Amor Mutilado

Ana tem apenas 14 anos, mas já enfrenta muitos problemas pessoais. Uma linda garota com sorriso perfeito que deixa qualquer menino apaixonado, mas toda essa moral pra ela não basta, não a faz feliz. Sabe que o amor não é isso, apenas a olham como uma mulher linda que tentaram conquistar, um objeto de valor para ser exibido aos amigos como um troféu.
E por isso resolve não acreditar em ninguém, apenas viver, solitária em seu quarto. Mas algo de inusitado acontece e ela se apaixona por um garoto que nem mora perto dela, e logo começam a namorar, mas esse relacionamento será conturbado, cheio de problemas e inimigos tentando destruir essa linda relação.
Um romance perfeito daqueles que qualquer um desejaria ter um dia, uma paixão eterna entre dois jovens que se amam a ponto de ficarem loucos.

2Likes
2Comentários
1024Views
AA

3. Frieza

Enfim, disse pra ele tudo que realmente estava me sufocando, pedi o fim do namoro e recebi uma resposta que me deixou angustiada, pensando que ele me xingaria, fazeria um escândalo ou me bloqueasse, apenas disse "blz", nem ao menos escreveu a palavra BELEZA completa. Eu fiquei com uma dúvida infeliz em meu coração, naquele momento não sabia oque responder, tentava digitar mas meus dedos tremiam sem saber como agir.

Com meu orgulho no nível máximo, desliguei o celular e deitei em minha cama, deixando ele pensar e me acusar do que quissesse. Realmente, queria ser fria, mas não consegui, amava ele ainda e comecei a chorar compulsivamente, fiquei o dia inteiro com o travesseiro em cima de minha cabeça, ouvindo música sozinha, tentando esquecer o mundo e tudo que fiz. Afinal, ele era lindo, logo arrumaria uma namorada melhor do que eu, e nem estaria sofrendo com tudo isso, não era tão idiota pra ligar logo para uma menina problemática.

O tempo foi se passando e não tive mais coragem para chamá-lo, era orgulho, ele que tinha o dever de me chamar, se me amasse de verdade já teria vindo atrás. Mesmo postando algumas coisas no facebook com o próposito de provocá-lo e escrever algumas indiretas em meu status, não adiantava em nada, parecia que havia me esquecido.

Mas chegou um dia que meu orgulho parecia ter desaparecido, acho que era tanta dor que sentia no coração que consegui superar meu própio orgulho e chamei ele timidamente. Comecei a digitar e pedir desculpa pelo que tinha feito, agi sem pensar, mandei alguns aúdios para explicar melhor tudo que aconteceu comigo na semana sem ele, e sem querer deixei escapar um " Te amo". E surpreendentemente recebi uma reposta que me fez sorrir, também disse que me amava, e que tinha sentido muito a minha falta, e claro eu me aproveitei do momento e pedi pra voltar, pensei que receberia um não, mas felizmente me disse sim, me mandando milhares de coraçãozinhos.

Conseguindo resgatar minha relação, coloquei em minha mente que não tinha que dar satisfação a ninguém além de meu namorado, amava ele com todas minhas forças e não estava nem aí para a distância. Apesar de tudo, ele ainda tinha um carinho por mim, só que estava muito frio, não dizia que me amava mais, eu fazia textos apaixonados, verdadeiras declarações de amor, e ele apenas respondia com um emoji, isso me deixava mal.

Aos poucos fui percebendo que o amor que sentia não era o mesmo que o dele em relação a mim, me tratava como uma idiota, uma qualquer, saia para os lugares quase toda noite e não dava satisfação quando ousava a perguntar, me respondia grosseiramente.

- Amor, você vai sair denovo essa noite? Nem ao menos conversamos, ficou o tempo todo no face, sem me responder!

- Você quer oque? Eu tenho uma vida para cuidar, não posso dedicar meu tempo todo a você.

- Eu sei amor, mas devia ser mais carinhoso comigo.

- Sou como você merece, para de pegar no meu pé!

- Não fala assim comigo! 

- Aff, me esquece menina. Vou sair, tchau!

Essas eram nossas discussões, sempre me deixava no vácuo, sozinha, e no outro dia em vés de ele me pedir desculpas, a idiota aqui falava que o amava e pedia milhares de desculpas, dizendo que senti muita falta dele. Eu sei, eu sou muito idiota, se fosse outra já teria o deixado, mas eu o amava a ponto de perdoar tudo que fizesse.

Talvez eu estivesse incomodando ele, ou estaria se vingando. Pra continuar nessa relação, tentaria não falar mais nada pra evitar discussões, não queria perde-lo novamente. Mas aguentar tudo calada me fazeria muito mal, meu coração sangrava a cada dia, infelizmente era minha única opção. E havia outro problema mais sério, ele não sabia que eu me mutilava, fiquei com medo de contar porque todos que sabiam me chamavam de louca e isso doia muito, mas como forma de chamar atenção para perceber que realmente eu não estava bem, mandei uma foto do meu braço mutilado e expliquei, já comecei a chorar pois sabia que seria julgada, e aguardei a reação dele muito angustiada.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...