Muro Da Vergonha


0Likes
0Comentários
36Views

1. Muro Da Vergonha

 

Eric do Vale 

 

Fazia mais de uma hora que aquele senhor de chapéu encontrava-se sentado naquele banco de praça. Ao avistá-lo, o pai que vinha passando com o filho disse:

-Olha lá, o seu avô.

Antes que o filho se entusiasmasse, o pai falou:

-Se ele fosse uma pessoa legal, poderíamos ir até lá e conversar com ele.

Aquilo, para o filho, soou como um soco no estômago, que, imediatamente, lembrou-se de uma situação similar, vivida há alguns anos antes.

Quando viu o avô sentando naquele mesmo banco da praça, foi ao encontro dele e assim que chegou em casa, com o sorriso até as orelhas, falou para o pai:

-Acabei de ver o vovô, lá na praça.

-Não quero conversa com esse homem.

Aquela frase o deixou anestesiado, pois nunca poderia esperar que o pai agisse daquela maneira.

-Também não quero saber de você conversando com esse homem. _ Finalizou o pai.

Desde aquele dia, nunca mais teve um contato com o avô.  

Eles continuaram caminhando até que o filho perguntou-lhe:

- Por que o senhor não gosta dele?

Aquela pergunta foi tão espontânea, que o pai não sabia o que responder.  Percebendo que aquele assunto muito o incomodava, achou melhor não insistir. Então, afastou-se do pai e dirigiu-se até o banco, onde o avô continuava sentado.

 

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...