de não ter perguntado ou pedido autorização para os pais ele também já estava fazendo planos. O Sr. e a Sra. Collin planejavam mandar os filhos para a nova casa de campo que os pais do Sr. Collin comprou, eles já haviam comentado com Kenzie da possibilidade de eles irem para lá nas férias e ela já havia aceitado, mas sabia que Edwin não iria curtir muito a ideia, já que ela sabia que ele estava animado com o acampamento da escola. Os três estavam reunidos na sala quando Edwin chega com a autorização e uma caneta em mãos confiante que seus pais assinariam:

- Mãe, Pai, a escola está preparando um acampamento para as férias... – Edwin começa a falar, mas é interrompido pelo pai

- Filho, você e sua irmã vão passar as férias na casa dos seus avós – diz o Sr. Collin

Kenzie que estava sentada no sofá mexendo no tablet apenas olha para sua mãe que responde com um olhar que dizia claramente “ai meu Deus”, a Sra. Collin conhece muito bem o filho quando ele é contrariado, ela pega uma das 3 xicaras de café que estavam na mesa de centro e começa a tomar preocupada com a reação do filho.

 - EU NÃO VOU PRA CASA DO VOVÓ! – o garoto diz aos gritos amassando o bilhete da autorização

 - Edwin, a decisão já foi tomada e esse será o destino de vocês para essas férias – essas palavras saem com a maior calma da boca do Sr. Collin, ele parecia irredutível.

Completamente aborrecido o menino olha para Kenzie que por sua vez evita encarrar o irmão, o garoto então se aproxima da mesa de centro e vira todo o pote de açúcar na xicara de café que era destinada a seu pai, ele ainda pega a caneta e mexe o café, a irmã segura uma risada enquanto a mãe arregala os olhos surpresa, ele sai batendo os pés e seu pai fala num tom mais alto, porém não chegando a ser um grito:

- Você sabe que essa atitude vai te custar levar o vídeo game pra casa do seu avó não é?

Subindo as escadas o garoto responde gritando: - LÁ NEM DEVE TER ENERGIA ELETRICA MESMO!

A Sra. Collin leva a xicara de café para a cozinha, o Sr. Collin parece não estar aborrecido ou surpreso com as atitudes do filho:

- Essa técnica que você usa com ele é formidável papai – diz Kenzie sentando-se perto do pai

- Ficar irritado ou gritando só pioraria as coisas, ele tem que perceber que as decisões são irredutíveis – ele fala pegando a xicara de café que seria destinada a Kenzie que dá um sinal que ele pode tomar.

- Afinal em que século ele acha que estamos? É claro que lá tem energia elétrica. – A menina fala olhando para o pai, os dois riram.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...