Winter Love

Acreditar é o primeiro passo . O segundo é encontrar a pessoa que voce sempre sonhou em ter pra voce , e o terceiro e ultimo passo protegê-la sempre . O diferente é quando voce encontra a pessoa que te faz sorrir de coisas bobas e decide viver do lado dela até o fim dos tempos .

5Likes
0Comentários
327Views
AA

5. Almoço na família Styles

- Porque me beijou na frente de todo mundo , sabe que isso é ilegal
- Eu só quero que o Zayn saiba que voce é minha só isso
- O Zayn só perguntou meu nome , que mal tem ?
- É o nome depois , o que gosta eu sei como é
- Harry eu sei que é ciumento , mas eu gostei muito de conversar com todos seus amigos
- Eu sei eu só não posso pensar em te perder.
- Fica calmo , agora vamos pra casa que estou morrendo de fome 
- Ok amor , a mãe já deve ter preparado algo bem gostoso pra gente

Subi na garupa da moto do Harry , e voltamos pra casa . Abrimos a porta e Anne havia deixado o almoço pronto .
- Mae pra que tanta comida ? – perguntou Harry  
- Filho é um almoço de familia por que hoje é sábado .
- Pensei que seria apenas nós 
- Tá tudo bem Harry . – disse esfregando as costas dele . 

- Vamos ajudar a sua mãe a colocar a mesa .
- Mas a mesa já está no lugar amor .
- Muito engraçado Styles , ha ha ha no .
 
Cheguei na cozinha e Anne parecia atrapalhada e me ofereci pra ajudar .

- Dona Anne precisa de uma mãozinha ?
- Claro querida se puder , fazer a salada .
- Sei faço sim . 

Harry ficou na sala assistindo televisão 
- Harold venha ajudar – gritou Anne
Ele levantou-se rapidamente , e seguiu para a cozinha .

- Filho pode fazer alguns cupcakes . 
- Tá bem dona Anne . – ele respondeu rindo 
- Que voce ta rindo Harry ? – perguntei enquanto Anne ia ate a sala
- É que cupcake .. sou eu 
Rimos juntos , mesmo sem eu entender o termo teria que aprender o que eram seus sinais de retardado e engraçado .

- Dona Anne preparei ja a salada . 
- Obrigada querida , agora quero saber se o seu namorado ai ja ta acabando oque pedi pra ele . – ela disse apontando para o Harry 

Dei um risadinha e Harry me convidou para fazer com ele , os cupcakes 
- Eu posso te ajudar amor mas não sei bem 
- O que voce nao sabe , eu te ensino amor 
- Tão caridoso – comecei a rir dele 
Ajudei a preparar e coloquei a cobertura , e finalizamos quando de repente o Harry resolveu me jogar farinha , e meu rosto ficou cobrido e branco .
-É que  farinha voa com o vento sabe
- Sei Harry , deixa eu tentar  – falei assoprando a farinha na cara dele
- É voa mesmo .– ele disse com o rosto coberto .
- Foi mal amor mas voce começou . Ele riu e me entregou um pano para limpar meu rosto .
Limpamos a bagunça que fizemos e Gemma entrou em casa com Ashton , seu namorado e melhor amigo do Harry , que também não o conhecia .

Harry acenou para Ashton e Gemma chegou me abraçando 

- E ai Caah quanto tempo que não te via .
- Que atenciosa Gem . Eu também tava com saudade 
- Carol este é o Ash meu namorado .
- Prazer . – disse estendendo a mão 
- É impressão minha ou estavam preparando cupcakes .
- Sim Gem, estavamos preparando quer dizer o Harry né porque eu não sei fazer 
- Sabe sim , ela bem que aprendeu eu acho – disse Harry me abraçando 
- Mano , voce tá sabendo de uma coisa ?
- Não o que Gemma .
- O pai vem nos ver hoje .
- Perfeito , meu dia tá completo 
- Vou finalmente conhecer o senhor Des . – falei sorrindo 

 

Sentei no sofá com Anne e Gemma e elas riram quando contei que estava fazendo hidratação no cabelo do Harry , ‘eu não acredito’ elas disseram entre risos e eu ri junto, ele foi direto pra cozinha e de lá voltou comendo um pedaço de cupcake e parando na beira da porta para nos observar.
-Bom dia - Rob, o padrasto do Harry entrou na sala com um sorriso enorme abaixo de seu bigode e eu me levantei para comprimenta-lo.
-Rob, fizemos cupcake - Harry gritou quando nos separamos e ele comemorou dando pulinhos enquanto eu e Anne riamos.
Sentamos no sofá novamente e Robin foi falar com Harry no jardim, eu sempre fui muito bem vinda na familia de Harry, principalmente por ser brasileira, eles amavam quando eu contava sobre o país e uma vez que fiz picanha eles me admiravam Anne me contava sobre seu novo emprego de florista enquanto eu ouvia atentamente.
-Mãe da pra parar de roubar minha namorada, eu to com fome quando vai sair o almoço? - ele disse sentando no meu colo e nos afundando no sofá.
-Que modos em garoto - ela reprovou e Harry mandou um beijo - preciso de ajuda na cozinha.
-Eu posso ir - disse abafada pelas costas de Harry e senti Anne dando um tapa em sua coxa 
-Levanta Harold - ela disse autoritária e ele foi puxado pela mãe.
Me levantei junto e ajeitei a blusa que ficou toda amassado graças a ele.
-Amassou? - ele disse fazendo cara de culpado e eu o olhei feio.
Ele me puxou pela cintura enquanto sua mãe caminhava até a cozinha e me tascou um beijo forte, correspondi com o olho meio aberto esperando que alguém nos pegasse no flagra, dei alguns tapinhas em seu ombro e ele me soltou sorrindo safado.
-Vai cozinhar pra mim amor - ele mandou ainda com aquela cara.
Dei mais alguns selinhos em sua boca e só parei quando Anne apareceu na sala novamente, ela não dizia nada mais eu tinha vergonha, a acompanhei para cozinha e Harry se jogou no sofá teatralmente.
Lá dentro Anne me fez ajuda-la a terminar de montar uma enorme assadeira de lasanha que estava com uma cara ótima, nós arranjavamos assunto rápido e quando terminamos já riamos de algo dito por mim mesma.

-Não posso ter meus dois filhos ocupadissimos juntos - ela fez outro bico  e eu a consolei num abraço rápido.
Esperamos a lasanha ficar pronta e voltamos para a sala de jantar, eu levava os pratos e talheres equilibrando, Harry assistia televisão e Robin lia uma revista na poltrona.
-Voces querem ajuda lá? - o padrasto dele me perguntou e antes de responder Anne veio atras de mim.
-Não precisa, voces iriam estragar tudo - ela riu alto e eu a acompanhei concordando, Harry tirou os olhos da tv e fez cara de afetado.
Assim que o forno apitou avisando que a lasanha estava pronta nós corremos para lá de novo, eu peguei o suco e um refrigerante da geladeira, levei pra sala e Anne veio trazendo a lasanha, voltei para pegar sal, azeite e papel e Harry entrou na cozinha.
-Gosto de te ver assim - ele disse cruzando os braços enquanto encostava na geladeira.
-Trabalhando para o folgado do meu namorado? - eu disse indo até ele segurando tudo, ele pegou as coisas da minha mão e colocou no armário.
-Mais ou menos - ele disse sorrindo e me dando um beijo.
-Meninos venham comer! - Anne disse da sala e nós nos olhamos culpados.
-Vem coisa linda, e traz essas coisas pra mim? - eu disse manhosa e ele assentiu.
-Oque nao faço né.
Voltamos para a sala e almoçamos depois de uma prece, a comida estava ótima e me encheu no primeiro prato, Harry repetiu três vezes, conversamos sobre nossos planos de viagem e Anne ficou muito animada, eles me convidaram a passar o natal com eles e eu aceitei, Harry me olhou com os olhos brilhando, eu sei que isso significa muito pra ele,Harry ate se ofereceu a ajudar na bagunça.
O céu já escurecia lá fora, tinhamos perdido a noção do tempo, tomamos café juntos a tarde e até assistimos a um filme, Harry disse pra eles que precisavamos ir embora, o que era um mentira . Anne protestou para que dormíssemos lá mas pelo visto meu namorado tinha outros planos porque recusou dizendo que acordariamos cedo no dia seguinte.
-Domingo a carol vai ter que ir embora, mas eu vou passar aqui de novo mãe, pra ver a Gem, eu trago a minha namorada mas primeiro tenho que levar ela  - ele disse.
Nos despedimos e saimos para a noite bem fria que fazia lá fora, entramos no carro e seguimos ‘viagem’ bem rápida pela avenida, dentro de 30 minutos nós chegamos na minha casa.
-Nossa eu to morta - eu disse passando a mão pelo rosto, Harry me encarou e desligou o carro.
-Amanha eu vou falar com seu pai e pedir pra ver se voce pode ir lá pra casa? - ele disse rouco se aproximando do meu ouvido 
-Tá bem Harry , eu vou sentir saudades e agora voce tem que contar pros meninos que não vamos ter a festa do pijama porque meus pais pediram para voltar no domingo . 
- Eu podia fazer isso agora .
- É mais eu teria que voltar apenas amanhã , perai Harry 

Desci do carro , e abri a porta .
- Mae , pai  – gritei e ninguem respondi fechei a porta e tranquei com a chave .
Voltei para o carro e sentei .
- Não tem ninguém não é ? 
- É Harry , só amanha mesmo .
- Entendo coloca o sinto , que vamos voltar amor .

 

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...