Surprise

Os opostos se atraem. Quantas vezes você já ouviu essa frase? Miley Jones e Logan Henderson já ouviram, muitas vezes. E sem que eles percebam, é exatamente o que acontece com os dois: eles se atraem por simplesmente não se darem bem. E depois de serem forçados a ficarem juntos, eles vão passar por diversas situações. E em meio a tanto ódio, violência, sexo, rock n' roll, confusões, brigas, desentendimentos, mortes e consequências, os dois descobrirão que talvez o que sentem não é ódio. E nem amizade. É algo muito mais forte e verdadeiro do que isso.

0Likes
0Comentários
106Views

1. Problemas.

"And you think it will be fine again but not this time around. "
(E você pensa que ficaremos bem de novo mas não é desta vez.)

-Taylor Swift.

 

- Você é maluca, Miley Jones? - Ana me perguntou, revirando os olhos enquanto bufava.

- Porque maluca? - Fiz-me de desentendida, segurando o riso ao ver que ela estava irritada.
- Logan Henderson é simplesmente o cara mais gato e desejável dessa merda de escola. E você ainda dá um fora no cara, Miley? E pior, na frente de todos?
- Isso foi para ele ver que não pode ter todas as garotas dessa escola. Tenho odeio esse menino. Ele se acha, pensa que pode ter todas na cama dele. Pobre iludido. - Ri. - Agora vamos embora. Foi ridículo você ter me chamado pra dentro do banheiro, só pra dizer uma coisa dessas.
- Ele deve estar morrendo de raiva de você.
- Eu quero que o Logan se dane, Ana! - Revirei os olhos, abrindo a porta do banheiro feminino da escola. Fomos em direção a nossa sala, que agora estava tendo aula de matemática. Mereço.
- Na onde estavam, meninas? - Aquela professorinha idiota de nariz empinado perguntou, enquanto olhava eu e a minha melhor amiga de cima em baixo.
- No banheiro. Ou será que nem lá, não podemos ir mais? - Resmunguei alto, enquanto ia em direção a minha carteira.
- Olha como você fala comigo, mocinha! - Ela reclamou, voltando à copiar aquelas contas infernais no quadro.
- O que você está fazendo aqui? - Perguntei chocada ao Logan, que estava sentado atrás de mim. Que eu me lembre, ali não era o seu lugar. - Você senta do outro lado da sala, garoto!
- Ela me mudou para cá, meu bem. - Ele respondeu irônico, enquanto apontava para a professora de matemática. - Acho que agora você vai ter que me aturar, Miley.
- Será que o fora que eu te dei no intervalo não adiantou em nada? - Perguntei nervosa e ele riu tranquilamente.
- Você já deveria saber que eu não desisto fácil. - Logan respondeu e eu bufei, ficando de frente. Na minha mente, eu dizia para mim mesma que não iria me irritar com aquele idiota.
 Vocês devem estar se perguntando, por que eu odeio tanto o Logan? É simples. Nós fomos da mesma sala na 2º e 5º série, e eu sempre gostei dele. Eu era apaixonada por esse garoto.
 Quando estávamos na 5º série, ele descobriu o meu amor por ele. E sabe o que o Henderson fez? Me humilhou, na frente de todos da escola. Acabou com a minha reputação e dignidade, me tratou como um lixo e disse que eu nunca teria alguma chance com ele. Desde esse dia, eu morro de raiva desse desgraçado. Mas, confesso. Bem lá no fundo, no fundo mesmo do meu coração, o meu amor de infância ainda existe.
 Voltando a minha cruel vida, a professora mal amada de matemática, Sra. Freire, passava cinco páginas cheias de equações que não são de Deus. Bufei.
- A senhora vai mesmo mandar cinco páginas de dever de casa? - Perguntei alto, para que ela escutasse.
- Sim, senhorita Jones. Algum problema?
- Odeio quando me chamam assim. Me chame apenas de Miley, ok? - Resmunguei. - E a senhora acha que temos o dia todo pra ficar fazendo isso? Fala sério, todo mundo odeia essa matéria! Ninguém merece isso, Sra. Freire!
- Se falar nesse tom comigo mais uma vez, eu te levo pra diretoria! - Ela disse séria. Se isso fosse verdade... Sempre respondi-a assim e nunca deu problema.
- Miley, meu amor. Se não quiser ser expulsa da escola, fecha a boquinha. -Logan disse e alguns idiotas riram. Virei-me para trás, irritada.
- Vem cá, desde quando você tem direito de se intrometer na onde não é chamado?
- Aff, que criancice, Jones. Cresce um pouco e depois a gente conversa. - Ele disse se relaxando na cadeira, enquanto abria um sorriso irônico. Cerrei os olhos, transbordando raiva. Estou cansada desse metido.
Sem pensar duas vezes, comecei à bater o mais forte que conseguia em seus braços fortes e definidos. Dei vários tapas, murros, socos, enquanto todos olhavam atentos. Logan, por sua vez, ria de mim, como se as agressões não causassem nenhum efeito.
- Chega vocês dois! - Sra. Freire segurou meus braços, me impedindo de bater mais nele. - Já pra diretoria agora, não é de hoje que os dois engraçadinhos estão dando problemas!
 Bufei, já imaginando a cara de inocente que eu inventaria para o diretor. Eu e Logan nos levantamos e pude observar Ana me olhando surpresa. Será que eu havia passado dos limites batendo nele?
- Satisfeita, Miley? - Logan bufou, quando já tínhamos saído da sala e estávamos andando no corredor.
- Cala essa boca. Você que começou quando se intrometeu na onde não era chamado.
- Eu que comecei? Não, foi você. Afinal, é você que vive implicando comigo, que fica me dando foras.
- Nada que você não mereça. - Descemos as escadas, indo para o primeiro andar.
- Se você soubesse quantas garotas gostariam de ter minha atenção...
- Ah, mais isso não é mais problema meu. Não tenho culpa se elas são pobres iludidas.
 Ele tentou responder algo, mas foi em vão. Quando vimos que a Sra. Freire estava sentada em umas das cadeiras, ao lado do Diretor Will, ficamos chocados. Como ela conseguiu chegar ali mais rápido que nós? E outra, como não vimos ela passando por perto?!
- Antes que me perguntem, vocês andam muito devagar, eu ando depressa. E passei pelo outro lado da escola, vocês não me viram. - Ela respondeu séria, enquanto eu e Logan sentávamos nas cadeiras de frente aos dois.
- Tudo bem, mas isso não é o assunto principal no momento. - O Diretor Will começou, sério como sempre foi. Nunca vi ele sorrindo. - Dois problemas em um dia só? Vocês já provocaram um enorme tumulto na hora do intervalo.
- A culpa é toda dele, Diretor! - Apontei para Logan. - Ele vive me implicando, me deixando nervosa. E eu saio do meu controle!
- Como se você fosse uma santinha, né? Não venha com essa Miley. Você gosta que eu sei.
- Gosto? Nunca! - Ri ironicamente. - Eu te odeio, garoto.
- Não, você finge que me odeia. Confessa, Miley Jones.
- Convencido do caralho!
- Ei, os dois! - Will gritou bravo e nós voltamos à olhar para ele. - Mal chegaram aqui e já começaram com isso? Estão querendo pegar detenção, suspensão? Expulsão? - Negamos com a cabeça. -Ótimo. Também não quero levar isso desse jeito. - Ele suspirou, se acalmando. - Eu já sei o que fazer com vocês.
- O que? Diretor, por favor, eu não posso ser suspensa. Por favor. - Implorei, já imaginando o que aconteceria.
- Não, não é isso. Para a sorte de vocês, eu estou de bom humor hoje. - Imagina se não estivesse. - Vou dar um trabalho aos dois.
- Trabalho? - Perguntei, franzindo a testa. Eu e Logan e até mesmo a Sra. Freire, estávamos confusos. - Quanto vai valer ? E é sobre o que? Revolução Francesa? - Perguntei, irônica.
- Não, não vai valer nenhum ponto. E não é sobre nenhuma matéria. - Ele disse e eu fiquei mais confusa do que já estava. - Vocês terão que fazer um trabalho sobre o outro. Vão ter que colocar o que o outro gosta, tipos de músicas, hábitos, manias, o que ele gosta de fazer, quais lugares gosta de frequentar... Enfim, vão ter que escrever da vida do outro e terão que me entregar.
- O que? - Logan perguntou nervoso. E eu, só tentava arranjar um jeito de me matar. Tudo menos isso, por favor, né? - Se não vai valer nada, porque vamos fazer essa merda?
- Porque ou é isso, ou é expulsão. Vocês precisam se conhecer melhor, ficar amigos. Quem sabe, os dois não tem o mesmo estilo musical ou algo em comum, hum? Essa é a solução pra vocês se resolverem e pararem com as brigas. Já me deram muita dor de cabeça.
- E... - Respirei fundo, tentando ficar mais calma. Era o fim. - Temos que nos encontrar pra fazer o trabalho ou pode ser feito aqui na escola?
- Não, aqui na escola o assunto são as matérias educativas. Se encontrem depois de aula, antes dela, nos finais de semanas... Só quero ver esse trabalho pronto em menos de um mês.
- O senhor só pode estar de brincadeira... - Sussurrei, indignada. - Ainda tenho que aturá-lo, no meu tempo livre?
- Eu tenho mais o que fazer do que ficar sabendo da vida dela! - Logan reclamou.
- Sem discussões. E anotem as perguntas que vocês farão um para o outro. - O Diretor entregou-nos uma folha e uma caneta, para que anotássemos as perguntas. Para o meu azar, era mais de 10 perguntas. Eu estou ferrada, completamente. Definitivamente, minha vida não vai ser mais a mesma.

 
Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...