Drama

Tudo pode acontecer na véspera de Natal, principalmente estar em uma cidade desconhecida, sem sinal, em um aeroporto na chuva, lidando com um garoto que diz que Papai Noel usa All Star.
Será que um café pode melhorar as coisas?

0Likes
0Comentários
75Views
AA

5. Oi!

 

     Meus avós como sempre adiantaram a ceia, iríamos para o desfile de natal como sempre fizemos, era uma maneira de disfarçar o natal sem a presença dos meus pais que estavam do outro lado do mundo no momento. Trocamos alguns presentes e seguimos ao centro da cidade. Ficamos perto da grade na frente de uma butique. O desfile começou.

 

- Elyssa, querida.- Começou minha avó. - Você sabe como eles queriam estar junto com você hoje. Não fique triste.

- Não, eu estou bem vovó.- Respondi, não estava mentindo.

- Que bom, querida. Bem, seu avô e eu pensamos em dar uma passada no baile de natal, gostaria de ir conosco?

- Não vovó, prefiro ficar mais um pouco. - Sorri, sabia que nesses bailes havia muita terceira idade nada contra mas meus avós precisavam se divertir um pouco.

- Então está bem, querida. Não volte muito tarde. - Ela me deu um beijo na cabeça e saiu.

Pela primeira vez no dia me senti livre, não estava irritada nem chateada com meus pais apenas agradecida por eles serem do jeito que são. Uma mensagem no celular tirou dos meus pensamentos. Meus pais me desejavam um feliz natal. Como eu adorava o sinal.

- Pensei que teria duendes esse ano, - Uma vozinha fofa dizia ao meu lado.

- Talvez eles estivessem dentro de um carro que quebrou, Clara.

Olhei para o lado e o vi, estava um pouco diferente sem o uniforme da cafeteira, seu cabelo estava um pouco mais arrumado do que antes, usava uma camiseta cinza por baixo de uma blusa quadriculada vermelha e preta, usava uma calça jeans escura com um tênis que agora sabia da onde Papai Noel achou para pedir emprestado.

- Oi. - Disse, ele me encarou surpreso.

- Oi. - Respondeu a garotinha no seu colo.- Você sabe por que não tem duende?

- An...acho que o carro deles quebraram.- Thomas esboçou um sorriso enquanto Clara esboçava uma cara de desapontada.

- Clara , tenho que te apresentar uma pessoa. - Thomas a colocou no chão e agachou ao seu lado. - Essa é Elyssa.

- Ah...- Ela me observou logo esboçou um sorriso com uma falha nos dentes. O melhor sorriso do mundo. - Você é namorada do Thom?

- Clara...- Thomas chamou sua atenção, senti minhas bochechas queimarem.

- Mas foi isso que você disse.- Observei Thomas que agora passava a mão no cabelo. Desnorteado.

- An...não Clara. Somos amigos.

- Ah que pena... você é legal. Tio Thomas disse que foi você quem meu deu o livro. - Então ela fez o inesperado, me deu um abraço. - Obrigada filha do papai Noel.

Olhei Thomas que segurava o riso. Filha do papai Noel? Essa foi demais.

- Por que não vai pegar o livro para ela te contar uma história? - Thomas pediu e Clara não hesitou saiu correndo.

- Por que fez isso com ela?

- Pelo menos alguém te acha legal. - Ele riu e o empurrei. - Não sabia que te encontraria aqui.

- Pois é, mas sou filha do papai Noel lembra?

- Feliz natal, filha do papai Noel. - Ele disse sorrindo.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...