BEST FRIEND - O tempo não apaga - Season 2

SINOPSE

As vezes o destino é cruel, magoa, faz sofrer, nos afasta de quem amamos, mas assim como ele é cruel, ele também pode ser bom e nos dar uma segunda chance, pra consertarmos os erros do passado.
Será que amigos podem ter uma segunda chance? Será que depois de algum tempo, depois de adultos, Harry, Lucas, Gabriela, Luan, Bruna e Marcela, poderão ser amigos de novo? E os sentimentos e magoas do passado? Realmente foram esquecidos e superados ou foram só guardados no fundo da alma e a qualquer momento podem vir a tona?
Depois de sete anos, esses seis amigos vão se reencontrar de novo, mas será que é porque sentem falta da amizade que tinham ou por causa de um segredo em comum...?


0Likes
0Comentários
162Views
AA

11. CAPÍTULO 11

- Pensei que não ia querer que eu ficasse...

- Tenho que aproveitar a oportunidade rs, a gente nao vai se ver mais...

- Porque? - perguntei.

- Quando acabar a turnê eu vou embora de volta pra minha casa, vou me casar com o Harry, vou virar dona de casa, já imaginou? Rs.

- Na verdade imaginei que eu estava no lugar do Harry... Dono do seu coração, seu namorado e eterno amante... Aquele que não cansa de te elogiar e de te amar...

Ela ficou muda e me encarando, o rosto vermelho de chorar.

- Você ta falando serio?

- Não brincaria com algo assim.

- Eu sei rs... Mas tem o Harry, ele sempre esteve comigo, me ajudando, foi meu anjo...

- Se tivesse me chamado, teria ido correndo...

-Será?

- Com toda a certeza... Mas não pensa que esqueci, quero saber o que houve...

- Deixa isso pra la Luan... É  melhor esquecer.

- Marcela, conta...

Ela sorri triste, abaixa a cabeça e depois começa a contar.

- Quando fui embora do Brasil, foi pra esquecer os problemas e você... Mas quando cheguei la, me vi sozinha e desamparada, comecei a fazer tv e depois resolvi ser cantora, mas aquele vazio não passava, arrumei amizades erradas... Você é cantor e sabe muito bem que nesse meio, rola muita coisa que não presta. Me ofereceram droga, no inicio recusei. Mas depois, passei a usar frequentemente, quando eu usava, o mundo ficava mais bonito e melhor, a dor que eu sentia por estar longe de vocês e principalmente de você Luan, sumia, e isso me deixava feliz, sei la, fugia da minha realidade... Ate que eu fui me viciando e cheguei ao ponto de ficar a beira da falência por causa da droga, foi quando em um show em Miami, reencontrei o Harry. Bom no começo o clima ficou meio estranho, mas depois começamos a nos falar regularmente, saímos varias vezes juntos, ate que um dia combinamos de sair pra jantar, já havíamos reatado o namoro. Ele ficou de passar na minha casa, mas quando ele chegou la, eu estava igual ou pior do que estava quando vocês me acharam... Não foi a primeira vez que tive uma overdose...

Ela abaixou a cabeça e começou a chorar... A abracei e incentivei a continuar.

- Depois disso ele não saiu mais de perto de mim, foi ele que me ajudou, me colocou em clinica de recuperação e tudo mais... Faltava so dois anos pra me desintoxicar, ai aconteceu isso...

- Mas dessa vez porque fez isso?

- Eu não fiz...

- Do que ta falando?

- Esquece Luan... No dia que bati no seu carro, tava fugindo de um cara que arrumei briga rs, mas naquele dia eu tava feliz, livre, a Adrenalina fez com que eu esquecesse meus problemas.

- Você é louca rs, e esse cabelo?

- Mudar um pouco, mudanças são necessárias...

- Concordo, mas ta na hora de você dormir... Ta muito cansada.

- Só se você dormir comigo...

- MARCELA...

- Não é nada disso que ta pensando, so deitar do meu lado e dormir... Preciso ter certeza que vai ficar aqui...

- Não vai me estuprar ne? Rs.

- Não, no momento não rs, so quero o aconchego de um colo...

- Tudo bem...

Subi na cama e me deitei ao lado dela, minha cabeça girava, não sabia que ela tinha passado por tanta coisa e eu agindo feito um babaca com ela... Ela se virou de frente pra mim, me abraçou e afundou o rosto em meu peito, ouvi um quase inaudível boa noite e logo ela adormeçeu. Beijei a testa dela e fiquei pensando em tudo que aconteceu. Definitivamente eu tinha que cuidar dela, era minha obrigação. Fiquei acordado por um tempo, mas depois abracei ela e adormeci, afinal o dia tinha sido longo...

 

BRUNA...

 

Não consigo acreditar em tudo que aconteceu, é tudo muito estranho, estávamos separados a anos e de repente estávamos ali, na recepção de um hospital, todos juntos, preocupados com a Mah que por algum motivo, havia se drogado ate ter uma overdose... Sei la,  tava tudo tão estranho, todos estavam diferentes, mas ao mesmo tempo iguais, havíamos mudado fisicamente. Mas nossos sentimentos, pareciam o mesmo, pelo menos os meus...

Apesar das circunstâncias, gostei de ter visto eles, agora resta saber o que vamos fazer em relação ao que aconteceu hoje a tarde com todos.

Tento dormir, mas minha cabeça funciona a mil, não consigo esquecer tudo que houve e o Lucas? Ele tava tão diferente... Mais atraente, lembro que ele ficou me cantando, no dia da festa, mas nunca imaginei que fosse ele, a boca, os olhos, a pele...O que eu to pensando? To noiva do David, eu amo ele, o cara que me ajudou... Fico rolando na cama ate conseguir adormecer, quando fecho os olhos, me vem a imagem do David e do Lucas e logo caio em um sono profundo.

 

HARRY...

 

Não ia conseguir dormir, foi tudo muito tumultuado hoje, o reencontro de todos, essas ameaças que estão fazendo pra gente, a overdose da Marcela, me sinto extremamente cansado, a única coisa que no momento ta me tirando o sono é a Gabriela, eu tava saindo com ela sem saber, pelo que eu percebi, ela já sabia quem eu era, não demonstrou nenhum espanto quando ficou sabendo que eu sou o Harry, levanto da cama e me visto, preciso falar com ela...

Quatro da manhã e la estava eu, batendo na porta do quarto da Gaby.

- Harry? Ta fazendo o que aqui uma hora dessas? - ela pergunta assustada.

- Precisava falar com você...

- Uma hora dessas? Não pode ser amanha não?

- Eu não consigo ficar mais longe de você, ta dominando meus pensamentos, porque não me disse que era você?

- Queria brincar com você... - ela fala bem seria.

- Porque? - perguntei incrédulo.

- Porque fez o mesmo comigo no passado.

- Você gostava de mim?

- Eu te amava Harry... Mas você so tinha olhos pra Bruna, no dia que me pediu pra te ajudar com ela, mim doeu muito. Mas prometi que um dia você se arrastaria aos meus pés. - ela tava com firmeza na voz.

- Pois conseguiu, estou irrevogavelmente apaixonado por você...

Ela ficou muda por um tempo, sentou se na cama e ficou pensando.

- Não vai falar nada? Pensei que ia comemorar, afinal estou em suas mãos.

- Não, na verdade era isso que eu queria... Agora não pode ser meu...

- Porque?

- Você tem que cuidar da Marcela, ela precisa da sua ajuda.

- Posso cuidar dela sem precisar me casar com ela.

- Não sei se isso é certo, espera ela se recuperar do susto e depois falamos sobre isso... Agora volta pro hotel, a gente precisa descansar.

- Só depois de uma coisa...

- O que?

Pego ela pela cintura e dou um beijo demorado, ela corresponde mas depois me empurra.

- Ta doido Harry?

- Já sabe que to, vou resolver a minha situação com a Marcela e ai vai ser só você e eu...

Não, espero ela responder, volto pro hotel, já era seis da manha, logo que a Marcela estivesse recuperada do que houve, iria falar com ela, não vou abandonar ela, ao contrário, vou continuar cuidando, mas vou desfazer o noivado...

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...