Corvo Apaixonado

O amor não tem barreiras não é mesmo?
Mentira, depende de você, se quiser criar algumas, vai fazer isso sem nenhuma cerimônia. Eu sempre fui um garoto tímido, o famoso sonso sabe? nunca tive uma namorada por causa disso mas oque aconteceria se quando morresse, pudesse escolher alguma garota pra namorar? Pois é, eu tive essa oportunidade mas não foi tão simples como imaginava ser.

0Likes
0Comentários
623Views
AA

3. Acho que me meti em encrenca.


E pra começar minha vingança com chave de ouro, fui atrás de meu inimigo número 1, o causador de todas as desgraças que tive que enfrentar enquanto estava vivo. Crodoaldo merecia levar um susto, sabia que não podia quebrar a regra de perturbar os humanos, mas um muleque que só faz mal não pode ser considerado um humano né.

Na casa dele, entrei calmamente me escondendo em alguns móveis com medo que alguém conseguisse me ver, chegando no quarto dele, encontrei o infeliz deitado todo largado com um pote de batatas fritas na mão, assistindo The Walking Dead. Vou falar a verdade, ser mãe daquele menino deve padecer no inferno, carregar no coração o desgosto de ter um filho com notas baixas, mal comportamento, frio não se importando com ninguém é uma tarefa dificil de se ter no dia a dia.

Apesar de passar diversas vezes na frente dele, não conseguia me ver, até toquei nele mas nada adiantou, infelizmente não tinha poder para aparecer aos seres-humanos, mas isso não me impediria de aprontar algumas. Derrubei o saco de batatas no chão, desliguei a televisão diversas vezes fazendo o bobão ligá-la, e derrubei alguns cabides de roupas para assustá-lo.

- Oque está acontecendo? Oh Deus, interceda nessa casa aqui porque o Satanás está querendo me possuir!

Ver aquele idiota com medo, logo ele que sempre batia nos alunos mais novos e os amendrontava os obrigando a dar dinheiro, era um prazer que não dava para explicar. Eu estava me divertindo muito mas aí a irmã dele, chamada Bruna chegou ao quarto preocupada com os gritos do irmão, a presença dela me fez lembrar de uma antiga paixão que tinha  por ela, pois estudava na mesma escola só que em séries diferentes,ela no 2º ano e eu no 1°, tinha momentos que rezava pra coitada repetir de ano pra poder cair na minha sala no ano seguinte, mas sabia que se Crodoaldo soubesse que eu tinha falado com ela, me arrebentava.

Segui ela até o quarto e se sentei na cama dela, a observando. Nunca vi uma beleza daquele jeito, os olhos grandes e lindos, a boca sensível com um batom que a deixava atraente, era a garota perfeita pra mim, até pedi pra estar vivo naquele momento.

Mas algo de inusitado aconteceu, ela estava procurando o carregador do celular e eu encontrei debaixo do travesseiro, mesmo morto queria ajuda-la, e quando ela se virou, entreguei o carregador achando que não estava sendo visto.

- Oque você está fazendo no meu quarto garoto?!

Não consegui responder, gaguejava muito e fiquei mais pálido, como aquela garota conseguia me ver e o irmão dela não? E agora, oque eu falaria pra ela? E se chamasse Crodoaldo?! Estava definitivamente morto.

 

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...