Salva-me

Martells e Boltons formam uma aliança através do casamento de Amyra (a filha mais nova de Príncipe Doran) e Ramsay. A vida ao lado de um dos homens mais cruéis e violentos de Westeros não será fácil, mas ela terá a ajuda de Hemon Forthwind de Deserto Vermelho, um nobre Dornês apaixonado por ela.

0Likes
0Comentários
140Views
AA

25. Fedor está morto

Os três correm por suas vidas com toda a rapidez e força que seus corpos conseguem reproduzir. Os soldados de Ramsay ainda não notaram que ele foi morto, mas precisam ganhar tempo.

Mesmo machucada, Amyra têm o fôlego renovado. Ainda correndo, ela olha para trás, para aquele forte que foi a fonte de tanto sofrimento, angústia e humilhação. Um filme passa por sua memória e ela chora. As lágrimas escorrem de seus olhos, geladas, e chegam á boca, ofegante, com muita rapidez. Ela chora por sua alma, quebrada e cheia de marcas profundas. Chora pelo seu corpo e por toda a humilhação que ele sofreu. Chora por Walda, assassinada brutalmente, grávida. Chora por todas as cenas brutais que viu. Chora por ter conhecido o pior do ser humano com Ramsay Bolton. Mas Amyra chora, principalmente, por alívio. Ela está livre. 

Theon não consegue olhar para trás, mas sente como se sua alma estivesse, nesse momento, se libertando, como se as correntes do martírio, da humilhação e da dor estivessem sendo quebradas e virando pó. Ele também chora de alívio. Ele também está livre. 

Hemon pensa em Jarin e se sente sufocado. Como ele morreu? O que Ramsay fez á ele? Ele sofreu? Pensar que seu amigo o ajudou tanto e sacrificou sua vida para salvar a mulher que ele ama o faz se sentir agradecido. Ele olha rapidamente para Amyra enquanto correm e agradece aos Deuses por ela estar ali, salva. Ele sabe que, de algum lugar, Jarin também está feliz. 

 

*****

 

Eles roubam dois cavalos. Hemon leva Amyra consigo, sentada em frente a ele, enquanto Theon viaja no outro. Correram o máximo que puderam á cavalo, só diminuindo o ritmo quando notaram que os animais estavam cansados. Pararam por alguns poucos minutos para que os animais retomassem o fôlego e continuaram a viajem até escurecer completamente e não haver mais nada além da luz da lua. Ao escurecer, dormiram no chão, embaixo de uma árvore, longe da única estrada que havia ali.

Durante a noite Amyra tem febre alta por causa dos machucados. Após a onda de adrenalina passar, seu corpo começou a cobrar o preço que Ramsay infligiu nele.  Tossiu e gemeu de dor a noite toda, apesar da tentativa de manter-se calada. Hemon ficou a seu lado e nem ele e nem Theon conseguiram dormir, preocupados. 

Na manhã seguinte eles encontram uma curandeira. Não é uma profissional como os meistres, mas certamente é sábia e detentora de muita experiência, levando em conta sua avançada idade. Ela cuida de Amyra com muito carinho e paciência. Ficam na casa dela por vários dias, até que Amyra finalmente se recupera. 

Ao fim do quinto dia, com Amyra já completamente recuperada, decidem retomar a viagem. 

Hemon entrega uma pequenina bolsa de veludo com várias moedas de ouro para a mulher.

– Isso é muito mais do que o suficiente, meu filho. – A senhora diz com os olhos brilhando.

– E ainda é pouco. Eu nunca poderei agradecê-la o suficiente por salvar a vida dela. – Hemon diz.

– Logo se vê que você a ama. – A senhora diz sorrindo. Nenhum deles revelou o verdadeiro nome, de onde vinham ou o que aconteceu, mas a mulher imaginou que Amyra e Hemon fossem um casal. Além disso, a experiência lhe ensinou a reconhecer uma pessoa que ama.

Os três se despedem da mulher e continuam a viagem.

 

*****

 

Viajam por mais vários dias, se hospedando em estalagens simples para não chamarem atenção ou acampando pelo caminho, até que chegam em outra cidade, bastante distante de Forte do pavor.

Theon se aproxima de Amyra. Há algo de melancólico nos olhos dele, Amyra nota imediatamente. 

– Amy, preciso me despedir de vocês. - Theon diz com os olhos já marejados. 

– O que? – Amyra não disfarça o desapontamento. Esperava que Theon fosse para Dorne com eles.

– Sim, minha amiga. Preciso me despedir. – Theon diz segurando as mãos dela, ambos com lágrimas nos olhos. – Vou voltar para as Ilhas de ferro, para minha casa.

Amyra o olha com espanto e certa curiosidade. Ele nunca lhe disse de onde viera ou quem era sua família. Ela imaginou que ele fosse um cidadão comum. 

– Você é um Greyjoy? – Hemon pergunta. Agora que Theon mencionara a Ilha, ele reconhecera a cor ferrugem dos cabelos típico da família Greyjoy.

– Sim, sou Theon Greyjoy. – As palavras saem de sua boca cheias de orgulho, como há muito não acontecia. Finalmente ele assume e reconhece quem é. - Fedor está morto. Eu sou Theon Greyjoy.

Amyra se emociona ainda mais. Não entende porque o amigo escondeu algo tão grandioso dela, se talvez por vergonha ou por medo de que ela falasse algo para Ramsay, mas isso já não importa mais. Ela o ama e sente muito orgulho dele.

– Espero que tudo dê certo para você, meu amigo. Que os sete te acompanhem e te ajudem. – Amyra o abraça e ele retribui. - Eu não teria conseguido sem você. 

– O mesmo para você. – Theon chora ao abraçá-la, sabendo que, muito provavelmente, nunca mais verá a amiga tão querida e que o ajudou nos piores momentos de sua vida. Ela o salvou, deu a ele um motivo para continuar quando ele pensou não ter mais forças. - Saiba que se não fosse por você, eu teria desistido há muito tempo. 

Continuam nesse abraço por um longo momento, lavando as costas um do outro com suas lágrimas de antecipada saudade. Hemon permanece longe, apenas observando, deixando que eles se despeçam da maneira que ambos merecem.

Antes de Theon partir, Hemon dá a ele algumas moedas de ouro.

– Não posso aceitar. - Theon recusa. - Eu nunca aceitaria dinheiro por ter feito o que fiz, eu a amo. 

– Sei disso, não é esse o motivo. - Hemon explica. - É só para que você possa viajar e para mostrar minha admiração e meus eternos agradecimentos.

– Aceite, por favor. Ficarei mais tranquila sabendo que terá uma viagem confortável. – Amyra diz.

- Está bem. - Theon aceita, por fim. - Muito obrigado. 

Ele estende a mão para se despedir de Hemon, mas Hemon o puxa para um abraço.

- Muito, muito obrigado por tudo, eu nunca vou me esquecer do que você fez. - Hemon diz.

- Tudo por nossa princesa. - Theon responde.

Theon parte com um cavalo, olhando uma última vez para trás para despedir-se deles.  

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...