Fique se Aguentar

Série, Os Michell .
Este é o primeiro, livro de quatro.
Shane é o caçula da família, com mais três irmãos, sempre foi mimado por todos, achava que tinha a família perfeita até descobrir que a sua escondia um grande segredo, desde esse dia passou a beber mais, sair com varias mulheres, sem se importar com nada, até que conhece a inocente Carina Carvalho....
Carina filha única, exemplo de garota, resolveu seguir a carreira do pai, físico, nunca tinha feito nada de louco na vida, até conhecer o problemático Shane Michell...
Uma história, de amor, cumplicidade, ciúmes e companheirismo.... Que você não pode deixar de ler ;)

2Likes
4Comentários
242Views
AA

6. Decepção

Carina

                        A viagem de volta foi tranquila, fiquei emocionada com a despedida, mas feliz por esta voltando com Shane, senti tanta dor por ele e sua família por passar por tanta coisa, que homem é esse que bate na mulher por diversão, essa viagem nos aproximou mais ainda, ainda falta uma semana, para começar as aulas, Shane fez um almoço no loft para que eu pudesse conhecer seus irmãos com calma, estou ansiosa, afinal conheci eles separados, agora todos juntos vai ser diferente, mas eu consigo, por Shane consigo tudo.

                    Levei minhas coisas para o loft, eu e ele estamos morando juntos , sei que esta sendo rápido, mas não conseguimos ficar muito tempo longe um do outro, e assim fica mais fácil, Elida ficou triste mas entendeu, ela me contou que ela e Drew estão namorando sério, que esta amarradona nele, os dois pensam até em viver juntos igual eu e Shane.

                   Estou agora escolhendo uma roupa para vestir no jantar de hoje, não tenho muitas opções, não sou de me arrumar muito. Alguém me abraça, me viro é Shane.

-Você vai ficar linda em qualquer roupa.

-É vou vestir o preto.

                    Ele sorrir e me beija meu corpo rapidamente, reage, sempre é assim quando Shane esta perto, meu corpo se acende, com um desejo intenso.

-Deixa de ser assanhada, ainda tenho que ir buscar as encomendas.

-O quê, eu só retribui seu beijo.

-Sei Carina Carvalho.

                         Ele beija minha testa e sai, eu suspiro, esse homem vai acabar comigo.

                         Nossa como estou nervosa, o jantar vai já começar eu e Shane estamos esperando seus irmãos, o primeiro a chegar foi Ernest, o fofo do Ernest ele é tão paciente, amoroso, de cara nos damos bem, o segundo foi Amim, ele me pareceu um homem solitário, como se carregasse o mundo nas costas e por ultimo Antoni, muito lindo por sinal, mas tem um ar de superioridade, todos me tratam bem, conversamos um pouco, rimos com as histórias de infância, então vamos jantar.

-Tai finalmente Shane arrumou uma mulher que presta.

                      Coro com as palavras de Antoni, mas fico feliz por ele ter me aprovado.

-Acho que próxima semana vou pedir Mikela em casamento, claro que não é para agora, mas faz um tempo estava querendo.

                    Ernest sorrir sem graça, eu noto que atmosfera da mesa muda, os meninos parecem não gostar de Mikela também, mas eles são irmãos, quem sou para criticar aquela garota fútil.

-Sem chance Ernest, você não vai casar com aquela garota.

-Você não manda em mim Antoni.

-Ela não é mulher pra você ta na cara que só quer nosso dinheiro, ela não presta.

-Não fala da minha namorada...

                  Noto que eles já estão se exaltando, meu Deus, será que eles vão se pegar aqui, mas o jantar nem acabou, Shane e Amim não se envolvem parecem calmos, como se eles tivesse tido essa conversa várias vezes.

-Ela é uma piranha que já saiu com metade da sua faculdade, só você não vê, sem chances que vou deixar você casar com ela.

-Eu caso com quem eu quiser, já disse que você não manda em mim.

-Você ta cego, acha que ela te ama, você é um bobo inocente, quantos anos tem mesmo, meu Deus cresça.

                    Coitado do Ernest, Antoni pegou pesado, se não conhecesse bem diria que ele ia chorar, deu até vontade de gritar com Antoni também, mas algo me diz que isso só iria piorar as coisas para o lado do Ernest.

-Pelo menos não sou um frio sádico, você sim é a cópia perfeita de nosso pai.

                   Nossa silencio geral, Antoni ficou mais branco que papel, quem diria que Ernest ia jogar essa, mesmo que tenha sido golpe baixo.

-Chega, vocês já estão falando coisas que vão se arrepender.

                   Finalmente em Amim, resolveu se pronunciar, pensei que os dois iam sair no tapa, e cadê meu namorado que nem se mexe, Antoni se levanta joga o guardanapo e sai, esfumaçando de raiva, Ernest coloca as mãos na cabeça e fica desolado, Amim só suspira e Shane bom meu belo namorado esta sem palavras.

-Desculpa Shane, Carina eu me excedi, estraguei o jantar, mas estou feliz por vocês.

-Tudo bem cara.

                  Sorrio sem graça para Ernest, ele também se levanta e vai embora, ficamos só eu, Shane e Amim, mas confesso que depois dessa discussão se pudesse ir embora também iria, ficou sem clima total.

-Faço minhas as palavras dele, Shane, Carina seja bem vida a problemática família Michell.

                 Ele bebe um gole do vinho, beija a testa de Shane e minha bochecha e também vai embora, Shane se levanta e vai trancar a porta, depois volta para o meu lado, suspira.

-Desculpa amor, eles sempre estão brigando Amim já não sabe o que fazer.

-Por isso você ficou calado, Shane eles são seus irmãos converse com eles.

-Já tentei eles não querem papo.

                  Aliso o cabelo do meu Shane e dou um beijo no rosto dele, e ainda tenho que contar que vou estuda amanha com o Yure, ele vai ficar uma fera, mas o Shane tem que aprender a confiar em mim, não posso parar de fazer as coisas, só por que ele não quer, já decidi só falta meu namorado cabeça dura entender, mas eu conto amanha, hoje já teve discussão de mais.

                    Todas as manhã acordo com um humor maravilhoso, sexo ao acordar é a melhor solução, Shane vai trabalhar com Amim, e eu bom eu estou tomando coragem para ter aquela conversinha com ele, amarro o cadarço do meu tênis e me levanto, Shane esta tomando café, a bebida dos deuses eu e ele amamos.

-É, Shane me da uma carona?

-Claro amor, vai visitar a Elida?

-Não eu e Yure marcamos de estudar na beijo doce.

                       Nossa ele não gostou, com certeza não, para pousar a xircara na mesa com tanta força, e o nome do café também não ajuda, meu Deus, beijo doce, quem cria esses nomes por favor, ele levanta o olhar pra mim e suspira.

-Por que hoje nem voltamos as aulas ainda?

-Não queremos acumular matéria e sabe como nossas cadeiras são super difíceis.

-Ah por favor Carina só, falta uma semana, que custa esperar.

 

-Eu já marquei Shane, vai me levar ou não.

Poxa ele conseguiu me irritar, que droga de ciúmes mais besta, todo mundo no planeta sabe que eu só tenho olhos para ele.

Shane

O caminho todo fomos em silencio, não sei em que eu errei, não to com ciúmes, só acho que aquele babaca do Yure só esta esperando um vacilo meu para pular entre as pernas da minha garota, eu to puto da vida, ela nem me olha, fica falando que eu não confio nela, claro que eu confio, não confio nele, nerd idiota.

-Até mais tarde.

Ela mesma abriu a porta do carro e só me deu um simples beijo no rosto, mas tudo bem mais tarde conversamos, hoje começo a estagiar na empresa do Amim, tenho que chegar de cabeça fria, conhecendo meu irmão ele vai me dar os piores serviços para ver se eu agüento só o que faltava. Mas não ligo, não consigo tirar os olhos da entrada daquele café, o nerd chega, beija e abraça a Carina ela diz algo a ele, noto ela suspirar, ele a abraça novamente, Meu Deus acho que já ta bom de abraços, vou sair logo antes que eu desça e quebre a cara dele.

O caminho todo ta tranqüilo, chego me apresento a recepcionista, ela me leva até Amim, ele esta no telefone, pede que aguarde, eu me sento e olho a sala do meu irmão é um tanto fria,sem vida, mas esse é o Amim se sacrificou por todos. Assim que desliga, ele me passa algumas coisas que espera de mim, nada complicado, mas também não é fácil, e assim o dia passou voando, estou exausto, saio e dirijo super rápido pra casa, estou morto de saudades dela, meu amor, será que esta me esperando com aquele sorriso que só eu amo, ou ainda esta brava, mas não importa, vou fazer ela me desculpa e sei como.

Estaciono, subo correndo.

-Ca, amor?

Nada, ela não chegou, ainda, não acredito que esteja estudando até essa hora, ligo para o celular, e esta desligado, não pode ser, já to começando a ficar irritado, onde ela se meteu.

Volto para o carro pego minhas chaves e dirijo até aquele café idiota, ao chegar não vejo ninguém, chuto a porta do carro já com raiva.

-Shane, tudo bem.

Só o que faltava a Tabata, o que ela quer agora.

-Sim estou.

Dou a volta para entrar no carro de novo, ela ta me seguindo.

-Procurando a Carina, ela saiu a uma hora com aquele amigo dela, foram a pé para o antigo dormitório, eu vi por que sai na mesma hora, não tava espiando nem nada...

Nem escuto o que ela termina de falar, nessa hora o monstro do ciúme já me consumiu, só quero quebrar o Yure em pedaços, minha razão pede para ir com calma, mas não da, eu quero fazer isso já faz tempo, dirijo feito um louco, pela rodovia, e olha que os dormitórios são bem perto, desço já correndo e entro, paro e decido entrar com calma, é quando eu escuto.

-Droga Carina eu não agüento mais eu te amo, amo desde o dia que te vi naquela festa, chorando por aquele idiota.

-Eu também te amo Yure e muito...

Não, eu não acredito no que estou ouvindo, descido olhar, eles estão se beijando, não isso é demais pra mim, nem sei como cheguei ao carro, nem como cheguei ao apartamento, só sei que estou sentado aqui faz meia hora já esvaziei duas garrafas de vinhos, e não consigo chorar, só sinto uma tristeza, consumir meu peito.

Carina

Até que em fim cheguei, nem sei como conseguir colocar na cabeça do Yure que o Shane é o único homem, que amo, o único com quem quero ficar, mas ele entendeu, ele tinha que entender, e aquele beijo me pegou de surpresa, mas ameacei até nunca mais falar com ele se ele fizesse de novo.

De cara percebo que há algo errado, o flet tá uma bagunça, e por que ta tudo escuro, será que o Shane não voltou ainda. Escuto um barulho na varanda, caminho até lá e o encontro sentado em uma cadeira com uma garrafa de vinho na mão, o que será que aconteceu ? Será que ele brigou com os irmãos ou pior com o pai, vou até ele, ele se vira pra mim, parece muito mal, os olhos estão vermelhos o cabelo assanhado.

-Amor tudo bem.

-Por que Carina?

-O quê?

                              Ele grita mas não estou entendo o que ele quer dizer.

-Ah quanto tempo você me engana, ah quanto tempo você tá com aquele cara.

-Meu Deus Shane, que cara eu não sei do que você ta falando.

                         Realmente não sei, minhas mãos começam a suar, sinto lagrimas caírem de mim, como se precisa-se explicar, me defender mas não sei de quê.

-Eu vi, vi vocês se beijando, vi você dizendo que o ama, se é assim por que esta comigo ainda, acha divertido, transar com dois caras, ou você mente pra ele também.

                      Claro Shane deve tá falando do beijo que o Yure me deu mas como ele viu, e porque ele já esta me julgando sem me dar chance de explicar.

-Eu não te trair, escuta aquele beijo...

-Vai negar na minha cara, ninguém me contou eu vi.

                       Shane segura meu braço com força, mas o que mais doí são essas palavras que ele cospe da sua boca.

-Ótimo agora que não é mais virgenzinha pode subir no pau que quiser e resolveu começar com aquele babaca...

                      Não sei como aconteceu mas dei um tapa na cara dele, com toda raiva que estou sentindo, quem ele pensa que é para me julgar, por reflexo me defendo, ele parece angustiado.

-Vai embora Carina, sai daqui da minha vida já arrumei sua mala, e só para você saber eu não ia te bater.

-Shane eu...

                      Ele pega uma mala e me arrasta pelo braço até a porta e me joga do lado de fora, nunca fui tão humilhada na minha vida, escorrego para o chão e choro, choro muito, de uma hora para outra minha vida virou de ponta a cabeça e nem sei como começou só sei que ele fez isso, ele não confiou em mim nunca confiou, idiota arrogante. Consigo forças me levanto pego minhas coisas e desço chamo, um táxi e nem sei como cheguei até o campus, bato e minha melhor amiga sai, ela me olha ia fazer uma pergunta mais se cala, abre os braços e corro para abraça-la é ai que choro, choro como se fosse uma criança.

                     Hoje é um novo dia Elida me deixou chorar, até eu cair no sono, não tenho vontade de sair do quarto, não tenho vontade de nada, contei tudo a ela, ela disse que ele não me merece, uma cara como Shane Michell não muda, mas o que posso fazer se amo aquele bad boy bonzinho, algo em mim se quebrou não sei o quê, novas lágrimas surgem, ou seria as mesmas.

-Ca se levanta não pode ficar assim, vamos sair.

-Vai você eu vou dormir mais um pouco.

                  Me deito e me viro antes de vê o olhar de pena dela, alguém entra ouço Elida conversando, a pessoa senta na minha cama.

-Ca, vim te ver.

              É o Yure, ele também esta com pena de mim, se sente culpado, mas o único culpado é o Shane, só que não consigo me vira e olha-lo.

           As aulas finalmente começaram, mas continuo mal, nessa semana que passou vi o Shane varias vezes, ele nunca me olhou, era como se o que vivemos nunca tivesse acontecido, ele sempre estava com uma garota diferente, isso me magoava profundamente, voltei a sentar na minha antiga mesa com o Yure e a Elida, ela ainda esta com o Drew mas nunca me abandonaria por ninguém, mas uma vez eles estão conversando tentado me animar, é quando eu escuto, risadas e me viro, Shane esta com aquelas gêmeas idiotas uma sentada em cada perna dele, olho de soslaio.

-Não vale apena ele não te merece, é um galinha encrenqueiro.

-Tudo bem Yure, vou para o dormitório.

-Te acompanho.

                Eu me levanto com Yure e caminhamos é quando sou empurrada, nem percebo se não fosse por Yure tinha caído, Shane me olha, Tabata o empurrou e ele meio que esbarrou em mim.

-Acho que ela merece desculpas.

-Tudo bem Yure, vamos.

-Se ela olhasse por onde anda, isso não teria acontecido.

-é muito babaca mesmo.

-Yure vamos.

-Me chamou de que nerd?

-Babaca.

                    Todos agora nos olham, não sei como começou mais Shane acerta um murro em Yure, ele revida os dois começam a brigar, ninguém separa tento puxar Shane de cima de Yure, meu Deus ele vai mata-lo, puxo com mais forças é quando Ernest me ajuda,ele segura Shane e corro até Yure que esta com o rosto todo ferido, encaro Shane com toda minha raiva reprimida.

-Qual seu problema seu idiota arrogante, se afasta da gente entendeu.

               Eu ajudo ele se levantar e nós dois saímos, cortando caminho pela multidão até o dormitório, ao chegar acomodo Yure no sofá pego o kit de primeiros socorros e vou limpa-lo.

-Desculpe pelo Shane Yure...

-Tudo bem, eu também me excedi não aguentava mais te ver chorando por ele, eu vou contar a ele tudo que aconteceu naquele dia e...

-Não, não adianta, eu nunca mais vou chorar ou sofrer, pelo Shane, nunca.

Shane

                  Estou ouvindo mais um sermão do Ernest, eles parece se reversar, meus irmãos, mas não conseguem entender que desde que Carina saiu da minha vida não sinto mais nada, por ninguém, minha vida se resume a ignora-la, fingir que nada aconteceu, eu ainda a amo, mais que tudo, mas não consigo perdoa-la, me doeu esbarra nela sem querer, eu nunca a machucaria, mas quando vi aquele idiota a defendendo minha raiva só aumentou, se Ernest, não tivesse me tirado de cima dele acho que teria matado.

-Entendeu Shane da um jeito na sua vida, olha esse flet ta um lixo.

                     Pior que tava mesmo a dias não chamava ninguém pra limpa-lo, saia com as garotas levava para motéis queria magoar Carina como ela me magoou, mas até o sexo era frio, sem vontade. Alguém bate em minha porta, Ernest abre e vejo meu pior inimigo Yure, com o rosto machucado, alguns curativos, minha raiva volta com força total Ernest se coloca na minha frente.

-Essa não é uma boa hora Yure.

-Preciso falar com seu irmão é sobre Carina.

                   Essa palavra essa unica palavra me faz recuar, sera que a machuquei quando esbarrei nela sem querer, se for não vou me perdoar.

-Fala e depois vai embora.

                   Yure entra, passa por minha bagunça na sala, e senta, Ernest me segue como se não confiasse muito em mim, perto de Yure, é bom ele não confiar mesmo.

-É sobre aquele dia...

-O quê...

-Calma cara, me deixa fala, eu amo Carina de verdade, mas vê-la sofrendo por você todo dia me deixa mal.

                    Ele me encara e percebo que realmente o cara é apaixonado por ela, e esta fazendo um grande esforço em vir aqui falar comigo, não consigo falar quero ouvir o que ele tem a dizer.

-Naquele dia eu me declarei para ela, ela disse que também me amava, eu fiquei feliz e a beijei, só que rapidamente a Carina se afastou de mim, e disse que eu tava entendo tudo errado, que o coração dela já era teu, que me amava como amigo, um irmão fiquei mal, ela tava triste por que parece que vocês tinham discutido, por que você não confiava nela, bom foi isso.

                   Não acredito eu fiz tudo errado, não deixei ela se explicar, meu Deus preciso vê-la pedir desculpas por tudo, realmente sou um idiota.

-Por que você esta me dizendo isso?

-Por hoje ela me disse que ia mudar, que ia arrancar você de dentro dela, ai eu percebi que depois de muito tempo eu vou ter minha chance, mas eu jogo limpo Shane, vou lutar por ela, de todas as formas possiveis, mais precisar reparar meu equivoco e não ter vindo antes mas ela não tinha deixado.

                     Não consigo pensar em mais nada, nem ouvir Yure com ele me entendo depois, saio correndo, pego meu carro e dirijo feito um louco para o campus, desço e saio correndo, subo e bato incessantemente na porta do quarto dela. A porta abre e ha vejo, eu não espero entro a puxo para mim e beijo, a quanto tempo queria fazer isso.

-Qual seu problema.

              É Elida falando, Carina se afasta de mim me olhando de um jeito que não sei decifrar.

-Tudo bem El eu resolvo.

                 Elida me encara mas nos deixa sozinhos, estou tão nervoso, aquela coragem toda começa a sumir.

-Qual o seu problema Shane Michell?

-O Yure foi lá em casa e me contou tudo que aconteceu naquele dia, você não me traiu, me perdoa meu amor, eu fui tão idiota.

-Deixa eu entender você veio até aqui me pedir desculpas só por que o Yure foi contar o que aconteceu, tá então você quer que eu esqueça todas as coisas que você me disse, você me humilhou Shane, não é o bastante.

-Não Carina amor eu ....

-Vai embora Shane e faz um favor não toca mais em mim, você deve tá sujo com todas aquelas garotas que você dormiu... Meu Deus, não consigo nem te olhar.

-Carina me perdoa por favor eu te amo eu errei, você nunca errou na vida.

-Sim, várias vezes, mas não sai por ai humilhando ninguem nem transando com metade da faculdade, diz que eu não tô falando a verdade...

-Não posso você sabe, eu transei com elas, mas só amo você.

                    Carina me encara e sorrir, um sorriso ironico e triste, é ai que eu percebo, eu a perdi e por um erro que eu mesmo causei, nossa meu coração esta partido novamente, não sei mais o que dizer o que fazer para ela me perdoa, conheço ela, sei que por mais que estivessemos separados, sair com aquelas garotas, matou o restante do amor que ela sentia por mim.

-Carina...

-Não... vai embora por favor, só vai.

                  Ela abre a porta para mim, eu saio e ela bate a porta na minha cara, caio sentado sem rumo, sem sentido algum da vida meu mundo acabou, choro, um choro que estava preso em mim, desde a primeira vez que nos separamos, não consigo controlar eu a quero de volta ela é meu mundo, minha vida, meu primeiro e unico amor.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...