Behind Blue Eyes

Talvez fosse mesmo para acontecer, talvez nossa história já tivesse sido escrita mesmo antes, talvez tudo faça parte de um enorme quebra cabeça e talvez eu não devesse passar tanto tempo olhando para os seus olhos. - Ashley

1Likes
4Comentários
169Views
AA

1. Capítulo um

                                                                  Ashley Stankovick

              Os corredores nunca pareceram tão compridos, meu armário nunca esteve tão longe, e seus olhos nunca estiveram tão presentes. Robert e Lindsay discutiam ao meu lado, mas nenhuma palavra eu podia compreender. Todas as partes do meu corpo gritavam: “vá embora”, “fuja”, “corra” e eu apenas queria obedecer.

               Virei para o armário número 18 e andei em sua direção sem pronunciar uma palavra aos meus irmãos. Ele não foi preciso de combinação alguma, estava aberto, vazio. Todas as fotos estavam sumidas, assim como os livros empoeirados, a caixinha de cinzas dos seus cigarros e a mancha de canetinha vermelha que parecia sangue. Estava tudo em ordem e era a pior coisa que eu poderia ter visto. Senti uma mão em meu ombro e virei pra Robert, ele sorria triste, engoli em seco e sorri também.

- Eu estou bem – menti sem olhar nos seus olhos me direcionando ao armário 19. Coloquei a combinação em silêncio, Rob me olhava também sem palavras.

- Bem vindos de volta, gêmeos! – Ouvimos a voz de Derick, o melhor amigo do meu irmão – Trouxe pra vocês

- Nossos horários... Obrigada – olhei pro papel desanimada. Derry segurou meu rosto e beijou minha testa, logo puxando Rob em direção aonde as calouras estavam.

                Segui até a sala de Física, minha irmã indicou para que eu fosse me sentar próxima a ela e suas amigas, acenei porém me sentei no fundo. Abaixei a cabeça em cima da mesa e tentei lutar contra o sono que me consumia.

 

“- Ash? – Chuck chamava repetidamente, estávamos deitados no gramado do campo de futebol da escola matando uma aula qualquer... Fazia sol, o que era muito difícil, e era impressionante como seus olhos ficavam ainda mais bonitos na luz

- Fala logo – Reclamei rindo

- Já pensou como tudo aqui é passageiro? – esperei que ele falasse mais algo, mas o silencio predominou por longos segundos.

- você diz o sol? Porque provavelmente amanhã virá a chuva

- Não é isso, Ashley – Ele pôs língua e se sentou – Quero dizer, não só o sol, mas tudo isso aqui. Já imaginou que você pode estar viva hoje mas amanhã amanhecer morta?

- Sabe, não é a toa que nos chamam de emos. – brinquei e ele fez cara feia – Não, eu não gosto de pensar no futuro, gosto do hoje, o amanhã vai ser o que o destino decidir...

- Você não acredita em destino – zombou

- Se existir o destino, quer dizer que eu não tomo minhas próprias decisões

- Até certo ponto eu concordo... Mas gosto de pensar que com minhas escolhas, talvez eu possa alterar o destino. – ele riu baixinho e então o silencio nos preencheu mais uma vez. “

                                                                              ***

- Ash, sério que você já dormiu no primeiro dia de aula? – Rob ria no caminho de volta pra casa

- A aula tava chata... – murmurei

- A aula nem tinha começado – Lindsay exclamou também rindo.

              Balancei a cabeça negativamente para os dois até que eles voltaram para os únicos assuntos que eles não brigavam enquanto falavam: o time de futebol, as lideres de torcida e dietas. Continuei andando ao lado deles, nossa casa não era muito longe dali, mas ainda assim o motorista fazia falta. Entramos em casa, diretamente pra cozinha, a claridade dali me incomodava, eu já gostei dessa casa, mas agora só me parece uma caixinha de lembranças bem distante e que eu deveria esquecer, assim como todo o resto da minha vida.

- Andrew? - me assustei com a figura encapuzada sentada na grande mesa de vidro.

- Ashley, Robert, Lindsay.. – Ele cumprimentou e abaixou a cabeça. Nós três olhamos pra ele sem entender muito bem. Andrew era filho do nosso padrasto, porem vimos ele poucas vezes na vida. Ele era alto, magro e seus olhos eram os mais bonitos que eu já havia visto, mais que os de Chuck.

- Já chegaram? – Victor entrou na cozinha colocando a mão no ombro do filho. – Eu tenho algo pra contar pra vocês..- Começou baixo mas logo elevou a voz – Andy vai ficar um tempo conosco, a mãe dele sofreu um acidente e está em coma.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...