Corvo Apaixonado

O amor não tem barreiras não é mesmo?
Mentira, depende de você, se quiser criar algumas, vai fazer isso sem nenhuma cerimônia. Eu sempre fui um garoto tímido, o famoso sonso sabe? nunca tive uma namorada por causa disso mas oque aconteceria se quando morresse, pudesse escolher alguma garota pra namorar? Pois é, eu tive essa oportunidade mas não foi tão simples como imaginava ser.

0Likes
0Comentários
601Views
AA

13. Amor ameaçado

Passamos o dia pensando em como saber se eu estava vivo ou não, foi aí que Bruna teve uma ideia. Decidiu me apresentar para sua mãe, até aí tudo bem, só que eu não sabia que ela falaria que sou seu namorado.

- Mãe, esse é meu namorado.

A mulher olhou para mim estranhando o meu jeito. Já estava até acostumado, todo mundo me olhava assim, o preconceito contra a minha pessoa era de doer, parecia que eu tinha algo de errado, as vezes procurava saber aonde estava o meu defeito, se era porque não tinha um rosto bonito, e um corpo musculoso, ou porque era bem tímido e quieto. Sobre mim nem eu sabia o que eu era, as vezes queria mudar, acabar com essa timidez e mostrar para as pessoas o que está guardado em meu coração, desejei inumeras vezes ser uma pessoa diferente, tipo Crodoaldo, até ele que maltrata todo mundo, é admirado por meninas.

Mas como Bruna me amava e estava comigo, conseguiria suportar tudo, ela me fortalecia e me incentivava a ser cada vez melhor, nunca pediu pra mim mudar, mas sim, não ter medo dos preconceitos e sempre ter orgulho de mim mesmo.

Não conseguindo esconder o preconceito em seus olhos a mulher apenas me deu a mão para apertar e foi para a cozinha. Apesar de Bruna ficar sem graça, ela pegou em minha mão e me levou de volta para o quarto, lá ficamos nos beijando e conversando.

- Me desculpe pela minha mãe.

- Tudo bem Bruna.

- Mas pelo menos já sabemos que você está vivo, agora poderemos ficar juntos pra sempre!

- Eu acho que não! Disse uma voz, vindo não sei de onde.

Ficamos assustados com a voz e logo a procuramos,  Bruna não tinha visto ainda, mas eu logo enxerguei a Morte que se aproximou de nós.

- Fica longe dela! Disse, passando a frente de Bruna.

- O que é isso Corvo? 

Bruna ficou pálida quando viu a criatura em sua frente, a coitada tremia tanto que tive que segurá-la.

- Eu não vim fazer mal a ninguém Corvo, apenas trouxe uma má notícia.

- Má notícia?

- Sim, você voltou a viver, porém, pra voltar a conviver com sua família e ter a vida de antes, tudo que aconteceu será apagado de sua mente, então provavelmente, vocês não se conheceram e nem tiveram um namoro quando você despertar do hospital.

Ficamos sem palavras, então quer dizer que eu estava de coma, numa cama de hospital e quando despertasse, Bruna voltaria a ser admirada por mim mas não seria minha namorada, por que eu voltaria a ser aquele garoto covarde e nunca chegaria nela? Nosso amor acabaria assim? Não lembrariamos mais de nada, e tudo seria como antes? Não pode ser, o nosso amor não podia ser destruído. Mas o que faria pra impedir?

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...