Corvo Apaixonado

O amor não tem barreiras não é mesmo?
Mentira, depende de você, se quiser criar algumas, vai fazer isso sem nenhuma cerimônia. Eu sempre fui um garoto tímido, o famoso sonso sabe? nunca tive uma namorada por causa disso mas oque aconteceria se quando morresse, pudesse escolher alguma garota pra namorar? Pois é, eu tive essa oportunidade mas não foi tão simples como imaginava ser.

0Likes
0Comentários
604Views
AA

7. Sonhei com seu beijo.

Não aguentando mais a cena, me arrisquei e fui abraçar minha mãe. Fiquei por alguns segundos daquele jeito, até que abri os olhos e vi minha mãe chorando e olhando para mim. Eu me assustei, será que ela estava me vendo?

Mas para minha sorte, ela não viu nada, apenas sentia minha presença, oque fazia ela chorar muito. Não querendo ser descoberto, saí do quarto e fui para o telhado, o melhor lugar que uma pessoa pode ficar para pensar e chorar.

Apesar de estar morto, sentia minhas lágrimas caírem, a dor de ver o sofrimento das pessoas que me amam, era duro, e a situação só pioraria, uma hora a garota acabaria descobrindo que eu estava morto e teria que me afastar. Isso não poderia acontecer, Bruna era minha única felicidade e a principal razão para continuar nessa farsa.

Os nossos encontros estavam cada vez mais frequentes, tinha momentos que nos uniam até demais.

- Você tem namorada Corvo?

Nunca imaginei que ela faria essa pergunta para mim, até porque pensava que ela seria tímida, mas na verdade só tinha vergonha de quando conhecia alguém.

- Não.

Minha simples resposta fez ela abaixar a cabeça.

- E você? Devolvi a pergunta quase tremendo.

- Não, eu achava que não existia garotos legais e encantadores.

- Hum, mas você disse que "achava", então essa opinião mudou?

- Sim, e antes que me pergunte. O responsável por essa mudança foi você.

Eu fiquei branco, mais pálido do que qualquer defunto que já tinha encontrado no outro mundo. Minha mão tremia a tanto que parecia que estava com mal de Parkison. Ela percebeu meu estado e logo interviu, preocupada.

- Oque houve, está tudo bem?

- Ah... Claro, só estou pensando.

- No que?

Não quis responder, oque passava em minha mente naquele momento não poderia acontecer, um relacionamento entre nós não poderia acontecer, infelizmente.

- Nada demais.

Bruna era muito inteligente e eu temia que ela suspeitasse do que poderia ser meu pensamento. Mas parecia que ela havia descoberto e se aproximou de mim lentamente, eu não consegui desviar o olhar, estava sendo hipnotizado por sua beleza e quando percebi, estavamos nos beijando loucamente como um casal apaixonado de filme de romance americano.

 

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...