The Good Girl

Scarlett Westbrook tinha 20 anos quando foi humilhada publicamente.
Aos 23 anos presenciou a celebração de noivado do seu amor da adolescência.
Aos 24 anos estava numa delegacia prestando depoimento sobre um assassinato.

Graças a uma única pessoa, esses momentos marcaram sua vida: Barbara Faye.

A família Faye amparou a família Westbrook quando esta passava pela pior fase de sua história. Devido a isto Scarlett e Barbara conviveram como melhores amigas, confidentes, irmãs...

Dividiam praticamente tudo, exceto suas personalidades. Nisso elas eram absolutamente opostas. Barbara ignorava todas as regras, Scarlett as seguia metodicamente

Scarlett nunca pensou que as coisas acabariam daquele jeito para Barbara.
Nunca pensou que estaria no velório da amiga.
Muito menos que a boa moça viria a ser, além uma das peças mais importantes da investigação, também a sua principal suspeita.


Conteúdo +18: Pode conter tortura, mutilação, suicídio, violência gratuita/banalização da violência, pena

1Likes
1Comentários
3513Views
AA

21. »twentieth«

Dias atuais
Lanchonete Bolton's
Marblecoast 
5 p.m.

Sexta-feira

O sino da porta anunciou minha entrada e a de Camille na lanchonete.

—Que local mais aconchegante, Eric. Nunca tinha reparado mesmo sendo  tão perto da delegacia. Tenho que trazer Lisa aqui um dia.- Camille caminhava logo atrás de mim.

Os olhos de Scarlett estavam fixados em nós enquanto ela limpava uma das mesas. Dei um aceno de cabeça e ela deu sorriso nervoso.

—Essa é qual das Westbrook? Elas são bem parecidas. E igualmente bonitas.- Camille sussurrou baixinho enquanto Scarlett andava em nossa direção.

—Sinceramente, espero que estejam aqui como clientes.- Scarlett sorriu enquanto apontava a mesa destinada à nós.

—Não se preocupe. Prazer, Camille Hirten, a detetive. - Camille estendeu a mão. —Só viemos aqui para Eric provar o ponto dele de que aqui pode virar o meu novo local favorito.

—Scarlett Westbrook, o prazer é meu.- ela sorriu sem mostrar os dentes e apertou a mão de Camille e depois a minha.—Vou deixar os senhores com o cardápio, quando tiverem algo em mente só chamar.

Scarlett se virou e começou a andar em direção ao caixa, onde falou algo com o garoto atrás da caixa registradora.

—Você deveria ter vergonha de ser tão cara de pau assim. Vou contar tudo para Lisa.- brinquei com Camille, que levantou as mãos fingindo estar ofendida.

—O que eu fiz? Só estava sendo simpática com a garota.-balancei a cabeça negativamente e ela jogou o cabelo por cima dos ombros. —Não tenho culpa se sou charmosa naturalmente.

—Claro.

Alguns minutos depois nós fizemos nossos pedidos.

—Voltando ao depoimento do noivo- Camille disse num tom mais baixo— Cara, aquilo foi bizarro. Vou pensar em começar a encher o saco dos nossos superiores para que os nossos depoimentos comecem a ser registrados visualmente também.-Camille estralou os dedos com um sorriso no rosto.—Fala sério, em que século nós estamos? Além disso, eu pagaria alto para assistir o depoimento dele.

—Foi realmente... intenso.- eu disse me largando na cadeira.—Ele parecia tão perturbado, sabe? Há algo sobre ele que ainda não descobri.

—Estou totalmente com você sobre desconfiar dele.- ela olhou em volta —Vejamos, não é muito inteligente da parte dos companheiros das vítimas cometerem esses crimes, já que há séculos eles são os primeiros suspeitos e a maioria deles são realmente os culpados. Porém, eu nunca entendi a lógica de raciocínio dos homens, mesmo.

Eu fiz uma careta, mas disse:

—Ele parecia incomodado com algo. Porém, uma primeira impressão é difícil. Ele poderia estar apenas nervoso por poder ser o suspeito principal do desaparecimento da noiva.

Camille assentiu:

—Precisamos dar uma segunda chance para o cara. Vamos chamá-lo novamente.

E demos por encerrado aquele assunto, naquele momento.

Conversávamos sobre muitas outras coisas enquanto saboreávamos os sanduíches de lá.

Scarlett, de vez em quando, olhava em nossa direção, e depois de um tempo começou a ficar inquieta. Ainda que sutilmente.

—Ela já sabe da novidade?- franzi o cenho e Camille continuou—Sobre a outra parte do corpo?

Neguei com a cabeça:

—Ninguém além da polícia e da perícia sabe ainda. Queremos soltar a informação quando ela for realmente precisa.- Camille assentiu.

—Sim, se dermos algum deslize a imprensa vai cair em cima de nós.

Naquele momento o sino da porta tocou pela enésima vez, mas algo, dessa vez, mudou no clima do local.

—E aí temos o nosso artista principal...-Hirten cantarolou baixinho, me fazendo olhar na direção da porta.

Christopher acabara de entrar no local e ainda não tinha nos visto. Ele encarava Scarlett, que parecia sem graça e andou até sua direção dando-lhe dois beijinhos no rosto.

Então ele notou nossa presença, não tenho certeza se foi naturalmente ou Scarlett interviu nisso. Christopher apenas deu um sorriso amarelo em nossa direção e a seguiu até ao seu assento um pouco mais adiante do nosso.

—Timing perfeito,  eu diria.

—Põe perfeito nisso. O que ele faz aqui do outro lado da cidade?- perguntei observando Scarlett anotando o Christopher dizia.

—Talvez ele tenha desconto por conhecer a garota. - Camille disse inocentemente para me provocar.—Ou, talvez, estejamos perdendo algo importante nessa história toda. Preciso falar com ele.

E com apenas isso, Camille se levantou e caminhou graciosamente até a mesa onde Christopher se encontrava, agora, sozinho.

Ela estava com o seu famoso ar de simpatia que deixava claro que ela voltaria para a nossa mesa com algum enigma para desvendar ou algum traço indispensável da personalidade do nosso atual suspeito.

Ele estava ouvindo atentamente o que Camille dizia, mas sua linguagem corporal era quase indecifrável. Num segundo ele parecia uma pessoa cansada e estressada, o que era o esperado para um noivo que acabou de perder sua companheira, no outro ele parecia está em só mais um dia comum em sua vida normal e praticamente perfeita.

Scarlett lançava olhares constantemente para a mesa dele e eu me sentia como um espectador de um filme que se desenrolava na minha frente.

A conversa de Camille foi breve e aparentemente direta, pois ela já voltava com seu andar e olhar confiante enquanto eu pedia a conta.

—Será que eu posso fazer uma pergunta para os senhores?- Scarlett equilibrava perfeitamente nossos copos e pratos usados numa bandeja e eu assenti. — Você descobriram algo mais alguma coisa sobre o caso? Uma lista suspeitos, alguma pista, ou algo sobre...o resto do corpo de Barbie?

Camille olhou para mim esperando que eu tomasse uma decisão só para me sondar.

Ela era assim,  analisava todos em sua volta e inclusive eu, constantemente.

—Ainda não achamos nada que possamos revelar no momento, senhorita Westbrook, mas certamente  amanhã de manhã teremos a divulgação de mais um boletim informativo atualizando todos sobre o andamento.

—Entendo, delegado Barre.

— Eric.- corrigi-a e ela deu um sorriso fraco

Camille pareceu aprovar minha decisão de ainda não revelar nada enquanto um pingo de decepção passou pelos olhos de Scarlett.

Ela apenas assentiu compreensiva com a cabeça, agradeceu e recomendou para que voltássemos sempre.

—Depois eu que sou a cara de pau, não é mesmo?- Hirten disse quando estávamos sozinhos novamente.

Franzi a testa:

—O quê?

Eric.- ela disse fazendo uma imitação melosa da minha voz e de mim.

—Eu só estou tentando puxá-la para o meu, ou melhor, nosso lado. Tenho certeza que falta algo importante que ela não nos contou no depoimento dela.- Camille revirou os olhos desacreditando em mim.— E você tem compromisso, eu não.

—Ah, claro, flerte com donas de depoimentos importantes só é autorizado para delegados, entendi.

Fiz uma careta para ela que bateu em meu ombro, fazendo com que eu andasse logo em direção a saída do estabelecimento.   

Estalei os dedos desde a saída da lanchonete até o carro, deixando visível minha curiosidade sobre o que a detetive tinha para me dizer e é claro que ela ignorou.

—Tem como você parar de suspense?- perguntei enquanto dava partida no carro.

—Calma, querido. Proteção em primeiro lugar. Coloque o cinto de segurança. - ela disse enquanto encaixava o seu próprio na trava.

Bufei em frustração, mas fiz rapidamente o que ela pediu.

—E então o que temos agora?-perguntei impaciente.

—Temos um novo depoimento marcado para amanhã no primeiro horário.-ergui as sobrancelhas.

— Você conseguiu fazer com que ele aceitasse isso sem hesitar?

—Eric, por que você me subestima tanto? Anos trabalhando comigo e já deveria saber que eu consigo qualquer coisa.-tentei ignorar seu olhar presunçoso.

—E quais são suas impressões sobre ele?

Então ela ficou séria:

— Definitivamente, há algo errado com ele e tenho certeza que não é luto. Sua aparência difere completamente do modo como ele age e fala. Ele parece desgastado, mas fala tranquilamente como se estivesse acabado de voltar de umas férias. Tenho ainda mais certeza de que ele não atravessou a cidade para tomar um café com desconto. Sua visita tinha um propósito.

—Como assim?-perguntei mesmo já suspeitando qual seria a resposta.

—Ele e a Westbrook tinham algo sério a tratar considerando a tensão que se instalava entre os dois, quase posso ter certeza que Scarlett não o queria ali. Mas sei lá, é apenas uma impressão que eu tive.- Camille deu de ombros como se fosse algo corriqueiro.

Nunca era apenas impressão.

—Não se preocupe eu te ajudarei a manter a ordem amanhã, extrairemos cada gota do que conseguirmos de Christopher Samuels.

—Você sabe que isso soa meio sinistro, não?- levantei uma sobrancelha para ela que naquele momento havia acabado de entrar de corpo e alma naquele caso.

—Não mais sinistro do um caso que uma jovem é esquartejada por Deus lá sabe quem e praticamente todas as pessoas próximas à ela podem ser consideradas suspeitas.- balancei a cabeça assentindo. Ela tinha um ponto.

Camille Hirten sempre tinha um ponto.

 

  »«  

(Notas Finais: hey, good people

como vcs estão? espero que bem

aí vai o último capítulo(por enquanto) do ponto de vista do nosso querido delegado Eric.

alguma aposta sobre quem vai ser o P.O.V. do próximo capítulo??

Deixem seus comentários, ideias, sugestões etc...

Não se esqueçam de votar/favoritar e indicar aos amigos... Vamos fazer "The Good Girl" ser grande!!!!

me sigam no twitter: @/whodat_emmz

e sigam o tumblr: www.thegoodgirlfanfic.tumblr.com

vejo vcs em breve

rhysand's kisses

xx)

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...