DARK (Tradução PT BR)

Ela era inocente; ele, perigoso. Mas logo ela percebeu que, algumas vezes, é preciso conhecer a escuridão antes de poder apreciar a luz.
-----------------------------------------------------------------------------------------------

Esta fanfic não é de minha autoria, é apenas a tradução para o português brasileiro.


Autora desta Fanfic : Hannah (http://han-rawr.tumblr.com)


Idioma original: Inglês (http://dark128.tumblr.com/)


IMPORTANTE: O material nesta fanfic é impróprio para menores de 18 anos.

4Likes
0Comentários
492Views

5. 05

 

Minhas mãos estavam agarradas a pia, inclinando o meu peso sobre ela enquanto eu tentava controlar a minha respiração. Eu levantei a cabeça e olhei para o espelho tentando me acalmar. Eu não conseguia acreditar no jeito que Harry estava agindo. É como se ele não se importasse se alguém visse. Coloquei a mão no bolso pra pegar meu celular.

“Droga”.

Eu tinha deixado ele na minha bolsa, na mesa com o Harry. Meu coração afundou ao perceber que eu não tinha ninguém para entrar em contato. Eu balancei minha cabeça, meu cabelo balançando de um lado para o outro.

“Eu não posso fazer isso.” Eu disse para mim mesma.

Olhei para o meu reflexo no espelho novamente, acho que eu nunca tinha sentido mais medo que agora.  Andei de lá pra cá no banheiro vazio, tentando descobrir minhas opções. Eu poderia voltar e encarar Harry ou eu poderia fugir disso. Meus olhos dispararam até a janela e eu rapidamente optei pela opção dois.

Abri a janela, estava prestes a subir  o parapeito quando a porta se abriu. Para meu alívio virei e vi que era a garçonete que tinha nos servido.

“Você, Bo?” Ela perguntou.

Eu balancei a cabeça e esperei que ela continuasse.

“O cara está com você me pediu para te procurar.”

“Ai Deus”.

Ela caminhou para perto de mim, pegando a minha mão e me puxando para o lado.

“O-onde ele está?”

“Ele está esperando do lado de fora da porta.” Ela sussurrou, preocupada.

Meus olhos se arregalaram com o que ela disse. Sua cabeça virou-se para a janela aberta e, em seguida, voltou para mim. Ela obviamente sabia o que eu estava tentando antes dela chegar.

“Vai.” Ela me incentivou para a fuga. “Eu vou dizer a ele que você não estava aqui.”

“Obrigada.” Sorri.

Me apoiei no peitoril da janela fazendo força para levantar. Olhei para trás para ver ela sair do banheiro.

“O quê!” Eu ouvi um grito de voz baixo, do outro lado da porta.

“Merda”.

Sentei com as pernas penduradas para fora da janela. Mas antes que eu pulasse a curta distância para o lado de fora, a porta do banheiro se abriu. Os olhos escuros de Harry entraram em contato com o meu. Seu olhar irritado rapidamente se transformou em um sorriso e percebi que isso era divertido para ele. Uma perseguição.

***

Corri o mais rápido que pude ao longo da orla, o ar mais frio do que quando tínhamos chegado, meu cabelo longo voando. Rapidamente passei à entrada do restaurante, esperando que eu pudesse ganhar distância tanto quanto possível. Olhei para trás e vi que Harry estava na minha cola.

“Bo!”

Recusei-me a desistir, eu tinha que ficar longe dele. Minhas pernas começaram a doer quando eu corri mais, parecia que o ar que eu estava respirando não era o bastante. Estava ofegante quando virei a esquina, ainda no caminho da orla ao lado da água. Eu comecei a entrar em pânico quando percebi que o caminho foi rapidamente chegando ao fim. Olhei de um lado para o outro, procurando desesperadamente por uma saída. Eu parei em um ponto, e vi Harry se aproximar. Ele sorriu para mim enquanto chegava perto, sabendo que eu não tinha mais para onde correr. Eu dei alguns passos para trás até encostar no grade .

“Onde você pensa que vai, amor?”

Ele continuou a andar em minha direção enquanto eu me movia ligeiramente para a esquerda, pensando que eu poderia conseguir passar por ele e correr para o outro lado. Harry estava a poucos metros de mim e eu estava encostada em um portão que levava a uma queda em linha reta até a água. Me pressionei com mais força na barreira, urgentemente tentando aumentar o espaço entre nós.

Eu soltei um grito quando a porta atrás de mim cedeu. Ela se abriu, eu perdi o equilíbrio e cai pela abertura.

“Bo!”

Eu caí na água fria lá em baixo, meu corpo afundando. Meus braços e pernas trabalhando juntos para tentar alcançar a superfície. Por um momento, o alívio preencheu meu corpo, pode não ter sido a solução perfeita, mas eu já estava fora do alcance de Harry. Isso foi até que eu senti um outro respingo não muito longe de mim. Um braço forte enrolado em volta da minha cintura me puxou para a superfície, nós dois subindo para pegar fôlego.

Coloquei as mãos em seu peito empurrando-o. Ele tirou seus cachos molhados de seu rosto enquanto me observava. Eu balançava minhas pernas na tentativa de ficar na superfície. Harry sorriu para mim, revelando suas covinhas antes de falar.

“Essa foi a vez mais rápida que eu deixei uma garota molhada no primeiro encontro.”

Eu resmunguei de seu comentário questionando, já tinha ouvido muitas coisas sobre seu relacionamento com mulheres. Eu não era uma nadadora muito forte e meu corpo estava ficando fraco na água. No entanto, eu tentei nadar para a doca de qualquer maneira. Me apoiei nas beiradas, mas antes que eu pudesse me esforçar mais, Harry segurou meus quadris. Ele me forçou a encará-lo, seu corpo mais perto do que eu gostaria. Eu estava lutando para manter minha cabeça acima da água.

“Segure-se em mim.” Ele praticamente sussurrou.

Minhas mãos ficaram na água, movendo continuamente para me manter na superfície. Ele agarrou meus braços puxando para cima e em volta de seu pescoço. A mão direita de Harry segurando a doca por trás da minha cabeça enquanto sua esquerda segurava minhas costas, forçando meu corpo contra o dele. Ele me segurava, seus olhos nunca deixando o meu rosto. Eu tinha que confiar nele para não me deixar afogar. Minha respiração engatou na minha garganta quando ele começou a inclinar-se em mim.

“Harry, eu estou com frio.” Eu sussurrei.

Eu soltei o seu pescoço, virando-me para me segurar na doca. E então ele saiu da água, suas roupas pingando quando ele se inclinou para baixo e me ajudou. Fiquei surpreso com a sua força, Harry conseguiu facilmente me puxar para cima da plataforma e então eu tropecei no meu próprio pé. A ação o pegou de surpresa, e ele caiu para trás comigo em cima dele. Harry soltou um grunhido quando estávamos deitados no cais de madeira. Eu coloquei minhas mãos em seu peito empurrando-me para cima, minhas pernas de cada lado de sua cintura.

“Hmmm, eu sempre gosto de uma garota em cima.”

Deixei escapar um ruído de nojo quando ele piscou para mim. Antes eu sabia que Harry agarrou-se as minhas mãos em seu peito e rolou-me com ele, prendendo meus pulsos para baixo.

“Mas eu prefiro tê-las debaixo de mim.”

Gotas de água cairam de seu cabelo encaracolado na minha pele enquanto ele ficava por cima de mim. Seus olhos verdes viajaram pelo meu corpo, minhas roupas molhadas grudadas à pele. Harry baixou a cabeça, levemente soprando na pele descoberta no topo do meu peito, que foi rapidamente subindo e descendo com a respiração. Seus lábios se puxando em um sorriso quando percebeu que eu estava arrepiada. Meus olhos se fecharam com a sensação.

Eu pulei como um par de lábios molhados pressionado ao meu. Meus olhos se abriram. Os cachinhos molhados de Harry fizeram cócegas na minha testa. Ele continuou a mexer a boca contra meus lábios, tentando obter uma resposta fora de mim. Mas eu não podia, eu só estava ali congelada.

“Bo”. Harry incentivou calmamente.

Ele puxou meu lábio inferior com os dentes antes de liberá-lo e pressionar sua testa contra a minha. Minha respiração saiu em jatos curtos. Ficamos assim por um pouco mais de tempo até que Harry se levantou. Seu corpo pairava sobre mim profundamente e aí ele riu. O que tinha acontecido?

“Você vem?”

Eu rapidamente me sentei, olhando para a mão que ele ofereceu para mim. Eu peguei e ele me puxou para ficar ao lado dele. Meus olhos vagaram sobre seu corpo molhado. Suas brancas camiseta grudada ao seu abdômem revelando uma barriga tonificada e peito. Eu rapidamente desviei o olhar, sabendo que eu tinha sido pega por Harry, ele tinha um sorriso safado em seu rosto.

Ele pegou minha mão entralaçando nossos dedos, enquanto caminhávamos ao longo do cais. A subida para a escada era muito alta então  Harry colocou as mãos sobre meus quadris, levantando-me. Ele facilmente escalou a borda e então eu subi. Esperei por ele, Harry me segurou pela mão puxando-me para onde o seu blazer estava, jogado no chão. Ele deve ter tirado antes de pular na água atrás de mim, então agachou para tirar de dentro seu celular, chaves e carteira e colocou o blazer sobre meus ombros.

“Obrigado.” Eu falei calmamente.

***

O homem na frente do restaurante franziu a testa quando ele viu como estávamos. Nossas roupas ainda estavam molhadas, fazendo poças no chão. O resto dos clientes no restaurante se esforçou para disfarçar, tentando disfarçar para não nos encarar. Eu não podia culpá-los, causou um pouco de cena. Qualquer outra vez meu rosto teria corado, mas parecia não fazer diferença agora. Harry entregou seu cartão para pagar.

“Pegue sua bolsa e vamos embora.” Harry duramente sussurrou em meu ouvido.

Eu rapidamente fui até a mesa, nossa garçonete estava limpando os pratos das outras mesas. Ela me viu e correu para perto de mim.

“Eu sinto muito, ele não acreditou em mim quando eu lhe disse que você não estava no banheiro.” Ela disse.

“Não se preocupe, não é culpa sua.” Eu sorri para ela, apertando-lhe a mão levemente. “Obrigado.”

Eu pulei quando Harry apareceu atrás de mim, rapidamente pegando minhas coisas e então saímos do restaurante.

***

Nós estávamos do lado de fora da minha casa, estava tudo escuro, com exceção das luzes da rua. Eu bufei por ter que esperar Harry para abrir a porta e me deixar sair do seu carro. Ele ficou ao meu lado todo o caminho até a porta da frente. Eu abri minha bolsa, e peguei as chaves. Harry me pressionou contra a porta, pressionando os lábios firmemente aos meus. Uma mão nos meus quadris e a outra na minha nuca.

Eu não tinha muita disposição para lutar com ele, mas eu fracamente empurrei minhas mãos contra seu peito. O “beijo” não durou muito tempo. Harry se afastou, seus olhos verdes olhando para mim quando eu limpei minha boca com a palma da mão.

“Ah, vamos lá, não foi tão ruim né?"  Disse ele fazendo carinho em minha bochecha.

"Nós definitivamente vamos fazer isso de novo.” Ele piscou.

Eu não tinha certeza se ele quis dizer o beijo ou o encontro, de qualquer forma me fez tremer com o pensamento. Olhando para o rosto dele notei que seus cachos começaram a secar, ele parecia quase bonito, até ele começar a falar. O jeito como ele falava me fazia arrepiar.

Tirei seu blazer de meus ombros, e estiquei o braço para o devolver.

“Pode ficar com ele.”

Ele se inclinou para perto de mim denovo, me beijou calmamente e então virou-se, e foi embora .

Com certeza esse foi um encontro que eu nunca iria esquecer.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...