Fique se Aguentar

Série, Os Michell .
Este é o primeiro, livro de quatro.
Shane é o caçula da família, com mais três irmãos, sempre foi mimado por todos, achava que tinha a família perfeita até descobrir que a sua escondia um grande segredo, desde esse dia passou a beber mais, sair com varias mulheres, sem se importar com nada, até que conhece a inocente Carina Carvalho....
Carina filha única, exemplo de garota, resolveu seguir a carreira do pai, físico, nunca tinha feito nada de louco na vida, até conhecer o problemático Shane Michell...
Uma história, de amor, cumplicidade, ciúmes e companheirismo.... Que você não pode deixar de ler ;)

2Likes
4Comentários
367Views
AA

3. Nescessidade

Shane

                    Acordei com batidas fortes na minha porta, seja quem for vai se arrepender de ter me acordado, saio pelado mesmo da minha cama, é durmo nu, e vou até a porta, destranco e encaro parado ali meus três queridos irmãos, Ernest o nerd de 23 anos, Amim que já esta formado controla um terço da empresa da família tem 26 anos e Antoni meu irmão mais velho com seus 28 anos e comandando sua propria empresa, amo meus irmão mas Antoni é o que me da mais orgulho, conseguiu se emancipar daquele velho babaca que se diz nosso pai, pagou a faculdade sozinho e hoje é um dos homens mais ricos do mundo, e claro ele paga minha faculdade, pois ao contrario de Ernest e Amim não tenho sangue frio para aceitar dinheiro daquele cara.

                Eles me olham sorriem e entram eu fecho a porta, volto no quarto visto uma cueca e venho até a sala para saber o motivo da reunião em família. Antoni senta na poltrona que amo e nós três temos que nos aperta no meu minúsculo sofá é assim sempre foi,  Antoni assumiu pra si o papel de nosso pai e todos o respeitamos como tal.

-ouvi dizer que um cara bateu em você ontem Shane

-Eu mereci.

                Antoni me encara como se eu tivesse dizendo bobagens.

-Como assim.

-Ernest, o Drew não tinha nada que abrir a boca dele. 

               E assim lá se vai minha manhã contando aos meus irmão tudo que aconteceu na noite passada, só não conto a parte que estou louco para sair daqui e encontrar Carina e implorar de joelhos que ela me perdoe por ter sido tão estúpido com ela ontem.

              Após meu relato, meus irmão olham uns para os outros e começam a rir super alto, na real isso me constrange, Amim é o que se contem primeiro e me encara.

-Você tá apaixonado 

              Agora ele que tá louco, ele sabe que não estou apaixonado, não podemos nos apaixonar, o amor não foi feito para os Colins, claro Ernest namora mais até ele sabe que isso não é sério, carregamos algo ruim no nosso DNA e nunca vamos liberta-lo.

- Você enlouqueceu Amin sabe que eu não estou apaixonado, eu nem namoro para começar e nunca vou namorar.

- Otimo então acho que não tem problema eu conhecer essa Carina.

               Não sei o que me deu mais com uma velocidade surpreendente, estou segurando Antoni pela gola da camisa, ele não pode nem chegar perto dela, Carina não é mulher pra ele, pra nenhum de nós.

-Calma maninho só estava brincando.

-Shane chega.

                Amim se levanta, eu solto Antonio e respiro, o que essa garota fez comigo, droga,preciso vê-la, meus irmãos se despedem e saem, corro para o banheiro tomo uma ducha pego qualquer roupa as chaves do carro e saio em direção a faculdade, preciso falar com uma garota fujona.

Carina

             Até que foi fácil sair da cama, só um pouco de dor de cabeça, mas nada que me preocupar, agora estou relaxada de volta as minhas roupas, meus , e indo para as aulas, encontrei Yure no corredor hoje temos aulas juntos, caminhamos em silencio, gosto disso nele, ele me deixa calma.

           Mais logo minha calma passa, encontro Shane no corredor, e sei que ele esta vindo em minha direção, droga ainda não estou pronta para falar com ele, Shane mexe muito comigo ele me atrai, me deixa sem ar, acho que gosto dele e pra caramba.

-Podemos conversar?

-Acho que já dissemos tudo ontem.

-Por favor, se depois você não quiser falar comigo eu vou enteder.

              Eu olho Shane bem fundo, não consigo para de encarar aquele olha triste dele que esconde algo, me da vontade de segui-lo para qualquer lugar e conforta-lo sempre.

-Vamos Carina se não nos atrasaremos pra aula.

              Shane me encara como se implorasse por minha atenção, não consigo entender o que um cara como ele viu em mim, o que ele quer, ok tivemos sexo ontem, ele foi um babaca, mas ja passou eu quis também, não temos mais nada a dizer, mas não consigo dizer não, no fim minha curiosidade vence tenho que ir com ele, nem que seja uma ultima, vez.

-Ok... vai indo na frente Yure já te acompanho.

            Vejo Shane relaxar, Yure suspira contrariado, mas não posso falar com ele agora depois conversamos, preciso saber o que Shane quer, ele segura minha mão como se pedisse confie em, mim, mas não sei se posso, não com Shane onde a vida com ele seria um dia de cada vez, ele exala problema e sei que se for agora estarei perdida para sempre, mas meus pés não ligam para isso que quando vejo, acompanho Shane para fora da faculdade e nós dois entramos no carro dele, estranho achei que Shane usasse um Porsche ou uma Ferrari mas seu carro é melhor um Audi GT.   

           Seguimos em silencio, ele dirige como se fizesse isso a vida toda, percebo que me olha as vezes, como se para ter certeza que eu estivesse aqui mesmo, saimos da cidade e paramos, num píer, Shane desce abre a porta para mim então eu saio e nós dois nos olhamos, por um bom tempo.

-Eu... nossa é a primeira vez que nem sei o que dizer Carina.

-Comece pelo começo.

-Amo esse lugar o mar o vento... tudo, meus pais costumavam nos trazer aqui eu e meus irmãos, dias felizes aqueles.

               Shane observa o mar nostálgico, suspira algumas vezes, e volta a mim olhar, não esta mais triste agora me olha com desejo seus olhos queimam por mim, ele sabe que eu sinto e não tenta esconder, hoje ele este especialmente lindo com uma calça jeans e uma camiseta azul que realça seus músculos e mostra algumas tatuagens.

-Me desculpa... por tudo, por ter tido uma ideia errada sua, por não ter ido com calma na sua primeira vez, por ter agido como um babaca depois. Eu nunca me importei com garota nenhuma mas você me faz pensar diferente.

              Não sei o que falar, não imaginava que Shane se sentisse assim, logo comigo, se ele quer minhas desculpas ele vai ter.

-Claro que te desculpo Shane, até por que eu também queria que acontecesse e disse coisas que não ajudaram em nada no seu humor ontem. 

             Ele relaxa como se tirasse um peso das costas, ficamos assim os dois sem ter o que dizer, nem nos olhamos mais, acho que é o fim, cada um vai seguir seu caminho agora, e por que essa ideia me entristece, queria vê-lo todos os dias, saber como esta, Shane me da medo, mas também me da vontade de decifra-lo.

-Então é isso, ficamos bem não é?

             Ele me olha de novo, e seus olhos parecem transmitir que ele esta numa luta interna , se faz ou não algo, só não consigo entender o que, Shane suspira, parece que um dos lados venceu, mas qual?

             Shane se aproxima de mim e em nenhum momento deixa de me olhar, fico nervosa, ele vai me beijar eu sei, seu olhar não mente, é nesse momento que tenho que fugir, acabar logo com isso, mas não posso, eu quero o beijo também, quero muito, meu corpo reclama por ele, então o olho de volta e seja o que Deus quiser.

Shane

 

                Tinha esquecido de que beijar Carina é muito bom, nossas línguas brincam uma com a outra, sinto uma vontade louca de devora-la, sei que devia ter levado ela de volta e me afastado, mas não posso, ela é como uma droga para mim, tenho uma necessidade louca de tê-la ao meu lado sentir esse sabor que só ela tem, nosso beijo parece não ter fim, e não me importo, minhas mão com vontade propria, exploram o corpo dela, toco em seus seios, minha mente rapidamente lembra de que como é delicioso tê-los em minha boca.

             Carina geme de desejo, e isso me acende mais ainda, mas não posso dessa vez tenho quer ir com calma, ela merece, não posso assusta-la parecendo um animal no cio, tenho que me afastar pelo bem de nós dois, por que se não vou toma-la aqui mesmo, no chão da areia da praia, na presença de todos.

-Nossa, sua boca é tão boa de ser beijada Carina que não me da vontade de parar.

               Ela cora, minha bela, ela é linda assim.

-O que você realmente quer comigo Shane, não sou dessas que tem transas casuais, com vários caras.

-Eu sei, meu bem, eu fui único cara lembra, o que que quero Carina.... Você... tudo de você, quero que namore comigo, sei que sou apressado em dizer isso, mas você sente o mesmo que eu, essa atração louco que nos deixa sem ação, uma necessidade de um esta com o outro.

              Vejo que ela esta relutante em aceitar, claro qual garota iria querer namorar com um cara igual a mim, mulherengo que não respeitava mulher alguma, Carina me olhar com uma intensidade que me faz querer abraça-la tão forte e não soltar nunca.

-Sim Shane, eu aceito, também não consigo ficar longe de você, meu corpo o deseja a toda hora, não sei o que esta acontecendo, mas vou arriscar, só peço que me respeite, certo?

-Sempre meu bem.

                Meu coração da um salto com suas palavras, agora ela é minha, só minha, e vou faze-la feliz custe o custar, não sei o que acontece, mas acho que meus irmãos tinham razão ao dizer que eu estou apaixonado, porque eu estou perdidamente apaixonado por essa mulher que me enfeitiçou.

                E assim entre risos e beijos passamos a tarde sentados na areia observando o mar e sua calmaria.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...