Salva-me

Martells e Boltons formam uma aliança através do casamento de Amyra (a filha mais nova de Príncipe Doran) e Ramsay. A vida ao lado de um dos homens mais cruéis e violentos de Westeros não será fácil, mas ela terá a ajuda de Hemon Forthwind de Deserto Vermelho, um nobre Dornês apaixonado por ela.

0Likes
0Comentários
130Views
AA

24. Não implore

Quando Hemon recobra a consciência, ele sente uma dor lancinante no rosto, onde Ramsay o golpeou. Ele sente dificuldade para respirar devido á todo o sangue que secou ali. Além disso, sente dor nos braços e pés e percebe que está preso com cordas em uma cruz em formato de xis. Ele imediatamente se recorda do símbolo da casa Bolton e olha para o próprio corpo a procura de partes esfoladas, mas percebe que sua pele ainda está intacta.

- Não comecei ainda. – A voz de Ramsay é ouvida vinda de uma parte escura da sala. – Não tem graça esfolar alguém desacordado.

Ramsay sai da penumbra e se coloca em frente a Hemon. Ele sorri doentiamente. Um sorriso largo, que mostra todos os dentes, como se fosse uma fera prestes a devorar uma refeição. Hemon sente como se um demônio estivesse ali no lugar de Ramsay, pois o sorriso não é humano.

- Onde está Amyra? – Hemon pergunta com dificuldade.

- Minha esposa está bem, obrigada pela preocupação. – Ramsay responde sarcástico. – Seu amigo é que não está muito bem.

- Jarin? O que você fez com Jarin? – Hemon sente o autocontrole deixando-o e o medo lhe invadir.

- Virou comida de cachorro. Meus cachorros adoraram.

- Seu... SEU DESGRAÇADO! - Hemon grita e chora. Ramsay sorri mais uma vez.

 

*****

 

Theon vai até a torre onde Amyra está trancada. Pensou que teria de enfrentar o guarda, mas ele abre a porta imediatamente ao ver Theon, surpreendendo-o. 

- Eu não aguento mais ver o que ela passa todo dia. - O guarda responde a pergunta silenciosa de Theon. - Tire-a daqui. 

Theon corre até Amyra e a abraça. Ela chora ao ver o amigo, sentindo um misto de alívio e dor. 

- O que aconteceu aqui? Ouvi o barulho, os gritos. – Amyra pergunta preocupada.

- Alguns populares se revoltaram contra Ramsay, por causa de Roose e Walda, mas...  – Theon inspira profundamente e depois expira lentamente. – Ramsay os derrotou. Estão todos mortos.

- Ele não vai mais parar... estamos perdidos. – Amyra diz.

- Hemon está aqui.

- O que? – Amyra parece despertar imediatamente. – Ele está aqui?

- Ele e Jarin vieram te resgatar. Amyra... – Theon segura o rosto dela, olhando-a diretamente nos olhos. – Precisamos lutar agora. A vida de Hemon depende de nós.

- O que quer dizer com isso?

- Venha, não temos tempo.

Ele puxa Amyra. Param diante do guarda que apenas olha para eles e dá um passo para o lado, deixando-os passar. Apesar de caminhar com dificuldade, Amyra dá o máximo de si para chegar até Hemon o mais rápido possível. 

 

*****

 

Amyra e Theon chegam nas masmorras, onde Ramsay mantém a cruz. Amyra já esteve ali e seu coração dispara diante da possibilidade de Hemon ter morrido esfolado.

Ao ver Hemon, ela corre até ele. Ramsay tem nas mãos uma faca afiadíssima e se preparava para começar a esfolá-lo.

- NÃO! - Amyra grita, fazendo Ramsay e Hemon olharem para ela. 

- O que faz aqui? – Ramsay pergunta surpreso. – Quem te deixou sair?

- Não faça isso, Ramsay. Por favor. – Ela corre e se coloca na frente de Hemon, bloqueando a passagem de Ramsay até ele.

- Saia da minha frente. – Ramsay tenta tirá-la dali delicadamente, mas ela volta para a posição.

- Amyra, por favor. Fique fora disso. – Hemon suplica, teme pela vida dela. Ela se vira para ele e sorri, apesar de tudo. É horrível que eles se reencontrem diante de tão trágicas circunstâncias, mas ambos estão felizes por ainda estarem vivos. O coração de Hemon se aperta ao ver Amyra tão machucada, mas ela está viva e é isso o que importa.

Theon sai sem que ninguém perceba.

- Escute o homem, minha linda esposa. Fique fora disso. – Ramsay insiste.

- Você não o machucará. - Amyra volta a olhar Ramsay e permanece na mesma posição, agora com a face séria. – Eu não permitirei.

Ramsay passa a gargalhar. Ele leva as mãos até o estômago e se curva, rindo sem parar.

- E o que pretende fazer, formosa dama? Está machucada, fraca, desarmada, e sabe muito bem que eu não pensaria duas vezes antes de matá-la para poder matar ele. - Ramsay diz. 

- Pois então me mate, mas eu não sairei daqui. - Amyra o desafia. 

- Amyra... pelo amor dos deuses... fique fora disso! – Hemon implora.

- Não sairei daqui! – Amyra diz mais uma vez, sem desviar o olhar de Ramsay.

Ramsay vai até a mesa a que estava sentado e volta com um chicote.

- É sua última chance, minha querida. Saia da minha frente e me deixe terminar o que comecei. – Ramsay diz. – Se não se afastar, transformarei isso em mais diversão para mim. Você sabe que faço coisas ruins, e as faço muito bem.

- Nunca. – Amyra diz resoluta e de cabeça erguida.

Ramsay sorri. Agora é um sorriso contido, de canto de boca, mas um sorriso de satisfação, como se houvesse acabado de ouvir uma informação preciosa.

Ele levanta o chicote e bate em Amyra com toda a força que tem. Ela se curva com a dor, mas volta a ficar em pé e a encará-lo. Hemon grita, implora para que Ramsay pare. Ramsay volta a chicotear Amyra, que dessa vez cai de joelhos. Hemon continua gritando. Sua voz falha, mas ele continua implorando para que Amyra saia dali. Ramsay a chicoteia mais uma vez, enquanto ela ainda está de joelhos. Amyra não fala nada. Não grita e nem mesmo chora. Aguenta o castigo físico impassível. Hemon continua desesperado, chorando e gritando para que Ramsay pare.

Quando Ramsay se preparava para dar outra chicoteada em Amyra, levantando o braço mais uma vez, Theon adentra o local com a lança de Amyra e o acerta na coxa, por trás. Ramsay se ajoelha com a dor e olha para trás, confuso.

Theon joga a lança para Amyra e ela acerta a outra coxa de Ramsay. Não quer matá-lo imediatamente. Ramsay olha para ela assustado. Procura por sua espada, mas ela está sobre a mesa, longe dele. Ele vai em direção à mesa, vagarosamente por conta das coxas machucadas, mas Amyra corre e pára diante dele. Ele não tem para onde ir. Levanta o chicote mais uma vez, mas Amyra bate nele com o cabo de sua lança, jogando-o longe.

Enquanto isso, Theon desamarra Hemon e o ajuda a sair da cruz.

Ramsay se levanta, mas Amyra fura seu joelho direito e gira a lança, fazendo ele se ajoelhar mais uma vez, gritando de dor.

- O que está fazendo, vadia? - Ramsay pergunta. Sua voz é um misto de dor, espanto e deboche.

Não se sabe se por causa de ter Hemon e Theon a seu lado, ou por estar com sua preciosa lança nas mãos novamente, mas Amyra sente-se mais forte e determinada. Seus machucados param de doer e tudo o que ela vê é Ramsay e sua raiva dele crescerem diante de si. 

- Você desejará nunca ter me tratado como tratou, Ramsay querido. - Amyra diz sarcasticamente. Seus olhos são puro fogo de raiva e Ramsay sente medo dela, pela primeira vez. 

- Você vai se arrepender... mandarei matar todos que ama! - Ramsay ameaça.

- E você desejará nunca ter se casado comigo. - Amyra o acerta no abdômen. Ramsay geme de dor e cai para trás. 

- Me deixe vivo, por favor! – Ramsay implora. – Prometo que deixarei todos vocês saírem vivos. Poderão voltar a Dorne e viverem suas vidas.

- Você fica tedioso quando implora, sabia? – Amyra olha para ele, que está abaixo de seus pés. – É patético.

- Eu criei um monstro... – Ele sorri com sua frase sendo usada por Amyra. – Você não pode me matar. - Ele cospe sangue e sua voz sai fraca. - Conheço você, é incapaz de matar alguém.

- Quando se convive com alguém como você, aprende-se coisas muito interessantes. - Amyra sorri de maneira sarcástica. 

- Você nunca mais será livre. Eu estarei sempre com você. – Ramsay continua sorrindo debochadamente, apesar da dor. – Você nunca me esquecerá. Eu estou marcado para sempre em sua memória.

- Eu vou te matar. Sua família acabou, Ramsay. O nome Bolton desaparecerá.

Ramsay fica sério. Perde o sorriso debochado e seus olhos ganham um brilho de terror.

Amyra finca a lança no coração de Ramsay, matando-o imediatamente.

Theon e Hemon se aproximam dela.

Amyra larga a lança e cai sentada no chão, chorando e respirando com dificuldade devido á todos os acontecimentos repentinos. Ela olha para Ramsay sentindo um misto de alívio e prazer e se assusta com seu sadismo. 

- Vamos, Amy... precisamos sair daqui imediatamente. – Theon a chama.

Hemon a levanta e a ampara. 

- Theon, meu amigo Jarin... – Hemon pergunta. Ainda tem esperança de que Ramsay estivesse mentindo.

- Sinto muito. – Theon faz um movimento negativo com a cabeça. - Jarin está morto. 

Lágrimas caem dos olhos de Hemon.

Os três deixam o forte.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...