The Good Girl

Scarlett Westbrook tinha 20 anos quando foi humilhada publicamente.
Aos 23 anos presenciou a celebração de noivado do seu amor da adolescência.
Aos 24 anos estava numa delegacia prestando depoimento sobre um assassinato.

Graças a uma única pessoa, esses momentos marcaram sua vida: Barbara Faye.

A família Faye amparou a família Westbrook quando esta passava pela pior fase de sua história. Devido a isto Scarlett e Barbara conviveram como melhores amigas, confidentes, irmãs...

Dividiam praticamente tudo, exceto suas personalidades. Nisso elas eram absolutamente opostas. Barbara ignorava todas as regras, Scarlett as seguia metodicamente

Scarlett nunca pensou que as coisas acabariam daquele jeito para Barbara.
Nunca pensou que estaria no velório da amiga.
Muito menos que a boa moça viria a ser, além uma das peças mais importantes da investigação, também a sua principal suspeita.


Conteúdo +18: Pode conter tortura, mutilação, suicídio, violência gratuita/banalização da violência, pena

1Likes
1Comentários
3094Views
AA

13. »twelfth«

O som tocava alto no cômodo abarrotado com meus colegas de classe.

Christopher me guiava com a mão quase imperceptível nas minhas costas, mas aquilo era o suficiente para fazer meu corpo inteiro formigar.

—Um drink para o cara que comanda a noite!- um dos jovens gritou mal conseguindo formar as palavras.

As pessoas gritaram de volta e levantaram seus copos para o ar.

Me virei para procurar Barbie, Persie ou até mesmo Henry, quando senti algo gelado escorrer através do meu vestido.

—Mas que droga, Cameron! Olhe a merda que você fez.- Christopher deu um empurrão no garoto que quase não conseguia ficar em pé.

—Tudo bem, tudo bem. Eu vou pegar um pano em algum lugar.- tentei manter o tecido longe da minha pele.

—Lá na cozinha tem algo útil, eu vou com você.

Fingi indiferença e apenas dei de ombros. Eu não estava entendendo aquela proximidade toda de Christopher. No semestre passado, aposto que ele nem sabia da minha existência.

Podia sentir olhares sobre nós, ou melhor, sobre mim enquanto atravessávamos o cômodo em direção à cozinha.

—Apenas os ignore.

Encostei no balcão e o esperei pegar um pano.

Ele veio até mim e se inclinou um pouco enxugando a lateral do meu vestido. Prendi a respiração.

—Acho que não vai ficar tão ruim assim, mas, de qualquer forma, vou comprar um novo para você.- sua mão subia e descia com o pano e eu tentava me concentrar.

—Não, por favor. Não precisa comprar nada. Ele nem era um dos meus favoritos.- ele levantou o olhar me encarando.

—Bem, ele deveria ser, pois ficou estonteante em você.- sua voz saiu muito mais carregada e baixa. Eu limpei minha garganta e ele continuou.—E o pessoal continua enchendo o saco?

Ri um pouco.

—Acho que eles preferiram esquecer e dar atenção a algo mais relevante. - seus olhos ainda me encaravam e me impediam de olhar para qualquer outro ponto daquele cômodo.

—Eu pedi para que eles parassem.- Christopher disse simplesmente e eu não pude conter o olhar de surpresa.

—Você... Você fez? Obrigada.

—Não precisa agradecer.- ele deu de ombros enquanto eu ainda digeria a informação.

Segurei a curiosidade de perguntar o porquê daquilo, mas ele pareceu ler meus pensamentos.

—Não consigo ver as pessoas que eu gosto passar por coisas assim.- agora nossos rostos estavam a poucos centímetros de distância. Percebi que sua mão não limpava mais o meu vestido e sim segurava minha cintura. —Você é uma garota interessante, Scarlett. Poderia me arriscar em dizer misteriosa. Isso me instiga, por mais que eu tente negar.

Christopher tirou uma mecha do meu cabelo do rosto e pressionou seu corpo contra o meu.

—Adoraria que fosse verdade que uma garota como você, tivesse algum tipo de interesse por um cara como eu.-disse ao pé do meu ouvido. —Porque pode ter certeza que seu interesse seria correspondido e...

Eu espalmei minhas mãos contra o seu peitoral afastando-o minimamente e ele respirou fundo:

—Hm... Acho que eu consigo dar um jeito sozinha. Digo, no vestido. Obrigada mais uma vez, Christopher.- uma ponta de decepção passou rapidamente pelo seu olhar, mas logo foi substituída por um sorriso amigável.

—Tem certeza?- sua mão ainda estava na minha cintura.

—Scarlett? Que bom que te encontrei.- a voz de Henry foi como tirar uma tonelada das minhas costas.

Eu dei um passo para o lado para me afastar de Christopher e Henry, meu anjo da guarda, veio em minha direção.

Ele fez menção que ia me abraçar:

—Estou encharcada com algum líquido desconhecido.- Henry deu de ombros me abraçando mesmo assim.

—Não é como se eu tivesse tentando preservar esse maldito smoking, de qualquer forma.- seus braços me envolveram num abraço seguro.

Percebi o olhar desconcertado de Christopher.

—Hm, tudo bem. Qualquer coisa que precisar, só falar com Henry, ele já é de casa, Scarlett. Nos vemos por aí.- Christopher tinha uma expressão simpática, mas suas palavras soaram secas.

Henry se afastou mas suas mãos ainda estavam na minha cintura.

—Olha, aquilo não era nada do que você está pensando.-eu me apressei em dizer.

—Eu não estava pensando nada, mas talvez ele estivesse te incomodando.-ele deu de ombros.

—Não, ele estava me ajudando com toda essa bagunça no meu vestido. Na verdade, ele estava me ajudando a semana inteira.- meu amigo arqueou as sobrancelhas. —Ele teve uma conversa com aquelas pessoas maldosas para que elas não ficassem no meu pé.

Nós começamos a andar de volta à pista de dança.

Henry lançou um olhar cético para mim:

—Claro que sim, ele não consegue negar o papel de herói.

»«

—Até que você não é tão mal dançando, Samuels.

Estávamos entre as pessoas da pista de dança. Suas mãos estavam na minha cintura, e as minhas estavam em seus ombros.

—Eu sou bom em várias coisas, Westbrook.- Henry piscou para mim.

—Não consigo acreditar que nunca nos falamos antes do fim de semana passado. Formamos uma boa dupla. - naquele ponto estávamos apenas indo de um lado para o outro enquanto a iluminação piscava no ritmo da música.

— O que era você antes de me conhecer?- ele disse convencido e eu ri. —Mas, agora é sério, eu não sou tão confiante assim dançando, tem certeza que não podemos ficar apenas num sofá conversando?

E nesse momento começou uma das minhas músicas favoritas.

—Essa é minha música!

—Agora eu vou ter que ficar, é minha música favorita.

Falamos ao mesmo tempo e começamos a rir novamente.

—Acho que é um sinal.- eu disse por fim.

Dragging my feet 
I feel like everybody's watching 
Watching me cut my teeth.

Fazíamos umas dancinhas estranhas e eu ria como nunca na minha vida.

Grabbing my cup
And, darling, if I'm being honest.

Honestly, I should go!- nesse ponto estávamos mais cantando do que dançando.

A luz estava tão baixa que era difícil enxergar alguém além de Henry na minha frente.

I'll let you down, I know it.- Henry e seu sorriso não foram capaz de me impedir de notar algo.

Barbara olhava diretamente para nós. Sua expressão era indecifrável, mas fez meu sorriso sumir.

Quando me viu encarando-a, ela sorriu com euforia, acenou e piscou para mim. Dei um sorriso sem graça de volta.

Henry olhou para mim, pois eu havia parado de dançar e cantar, esperando que eu completasse a música:

I'll let you down, over and over.- meus olhos procuraram Barbara novamente enquanto a letra saía da minha boca, mas ela já estava andando em outra direção.

E aquilo pareceu mais uma previsão do que uma simples canção.

»«

(Notas Finais: hey,  good people

como vcs tão?

probleminhas técnicos atrasaram a atualização, mas para compensar.....AMANHÃ TERÁ MAIS UM CAPÍTULO E O DE SEXTA NORMAL 

ou seja

Quase 3 capítulos na mesma semana \o/ 

Então oq acharam do capítulo?

Deixem seus comentários, sugestões, teorias, sua aposta de quem matou Barbara Faye...

Não se esqueçam de votar/favoritar/recomendar a história ;)

me sigam no twitter: @/whodat_emmz

sigam o tumblr de The Good Girl. Lá postarei informações sobre os personagens, aesthetic, dreamcast e playlist onde você já pode escutar essa música favorita do Henry e da Scarlett: thegoodgirlfanfic.tumblr.com

amo vcs

até amanhã

xx)

 
Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...