Parabéns, Mamãe


0Likes
0Comentários
53Views

1. Parabéns, Mamãe

 

 

Eric do Vale

 

Durante o café da manhã, falou para a mãe que estava arrependido do que havia feito e prometeu que aquilo jamais tornaria a acontecer. Nessa hora, o atual marido dela chegou e disse:

-Meus parabéns!

Ele, então, percebeu que era o aniversário dela e pensou: “Como pude me esquecer?”. Desconcertado, levantou-se e disse:

-Feliz aniversário, mamãe! _ Abraçando-a.

No caminho para a escola pensou: “Como pude esquecer?”. Ele jamais se perdoou por ter esquecido o aniversário dela e prometeu a si mesmo que aquilo jamais iria repetir-se.

Um mês depois, lembrou-se do aniversário do pai e resolveu telefonar, mas não obteve retorno. Ele ainda ligou duas, três, quatro vezes em vão até que a mãe dele falou:

-Esquece, meu filho.

-Esquecer? Mas, é o aniversário dele.

-Engraçado, o dele você lembrou, mas o meu aniversário não.

Além de soar como um tapa nacara, aquilo reforçou mais ainda a promessa que havia feito, no mês passado.

Desde então, ele não mais esqueceu do aniversário dela até que um dia, levantou-se atordoado, porque precisava ir até o Detran para resolver uma documentação do carro.

Vinte e quatro horas antes, ele havia mandado confeitar um bolo para mãe e pensou em ir até a casa dela sem avisar para fazer-lhe uma surpresa e até encomendou umas flores. Antes de dormir, pensou: “Está tudo preparado. Vai ser impossível de esquecer.”. Logo, lembrou-se do que tinha acontecido, anos atrás. Dessa forma, concluiu que não havia a menor possibilidade daquilo acontecer novamente.

Ao acordar, percebeu que estava em cima da hora e foi até o Detran. Resolvido o problema da documentação, voltou para a casa e assim que viu a mãe, cumprimentou. Ele só foi se dar conta de que era o aniversário dela, quando viu os familiares chegando e desejando-lhe feliz aniversário.  Por pouco, ele não enfartou.

Após a confraternização, ele deu uma saída e assim que voltou, trouxe consigo o bolo e as flores que havia encomendado.

-Mamãe, me perdoe. _ Disse ele.  

-Pelo quê?

-Não te dei os parabéns.

-Desencana.

-Nada disso. Eu, ontem, tinha encomendado o bolo e estas flores para a senhora e planejei tudo direitinho. Por que isso foi acontecer comigo?

-Coisa de quem se cobra demais.

Ao ouvir aquilo, sentiu-se mais aliviado e pensou: “Pelo menos, ela sabe que não foi descaso meu.”.   

 

 

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...