Faz Parte...


0Likes
0Comentários
39Views

1. Faz Parte...

 

 

Eric do Vale

 

Quem diria que ali, na faculdade de jornalismo, iriamos, pela segunda vez, nos reencontrar?  Fazia uma semana que eu estava estudando naquele colégio, quando, na hora da saída, ela me abordou. Embora estivesse dois anos adiantada do que eu, tivemos, no colégio anterior, uma convivência diária, em razão do regime de semi-internato pelo qual ela e eu fazíamos parte.

 E se não estou enganado, o contato que, naquela época, tivemos além de ter sido muito restrito, era bastante conturbado: brigávamos por tudo, o tempo todo. Prefiro acreditar que a nossa incompatibilidade de gênios tenha sido fruto da fase pela qual estávamos atravessando, naquele momento. No entanto, reconheço que houve situações em que tivemos sim uma relação amistosa.

Até hoje, eu não me esqueço quando, na hora do almoço, a coordenadora lembrou a todos nós do dia das mães, data a ser comemorada dentro de dois dias.  Assim que terminei de almoçar, fui escovar os dentes e encontrei essa minha colega sentada na escada chorando. 

Pensei em ir até ela para consolá-la, mesmo sem saber o motivo.  No entanto, desisti da ideia e depois, fiquei sabendo o porquê daquilo: ela, naquele momento, lembrou-se da mãe dela que, um ano atrás, havia morrido. 

Depois desse dia, procurei ser mais tolerante com ela e assim, o nosso contato tornou-se mais harmonioso do que outrora até deixar o semi-internato e perdê-la de vista. Passei a vê-la com mais frequência nesse novo colégio, porém os nossos diálogos resumia-se apenas a um “Bom dia”. Algo não muito diferente, quando nos reencontramos na faculdade de jornalismo. Sendo que, dessa vez, tornou-se muito raro trocarmos um “Olá”. 

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...