BEST FRIEND - O tempo não apaga - Season 2

SINOPSE

As vezes o destino é cruel, magoa, faz sofrer, nos afasta de quem amamos, mas assim como ele é cruel, ele também pode ser bom e nos dar uma segunda chance, pra consertarmos os erros do passado.
Será que amigos podem ter uma segunda chance? Será que depois de algum tempo, depois de adultos, Harry, Lucas, Gabriela, Luan, Bruna e Marcela, poderão ser amigos de novo? E os sentimentos e magoas do passado? Realmente foram esquecidos e superados ou foram só guardados no fundo da alma e a qualquer momento podem vir a tona?
Depois de sete anos, esses seis amigos vão se reencontrar de novo, mas será que é porque sentem falta da amizade que tinham ou por causa de um segredo em comum...?


0Likes
0Comentários
150Views
AA

6. CAPÍTULO 6

CAPITULO SEIS

                                                            

GABRIELA...

 

A vinda ao Brasil me deixou nostálgica, me fazia lembrar do passado, as amizades, a escola e o passado terrível... Hoje tenho show, acordei cedo, fui pra academia e quando cheguei tomei meu café da manha, fui pro ensaio, quando voltei, já era umas duas da tarde, almocei e sai pra fazer umas compras, quando voltei já estava quase na hora do show.

O motorista me levou até o local do show, entrei pela saída de emergência. O tudo ocorreu super bem, recebi meus fãs no camarim, quando já estava quase saindo, entrou alguém pra falar comigo, quem eu menos esperava...

Era ele, eu tenho certeza, a cor dos olhos, o cabelo, o rosto... Na minha frente estava o Harry... O cara que eu sempre amei...

- Oi. – Disse sorrindo.

- Oi, meu nome é Harry...

- Harry Styles, eu sei que você é rs. – Falei sorrindo.

- Ok, rs. Vim te parabenizar pelo show. Gostei muito, já tinha ouvido algumas musicas suas, mas nunca tive a oportunidade de ir em um show.

Ele não ta me reconhecendo, nossa, mas eu não mudei tanto. Tudo bem, ele ta dando mole, vou corresponder, hora de provar do seu próprio remédio Harry Styles rs.

- Então quer dize que gostou do show? Rs.

- Gostei muito, você tava linda... Sem querer abusar, mas antes de ir embora do Brasil, não queria jantar uma noite dessas comigo?

Ele pergunta e eu topo na hora ahhh Harry Styles, hora vingança rs.

- Claro, seria um prazer, sua namorada também vai? – pergunto me fazendo de besta.

- Pensei em ir só nós dois...

- Ok. Esse é meu numero, me liga rs. – Dei um cartãozinho com o meu numero pra ele.

- Vou ligar viu?

- Pode ligar, eu vou esperar rs.

- Tchau – ele me abraça e mim da um beijo no rosto.

- Tchau rs.

Ele sai e eu mal acredito, depois de tanto tempo, ele ta dando mole pra mim, bem que o povo diz que o mundo da muitas voltas.

Meu telefone toca e eu atendo, era ele me convidando pra dar uma volta com ele, eu tava cansada, mas resolvi ir, precisava começar a colocar meu plano em pratica rs...

 

MARCELA...

 

O Harry havia saído, disse que ia me dar um voto de confiança e me deixaria sozinha, mas na verdade eu não queria ficar presa nesse quarto e sim ir atrás dele... Do Luan...

Quer saber? É isso que eu vou fazer, só preciso voltar antes do Harry chegar. Peguei minha bolsa e me sentei de frente ao computador, comecei a pesquisar sobre o Luan, logo encontrei que ele tava numa boate aqui perto do hotel, me arrumei e fui pra lá, eu precisava ver ele...

Tudo bem que minha roupa tava exagerada pra uma balada e o decote tava muito grande, mas tudo bem, uma das intenções era ele olhar pros meus peitos kkkk.

Chamei um taxi e fui pra tal boate. Quando cheguei, a musica era ensurdecedora, o bom da boate é que é escura e ninguém me reconhecia, o ruim da boate é que eu não achava o Luan porque tava tudo escuro. Só aquela luzes dos globos.  

Até que avistei ele no camarote, logo fui pra lá, não foi difícil entrar lá, ele tava de costas, tapei os olhos dele por trás com as mãos.

- Quem é rs.

Eu fiquei em silêncio, ele tirou minhas mãos do rosto dele e se virou, abri um sorriso largo pra ele que ele retribuiu.

- Ta fazendo o que aqui? – ele pergunta.

- Vim te ver, tava com saudades.

- Hum, me viu antes de ontem e já ta com saudade? Nossa.

- Olha a ironia, você não era assim rs.

Ele se aproxima de mim e fala bem perto do meu ouvido.

- Vamos dar uma volta, aqui ta muito barulho pra conversar.

- Ok.

Ele sai na frente e eu vou logo atrás. Quando chegamos lá fora, havia muitas pessoas.

- É melhor a gente ir de carro, a pé não vamos conseguir, vai vir toda hora alguém falar com a gente,

- Tudo bem.

Entrei no carro dele e saímos, ele ligou o som do carro baixinho, tocava a musica, Marca Evidente do Israel e Rodolfo.

- O que te fez ir atrás de mim? – ele pergunta sem tirar a atenção do volante.

- Saudades uê.

- Passamos sete anos longe um do outro, nunca me procurou. – Um nó cresce em minha garganta.

- Tive alguns problemas, não pude...

- Hum, não consigo acreditar nessa saudade que você tanto fala.

- Mas eu senti... A prova é que nunca joguei fora o pipoca.

- Quem é pipoca? – ele me olha sem entender.

- O ursinho que me deu no dia seguinte...

- Ata, o ursinho.

- Também nunca me livrei das lembranças daquela noite...

- Eu já, principalmente depois que desconfiou de mim...

- Desculpa, sempre quis te pedir isso, mas não tive mais oportunidade.

- Desculpada, mas nunca vou esquecer, eu te amava... Não podia ter pensado isso de mim.

- Luan...

- Fala. – Ele dirigiu até uma praça, não tinha ninguém. Descemos do carro e nos sentamos em um banco.

- Pode fala Marcela.

- Naquele dia no refeitório, bom eu ia te falar uma coisa, mas o Harry atrapalhou.

- Eu me lembro, te pediu em namoro.

- Foi... Eu ia te  falar que ficar com você, tinha mexido comigo, que eu tava começando a gostar de você... Que eu tava começando a te amar...

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...