A Garota do cabelo Azul

Akira após sofrer uma acidente de carro junto com seu namorado sua vida toda muda. No acidente, seu namorado, não sobrevive e ela acaba ficando louca e sendo internada em um clínica de reabilitação. Ao sair da clínica seus pais decidem colocar ela em um colégio interno. Onde as regras são severas e Akira terá que cumprir-las. Bom, isso e o que seus pais achavam.

1Likes
1Comentários
64Views

2. 2

- Gosta de doritos?

- Sim.

Ela me entrega um pacote e eu abro.

- Quem é aquele garoto que te trouxe?

- Meu irmão.

- Entendi.

- E você - pego um doritos levando até a boca - tem irmãos?

- Não, sou filha única.

- Ata.

Alguém bate na porta e a Jhenyfer vai abrir. Um garoto de cabelos morenos e olhos castanhos entra, ele me olha de cima a baixo. Me ajeito na cama voltando a comer meu biscoito.

- John essa é a Akira. - diz Jhenyfer.

- Oi Akira.. garota eu amei o seu cabelo.. aonde você pintou? - pergunta vindo até mim e se sentando na cama da Jhenyfer e ela volta aonde estava.

- Em casa mesmo, não gosto de salões.

- O QUE?

- Não gosto do cheiro, de nada.

Ele olha para Jhenyfer que faz uma cara de assustada.

- Menina você não é normal. - ele pega meu saco de doritos - Gostei de você.

- Valeu - pego o saco de volta.

- Estou com fome. - diz Jhenyfer amassando seu saco de biscoito e jogando em algum canto.

- Vamos pro refeitório? - pergunta John.

- Tá.

Levanto da cama junto com eles e saímos do quarto. Ainda comendo meu biscoito vou acompanhando eles que falavam de algum Delan, Dylen... alguma coisa parecida.

Não dou muita atenção e continuo comendo meu biscoito e dando uma olhada pela escola. Estávamos indo para o terceiro andar se não me engano.

- Akira.

- Oi.

- E por aqui. - ele aponta para uma porta de vidro onde tinham mesas espalhadas para tudo qualquer canto e uma fila que tinha umas cinco pessoas.

Entramos e algumas pessoas me encaram. Deve ser por causa do meu cabelo ou por eu ser nova na escola. Dou de ombros não me importando e vou para a fila junto com John e Jhenyfer.

Algumas pessoas ainda me encaram e isso estava fazendo me sentir desconfortável.

- Jhenyfer.

- Me chama de Jheny.

- Ok, Jheny. Esse povinho aqui vai ficar me encarando até quando?

John ri mostrando sua risada horrorosa. Parecia um cachorro espirrando. Nem estou imaginando ele como um cachorro.

- Eles estão te encarando por causa do seu cabelo super mega top, querida. Aqui o povo só pinta o cabelo de loiro ou preto.

- Entendi.

- Ei - Jheny cutuca nós dois com o cotovelo. Eu quase caio. Não estou acostumada com essas surpresas imediatas. - Olha quem está chegando.

Acompanho o olhar delas e vejo um garoto moreno dos olhos azuis com uma bola nos braços e rodeado de amigos com a mesma camisa que ele. Aquelas camisas de futebol, basquete, sei lá o que. Não gosto desses garotos que se acham só porque estão usando uma camisa e fazem algumas cestas ou gols.

Paro de olhar para os super-boys-que-seguram-bolas e presto atenção nos pratos.

- Ai ele é tão lindo. - diz John suspirando.

- Não faça esperanças, John você sabe que ele não é como você.

- Mas bem que ele podia ser.

- Não acho ele bonito. - murmuro pegando um suco de laranja e jogando o saco de doritos na lata de lixo.

- Você usa óculos ou alguma coisa do tipo? E claro que ele é bonito.

Dou de ombros e vou andando até alguma mesa. Sento um pouco afastada dos super-boys-que-seguram-bolas e a Jheny e o John sentam na minha frente. Estava de costas para eles e John encarava os super-boys-que-seguram-bolas a todo instante. Bebo um pouco do meu suco e vejo Jheny fazer uma cara de sufoco e cutucar John. Ele olha na mesma direção que ela e soltou um pequeno grito. Olho para eles sem entender e sinto a mesa afundar e alguém se sentar ao meu lado.

- Olá John e Jheny. - uma roz rouca fala atrás de mim.

- Oi Dylan.

Olho pelo canto do olho vendo o garoto moreno de olhos azuis. À única coisa de bonita nele eram os olhos.

- Aluna nova?

- Não. Já estudava aqui antes.

- Nunca te vi aqui.

Ele parece não ter notado minha ironia.

- Então, qual é o seu nome?

- Clotilde.

John ri.

- O nome dela é Akira. - diz ele. Olho para o mesmo com um olhar mortal e sua risada vai se desfazendo aos poucos.

- Então, Akira, vai fazer algo hoje a noite?

- Sim. Dormir, como todo mundo.

- Será que você quer sair comigo antes de dormir?

- Não, eu vou ajudar as pessoas a pararem de ser idiotas.

- Sério? Nunca vi esse tipo de projeto aqui na escola.

- Será porque você participa nele?

Ele solta uma risada entendo a piada e levanta da mesa.

- A gente se por ai, Akira.

- Tomara que não.

Ele sorri e sai do refeitório junto com os outros super-boys-que-seguram-bolas.

John e Jheny me encaram e eu desvio o olhar bebendo meu suco.

- Que foi?

- Garota você não é normal.

- Eu sei.

Depois que saímos do refeitório voltamos para o quarto e conversamos sobre tudo, música, comida, pessoas chatas, escolas antigas, etc.

Não toquei no assunto do que aconteceu comigo a alguns anos atrás, pois, não queria que eles me achassem uma garota-que-perdeu-o-namorado-e-ficou-louca.

Alguém bate na porta e tivemos uma pequena briga de quem iria abrir mas no final eu que abri por ser novata.

Era o Andy.

- Oi.

- Me empresta seu carregador?

- Você veio até aqui para me pedir emprestado o meu carregador?

- Sim.

- Ok.

Viro e vou até a minha mala colocando em cima da cama e abrindo a mesma. Pego o carregador e jogo na direção dele que pega saindo e murmurando um "valeu". Fecho a mala e coloco no mesmo lugar.

- Quem era? - pergunta John levantando e colocando a cabeça do lado de fora fechando a porta em seguida.

- Meu irmão.

- Ata.

Deito na minha cama e olho para John que me encara e depois pergunta:

- Seu irmão tem quantos anos?

- 16.

- Nossa ele nem parece que tem 16 anos.

- Ah John, para. - diz Jheny.

- Parar com o que Jheny? Só perguntei a idade.

- Huum.. ok.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...