BEST FRIEND - O tempo não apaga - Season 2

SINOPSE

As vezes o destino é cruel, magoa, faz sofrer, nos afasta de quem amamos, mas assim como ele é cruel, ele também pode ser bom e nos dar uma segunda chance, pra consertarmos os erros do passado.
Será que amigos podem ter uma segunda chance? Será que depois de algum tempo, depois de adultos, Harry, Lucas, Gabriela, Luan, Bruna e Marcela, poderão ser amigos de novo? E os sentimentos e magoas do passado? Realmente foram esquecidos e superados ou foram só guardados no fundo da alma e a qualquer momento podem vir a tona?
Depois de sete anos, esses seis amigos vão se reencontrar de novo, mas será que é porque sentem falta da amizade que tinham ou por causa de um segredo em comum...?


0Likes
0Comentários
198Views
AA

9. CAPÍTULO 9

Eram seis da noite, fui na farmácia e em uma loja de eletro/ eletrônicos. Voltei pro quarto e fui pro banheiro. Abri a caixa e dissolvi o liquido na água oxigenada, depois comecei a pintar o cabelo, quando terminei, esperei um tempo e depois lavei o cabelo, tava da cor que eu queria, mas não do jeito que eu queria, peguei uma maquina de corta cabelo que comprei na loja, fui pra frente do espelho e comecei a cortar o cabelo na lateral, quando terminei, dei uma arrumada no cabelo e postei um foto no instagram do meu novo visual, com a seguinte legenda: “Mudanças são extremamente necessárias... Gostaram melhores fãs?”

Desci pro bar do hotel, o Harry tinha saído de novo, conheço ele, tem mulher na história, era pra mim ta histérica, mas não, pra falar a verdade, tava tranqüila em relação a isso, o que não me saia da cabeça, era o Luan...

O Harry provavelmente me mataria se soubesse que eu desci pra beber, mas não ligo, preciso me distrair, preciso esquecer o Luan... Nem que seja por alguns minutos...

Sentei em uma mesa, o garçom logo veio e eu pedi uma tequila, depois outra e mais outra, já estava meio tonta, quando um cara chegou e sentou a minha mesa, ele era bonito e não me era estranho.

- Boa noite – ele falou sorrindo.

- Boa noite, quem é você – disse com a voz meio enrolada.

- Paulo... ao seu dispor rs.

- De onde me conhece? – perguntei.

- Na verdade, não te conheço, mas é muito linda e tava bebendo sozinha, então resolvi me aproximar.

- Ata...

- Posso ficar aqui?

- Se quiser. – falei, droga eu já estava bêbada.

- Então ta.

Ele chama o garçom que recomeça a nos servir. Já era tarde e eu estava completamente bêbada.

- Ei, quer experimentar uma coisa? – ele me perguntou.

- O que?

Ele enfiou a mão no bolso e tirou uma seringa, um medo me correu pela espinha, eu sabia o que era aquilo.

- Não... Isso não...

- Porque gatinha? É bom.

- Não, eu não quero, sai daqui.

-Tudo bem, então vamos continuar só bebendo ok?

Não respondi, ele mandou o garçom trazer mais bebida. Um tempo depois, já estava completamente bêbada.

- Vou embora – falei tentando me levantar.

- Ei calma, quer ajuda?

- Não precisa... – quase cai e ele me segurou.

- Não esta em condições de andar sozinha, me fala o numero do sei quarto que vou te deixar.

- Não, eu vou sozinha.

Quando terminei de falar, tropecei nas pernas e cai.

- Acho que preciso mesmo de ajuda.

- Vem, eu te levo. - ele me pegou no colo e eu encostei minha cabeça no ombro, tudo girava e minha vista estava embaçada.

Subimos pro quarto, entre um momento sóbrio e outro, disse o numero do quarto. Ele entrou comigo no colo e me sentou no chão, aos pés da cama. Não conseguia ficar de olhos abertos, minha vontade era tomar banho e dormir. O álcool sempre teve esse poder de mim derrubar. Ele se senta do meu lado, viro o rosto e fecho os olhos. De repente sinto uma picada no meu braço, abro os olhos e olho pra ele e depois pra onde senti a picada, meu coração gela, quando vejo ele com a seringa na mão, mas logo uma sensação de alivio me vem, preciso de mais.

- Me da...- estico a mão em direção da seringa e ela me entrega, comecei me auto injetar droga, injetei eu mesma três vezes ate apagar...

 

HARRY...

 

Resolvo quebrar o silencio. Pois todos se olhavam como se nunca tivéssemos visto, uns aos outros.

- O que vamos fazer? - perguntei.

- Apareceu no seu quarto também? - perguntou a Bruna.

- Não. Por enquanto não.

- E a Marcela? Porque não veio? - Luan falou me olhando.

- Esqueci completamente dela. - falei lembrando que havia deixado ela no hotel me esperando.

- So pra vocês dois que ainda não apareceu? - Perguntou Luan.

- Sim, porque?

- Então vamos pro hotel, quem sabe a pessoa que ta fazendo isso, ta indo pra la agora. - Luan falou levantando-se.

- Vamos. Daqui a uns quinze minutos estamos la. - falei me levantando e indo atrás do Luan.

Nós cinco seguimos pro hotel.

- Chegando lá, subimos e quando eu abri o quarto não vi a Marcela, mas vi a cena que todos os outros descreveram...

Na cama havia duas facas, sujas de sangue. Uma era pra mim e a outra pra Marcela, assim como aconteceu com os outros.

- Droga, não deu tempo. - Lucas fala zangado.

- Ta, mas cadê a Marcela? - Bruna falou nos olhando.

Começamos a procurar ela em todo o quarto, quando ouvi so o grito da Gabriela, corri até la e os outros fizeram o mesmo, fiquei assustado quando vi a Marcela...

Ela tava encostada na cama, os olhos fixos em um lugar so, parecia que tava morta, aquele pensamento me arrepiou dos pés a cabeça. Corri ate ela e peguei o pulso, tava viva.

- O que aconteceu com ela? - Luan pergunta nervoso.

- Drogas... Marcela meu amor, porque fez isso? Porque te deixei sozinha? Eu não devia ter feito isso, devi ter cuidado de você igual prometi... - Abraço ela e começo a chorar, quando algo cai no chão. Levanto a cabeça e olho, era a seringa...

Luan pega ela do chão lentamente e todos observam.

- Ta querendo dizer que ela se drogou até não conseguir mais? Porque ela faria isso? - Luan olhava pra ela com um misto de dó e magoa no olhar.

- NÃO SEI OK? EU DISSE QUE ELA ANDAVA ESTRANHA DE UNS DIAS PRA CÁ, EU SO NAO DEVIA TER LARGADO ELA SOZINHA, TER ME DESCUIDADO DELA... - Falei chorando.

- Ela já havia pintado o cabelo e cortado antes de você sair? - Gaby perguntou olhando pra ela, então percebi que o cabelo dela estava  cor de rosa  e raspado de um lado.

- Não... Ela fez isso hoje depois que sai... Oh meu amor porque fez isso? A gente tava ganhando lembra? Faltava só dois anos e acabava... 

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...