Um anjo a sua espera

Por quanto tempo você é capaz de esperar uma pessoa? Dez anos? Vinte ou mais?
Pois é, imaginava que não conseguirira esperar nem por um dia, mas estava enganado. Meu coração resistiu ao tempo me surpreendedo.
Se está disposto a amar, lute com todas suas forças pelo seu amor, essa história não é só mais um romance, é o MEU ROMANCE.

3Likes
0Comentários
689Views
AA

9. Enfim, cheguei.

Andando por muitos quilômetros, eu caia no chão a todo momento de cansaço, mas me levantava porque só de pensar em rever Juliana, surgia uma motivação que me fazia ser mais forte. O buquê de rosas que tinha comprado já estava murcho, mesmo assim, não o joguei fora, era o único presente que tinha pra dar a ela, pois meu dinheiro havia acabado.

Os dias foram se passando e o risco foi aumentando, dormia em praças como um mendingo e se encontrava sujo como um porco, a sociedade não me olhava mais da mesma maneira, tinham medo de chegar perto de mim, não entendia o porque daquele preconceito, até que passando por uma loja, vi meu rosto na vitrine, e não me reconheci. Estava barbudo, sujo, todo rasgado e bem desidratado, não sabia mais quanto tempo tinha passado nessa via sacra, nisso, olhei em um calendário e percebi que já estavamos em outro mês.

Como pude não perceber nada disso? Será que esse amor estava me deixando louco? Será que se eu continuasse a andar, e sofresse tudo que sofri, adiantaria alguma coisa? Talvez Juliana não estaria mais pensando em mim, e muito menos me esperando, os sinais que recebi poderiam ser criações de minha imaginação, o que faria?

Comecei a ficar desesperado, minha mente dizia não, mas meu coração soava um sim a todo momento, aquela dúvida me pertubava, todo mundo já passou por uma dúvida assim, sei disso, mas eu era fraco pra decidir o que queria, não sabia em quem acreditar, muitos dizem que o coração sempre nos leva a algumas decepções e armadilhas, mas sempre agir com a mente não resolve nada também. Sei que estou no momento recebendo julgamentos, só que o meu coração me diz pra continuar, me obriga a amar uma mulher que mesmo podendo não sentir nada por mim, terei que cumprir a promessa que fizemos.

Quando percebi já se encontrava em frente ao cemitério, tinha andado sem nem perceber. Então entrei, correndo, era o mesmo cemitério que ela estava enterrada, então fui ao seu túmulo, na esperança de vê-la sentada, me esperando, com seu lindo sorriso, seu jeito angelical e seus cabelos loiros, mas o que encontrei foi apenas um túmulo, como do dia de seu enterro.

A decepção bateu como um trem em meu coração, cai de joelhos em frente ao túmulo e comecei a chorar, deitei minha cabeça e chorava muito, lembrando de tudo que passei, todas as coisas que larguei por ela, e estava sozinho, ela havia me abandonado, não cumpriu com a nossa promessa. As lágrimas molhavam um pedaço do túmulo que tinha cheiro de flores, o mesmo perfume dela, a tristeza que estava sentindo em meu coração se chamava SOLIDÃO, o mundo era grande e eu era pequeno, não sei o que faria agora, sem Juliana, só sei que essa espera só aumentaria. Não me chame de louco, porque disso eu já sei, mas me chame de irresponsável, porque tudo isso é culpa minha e do amor que guardo.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...