O Jogo do Bad Boy

"O que tu queres de mim?" Eu perguntei num sussurro, envolvendo os meus braços a minha volta enquanto olhava para o rapaz.
"O que eu quero?" Dan riu-se, ao pensar. Os seus olhos brilharam de um modo malicioso antes de aparecer um sorriso malicioso a enfeitar os seus lábios. "Eu quero jogar um jogo contigo."
Olhei-o hesitante. "Um jogo? Que tipo de jogo?"
"Um jogo de amor. Se tu te apaixonares por mim, eu ganho, se eu me apaixonar por ti, tu ganhas." Dan explicou, o seu sorriso aumentou ao ver a minha reação.
"Isso é horrível! Por que eu iria quer jogar isso?"
"Porque, Lillian, tu sentes-te atraída por mim e não sabes o por quê. Tu me queres e não sabes o por que, tu vais jogar este jogo ridículo e não sabes o por quê." Diz Dan, com a sua voz a explodir com arrogância.
Eu encontrei com os seus olhos e como todas as outras vezes, eu fiquei dormente. "Ok, eu vou jogar o teu jogo."

0Likes
0Comentários
62Views

1. Prólogo

Eu costumava ser feliz, brilhante, extrovertida. Então, os meus pais morreram num incêndio, destruindo qualquer felicidade que eu tinha.

Então, eu fui viver com o meu tio. Ele nunca está em casa, está deprimido, a irmã dele morreu. Eu entendo.

Eu estou a viver com ele há um ano. Estou no meu último ano escolar, então eu estou livre.

Este ano vai ser o último.

Eu vou ficar comigo mesma, ficar quieta, sempre reservada. Sem amigos, sem drama, apenas eu.

***
Eu tenho tudo, uma família amorosa, boas notas, raparigas que me querem, amigos, mas por que não me sinto feliz? Por que eu me sinto tão incompleto?

Eu sou o que todos os rapazes querem ser.

Inteligente,

Boa aparência,

Popular,

Ainda assim, eu não sou feliz.

Eu notei isso no último ano quando ela chegou pela primeira vez. Ela era tão pequena e tímida. As pessoas estavam curiosas sobre ela, mas não se aproximavam da coisa frágil. O que disseram é que os seus pais morreram, e agora ela vive com o seu tio. Acho que ela é interessante. Eu a observo de longe às vezes, e ela é tão diferente de qualquer rapariga que eu já conheci.

Eu quero-a,

Eu vou a ter.

Ela vai perder o meu jogo,

E a vai destruír ainda mais, mas vai a tornar mais forte.

Então, talvez eu possa estar com ela.

Não agora, eu não posso.

Mas um dia, eu vou.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...