Sem Limites

Época de Ano Novo é sempre foda! Eu iria viajar com as minhas melhores amigas para uma praia na mansão da minha tia. Iriamos nas melhores festas do condomínio, conhecer os melhores meninos, quem sabe se apaixonar, ficar muito bebadas, conhecer muitas pessoas e DJ's. Uma viagem sem limites. O que pode acontecer em uma viagem cheia de pessoas com milhões de hormônios? Tudo. Longe de pais e responsáveis essa vai ser a melhor viagem que um adolescente pode ter!

1Likes
0Comentários
133Views

2. Capítulo Dois

CAPITULO 2

Camila: qualquer dia eu quero chamar o pessoal todo para vir com a gente, os meninos e o resto das meninas.

Luiza: Imagina as festas com eles!

Camila: Minha mãe disse que eu posso fazer uma viagem de bate volta quando for maior, tipo com a idade do meu irmão!

Luiza: Quando você puder eu vou junto!

Olhei o horizonte da praia todo iluminado e comecei a pensar em coisas românticas, eu podia ter uma mente bem safada, mas também sou muito romântica!

Camila: Bem que podia sair da água 2 meninos lindos e vir falar com a gente!- eu disse imaginando caras musculosos e bonitos passando a mão nos cabelos e correndo até nós -Já pensou?! Seria tipo um sonho!

Luiza: Legal seria... Mas eu sei que não vai acontecer

Camila: Tá que seja, então voltando, acho que um dia nós poderiamos fazer isso em outras praias, quem sabe até em outros países, levar a galera toda, incluindo os meninos.

Luiza: Sim, qualquer coisa nós vamos de ônibus e ficamos em alguma pousada.

Camila: Eu dormiria no carro!

Luiza: Como se nós vamos de ônibus, não vai ter carro espertona.

Algumas pessoas passaram por nós saindo da água, mas nem reparamos pois começamos a gargalhar.

Camila: Ahh é verdade! Deer, tinha esquecido.

Luiza: Reparei -Luiza tinha a risada mais esquisita do mundo, mas mesmo assim era muito engraçada- Aiai, eu amo praia...

XxXx: Ei Meninas!- nos viramos para um cara sarado que parecia estar meio alegre demais- Voces são de onde?

Eu e a Luiza nos olhamos e arregalamos os olhos, não podia ser!

Camila: São Paulo.

Luiza: Por que?- além de nos darmos muito bem sabiamos exatamente como a outra pensava.

XxXx2: Leo vem para cá! Deixa as gatinhas continuarem a caminhada! E você não é famoso aqui! Elas não te conhecem.

Um outro rapaz musculoso se aproximou puxando Leo, o cara que estava alegre.

XxXx2: Vem Leo, você tá sem roupa e de cueca branca.- quando ele disse isso não pude de olhar para baixo, para a cueca branca que estava meio transparente e marcando suas partes, o Leo era um cara bem dotado! Comecei a reparar nele, cabelos negros e olhos azuis, um corpo mais que atlético, se me permitem dizer, ele era gostoso e bonito. -Oi garotas. Como vão?

Camila: E voces da onde são?

XxXx2:Limeira conhece?

Camila: Acho que sim.

XxXx2: Sério?!?!

Camila: É.

Luiza: Eu não conheço não.

Leo: Eu sou do Rio de Janeiro!

XxXx2: Calado Leo, ele também é de Limeira.

Os dois amigos aparentavam ter mais ou menos a nossa idade, pelo que eu reparei os dois tinham um cheiro forte de bebida. Enquanto o segundo cara se aproximava Luiza chegou mais perto de mim e apertou minha mão e eu apertei a dela e sorrimos juntas.

Leo: Shiu você Alan, deixa eu conversar. Quantos anos voces tem?

O outro rapaz tinha os cabelos moreno-claros, quase loiros, olhos castanhos, uma barba por fazer de matar e tinha um corpo parecido com o de Leo, mas sua barriga não era definida, suas pernas não eram finas e nem definidas.

Luiza: quantos anos você tem?- ela sabia bem conversar com qualquer pessoa ou ser simpática com qualquer um. Sempre sabia a coisa certa a dizer!

Alan: É tipico! Se vocês disserem que tem 19, nós vamos falar que temos 20 ou 21! Sempre foi assim!

Luiza: Vamos fazer diferente.

Alan: Ele tem 20 e eu 19 -ele disse vencido.

Camila: Quantos anos parece que nós temos?

Leo: Olha você parece ter 21- ele disse juntando as mãos em reza e as apontou para mim -E você parece ter 21.

Alan: Maaas, a mais alta é mais nova que a mais baixa. Acertei?

Camila: Nem chegou perto amigo, ela é mais velha que eu um dia e não temos 21.

Eu sabia ser bem grossa, sei que eu era atraente, mas ainda não me acostumei com caras vindo falar comigo, apesar de ficar com muitos.

Leo: A baixinha tem atitude!

Alan: Leo não as irrite, você não quer que elas te achem chato.

Luiza: Eu tenho 17.

Leo: E você baixinha?

Pelo jeito o Leo estava bebado mesmo e nem prestou atenção no que eu tinha falado.

Alan: Ela tem 17 também manézão! Foi só eu que reparei que tem pessoas fazendo macumba ali?

Ele apontou para um grupo de pessoas dançando em volta de uma fogueira.

Camila: Eita Giovana...antes eu não tinha reparado mas agora eu vi!

Leo: Eu disse que era macumba.

Ele dizia as coisas e o cheiro de bebida emanava pelo ar, cambaleava de um lado para o outro e se apoiava em Alan.

Alan: Sinistro...

Leo: A água está uma delícia, por que vocês não entram com a gente?

Luiza: Claro, por que não.

Olhei para ela como se fosse mata-la apenas com o olhar.

Alan: O que meninas tão bonitas estão fazendo na praia essa hora da noite?

Não era tão tarde, mas com certeza não deveriamos ficar andando por ai, deviam ser mais ou menos 23:40 por ai.

Camila: Passeando, ela adora praia -fiz um movimento com a cabeça indicando minha amiga mais alta.

Leo foi correndo, bem mais ou menos, ele foi quase caindo até o mar, enquanto nós três ríamos do estado dele.

Leo: Eu posso estar bêbado, mas ainda consigo escutar vocês!

Alan: Ótimo, desse jeito podemos te chingar a vontade!

Enquanto eu tirava a saia percebi que os dois rapazes não paravam de olhar para mim, então para fazer mais charme fui rebolando disfarçadamente até encostar a saia no chão, na hora de tirar a blusa fiz a mesma coisa, um pouco mais sensualmente e vi que tinha conseguido a atenção deles ainda mais. Luiza era um pouco mais corpulenta que todas nós (nosso grupo de amigas), seus peitos eram grandes e sua bunda era grande e arrebitada, assim como sua barriga, não estou chamando ela de gorda, mas ela era a mais cheinha de nós, apesar de ser linda! Ela acabou tirando a roupa e nem percebendo oque eu tinha feito, ela brisava mais que a metade do mundo.

Antes de entrar na água olhei mais uma vez o horizonte, Alan e Luiza ja tinham entrado, os dois pareciam ter se dado bem e agora estavam mergulhando embaixo das ondas. Comecei a andar confiante até eles, mas a água estava muito gelada, muito gelada mesmo, fixei meu olhar em Leo que me olhava de cima a baixo avaliando meu corpo, eu adorava provocar, então mergulhei. Quando me levantei ele estava andando na minha direção, fiz com que a água que caia do meu cabelo passase entre meus seios, Leo levantou as sombrancelhas e apertou sua cueca, parece que ele também sabia provocar. Para mim aquilo não passava de uma brincadeirinha, mas quando ele chegou bem perto de mim susurrou:

Leo: Baixinha...Você não quer entrar nesse jogo.

Camila: Não me lembro de querer entrar nele!

Leo: Ainda não sei seu nome...

Camila: Isso reamente é uma pena!

Ele me virou e encostou nossos corpos, os músculos de seus peitos encostavam nas minhas costas e suas pernar estavam coladas nas minhas, mas eu distanciei minha bunda dele, tinha acabado de conhecer o cara, estranhei a reação e já fiquei esstressada, do meio do nada ele agarrou meu cabelo, senti uma pontada de dor na cabeça, me puxou como se eu fosse dele, tudo bem que eu adorava provocar, mas isso não dava a ele o direto de agarrar meu cabelo, nem conhecia o cara direito, tentei me soltar e no mesmo instante ele me virou novamente e me beijou, sua boca era feroz, mordi o lábio inferior dele até sentir o gosto de sangue, fiquei realmente irritada com ele, o gosto de alcool não foi nada agradável, muito menos o puxão de cabelo, que doeu!

Leo: Cachorra safada! Por que você me mordeu?! Está sangrando! O que eu fiz de errado?!

Obviamente ele ficou puto da vida e me chingou pra caramba.

Camila: Você é um idiota! Eu nem te conheço!

Apesar da mordida e do fora ele não desistiu, me puxou de volta e tentando beijar meu pescoço disse:

Leo: Quer conhecer melhor?

Sorte a minha que a Luiza estava de costas para nós conversando com o Alan, me soltei dele e fui correndo até ela, agarrei seu pulso e a levei em direção a praia.

Camila: Tchau Alan! Prazer te conhecer. Tchau Leo.

Luiza: Camila me solta, oque tá acontecendo? Tchau Meninos. Camila me explica...

Nem deixei ela terminar de falar.

Alan: Voces já vão? Nem deu tempo de conversar direito! Pelo menos me diz qual é o nome de voces!

Camila: Já te explico, pega nossas roupas na areia e me encontra lá no calçadão.

~#~

Uns minutos depois eu já tinha chego em casa, elas estavam no cineminha expliquei tudo pras meninas e elas perguntaram várias coisas sobre eles, e claro que elas perguntaram se eles tinham outros amigos.

Nicole: E então?

Luiza: Quando eu conversei com o Alan ele disse que tem festa na casa em que eles estão ficando toda noite e que ele veio com uma galera, então provavelmente sim.

Sofia: E sobre a casa com as festas?

Luiza: A Infeliz da Camila me puxou antes dele falar o endereço

Camila: Olha a culpa não foi minha! Foi aquele tal de Leonardo que tentou abusar do meu corpinho sexy e apenas me defendi

Luiza: E ME ARRASTOU JUNTO! Vaquinha...

Camila: E eu ia fazer oque? Te deixar com eles?

Manoela: Nisso ela tem razão Lu.

Sofia: Okay, agora já foi.

Nicole: Eu quero ver um filme! Quem vai escolher?

Todas responderam em coro: Camila!!!

Camila: Suas fofas, eu quero ver um do Leonardo DiCaprio que eu trouxe.

Sofia: Humm, pelo jeito eu vi que você gostou desse nome "Leonardo". Danaada!!!

Camila: Ai Sofia não enche, eu sei que eu beijo muita boca, faço coisas inapropriadas, mas o cara se lançou para cima de mim! Eu até assustei.

Nicole: Sei, sei.

Manoela: VOCÊ GOSTOU DO SAFADO QUE EU SEEI.

Camila: Tudo bem se vocês pensam assim! Mas já vou logo avisando que eu odiei o cara!

Luiza: O filme é Ilha Do Medo?

Camila: Sim! Coloca esse filme agoraaaa, é muito bom.

Nicole: Deve ser mesmo! -ela colocou o filme e a abertura começou a tocar. Sem que eu escutasse duas delas cochicharam:

Sofia: Aposto 50 reais com você que até o final das férias ela vai tranzar com esse cara mais de uma vez!

Nicole: Apostado. Se ela diz que não gostou dele...

Sofia: Mentira da safada.

Manoela: Fiquem quietas e vamos ver o filme!

Após a ordem da Dona Manô ficamos quietas, o assunto dos meninos na praia morreu, mas Leo visitou meus sonhos de madrugada, digamos que não foram sonhos decentes, eu tive fantasias sexuais com ele e aquilo foi mais que desagradável! Leo podia ser lindo e maravilhosamente gostoso, mas algo nele me incomodava, ele era tudo de bom, mas eu não fui com a cara dele, depois que ele foi para cima de mim fiquei horrorizada com ele, minha vontade era de matar o vagabundo, ele estava bêbado, mas aquilo não importava, tentei colocar outra coisa na minha cabeça até que com o tempo adormeci novamente e não acordei antes das 13:30.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...