Love&Fame: Hall da Fama

Uma alma perturbada, um amor perdido, sonhos arruinados por erros. Uma vingança e tudo muda, pequenos detalhes viram grandes obstáculos e o passado vira agora novamente o presente. O medo, a raiva, a confusão, juntos e sem saber o que fazer. Não era o fim, não era o começo, era a continuação, era uma busca por justiça no meio de uma catástrofe. Poderia ser uma história de vingança e triângulo amoroso qualquer, mas com a fama ao redor deles tudo muda, porque todos querem seu nome na calçada da fama e farão qualquer coisa por isso. Vivemos pela fama, não pelo amor.

1Likes
2Comentários
133Views

1. Prólogo

Devolva-me a sanidade que saiu de mim quando você me esqueceu, quando você me afastou... – Malcolm Lowry

O barulho dos meus saltos tinha a mesma sincronização do “tic toc” de um relógio, barulhos sincronizados aumentam meu nervosismo, e nervosa eu passo a pensar em coisas que não deveria, memórias.

Dizem que o problema das memórias é que elas não mudam, mas costumo pensar que o problema é outro, memórias são como uma maldição que impregnam nossa alma e o esquecimento é uma dádiva divina que a purifica da putrefação.

Acho que muitas vezes as memórias passam em nossa mente como lampejos. Sempre que voltam, me pergunto o que realmente é felicidade. Um estado momentâneo, provavelmente.

Talvez eu nunca supere sua escolha, talvez eu nunca fique bem totalmente, mas são apenas “talvez” em uma cabeça cheia de pensamentos conturbados e confusos.

Sou pega pensando se sou realmente sã, todos temos problemas e a intensidade mesmo que pequena, para nós parece uma imensidão, só que infelizmente os meus passam de certos limites. Mas continuo penando que sou apenas mais uma pessoa sã em um mundo insano, como diria Susanna Kaysen.

Também me pergunto o que é amor, talvez seja tudo o que sentimos, um misto de emoções, paz, tormenta, dor, cura, felicidade e tristeza. Admito que maioria das vezes a sensação de misto de emoções é quebrada e ficam apenas os sentimentos ruins, mas mesmo com tudo tento dizer a mim mesma que o amor ainda vale a pena.

A vida é feita de escolhas, isso é totalmente verdade, apesar de eu não pensar muito nas escolhas, prefiro correr riscos e ter surpresas com o destino. Ele teve sua escolha e não posso me abalar por isso, mas mesmo assim, meu corpo todo treme e fica fraco só de relembrar o dia em que ele escolheu me deixar pela fama. Pode ser a escolha mais estúpida da face da terra, mas foi a sua escolha e aceito isso.

Eu poderia dizer que infelizmente ainda o amo, mas eu vou reformular a frase: Felizmente ainda o amo pelo simples fato de um tremendo idiota egoísta ter roubado todo o amor que eu poderia dar para um único cara, mas agora eu consigo perceber, no fim, eu fui a única idiota.

Enquanto subia no palco, disquei o número de emergência, se Alice queria me matar para ter meu ex, isso seria a última coisa que teria no momento.

– Daniel, Alice é toda sua. – Sorri com o meu sorriso mais cínico impossível, desliguei e entreguei o telefone para Linda antes de continuar.

– Boa sorte. – Meagan fala enquanto continuo a andar.

– Não preciso de sorte. – Sussurrei para mim mesma enquanto observava a multidão me esperando.

Fãs, a base de tudo. Pena que hoje não seria o melhor show de suas vidas.

Se Alice tem seu veneno, eu tenho o meu , e acreditem, é bem pior, isso eu garanto.

– Meu nome é Grace Camper e este é o meu novo single. – Sorri.

Bem-vindos ao seu pior pesadelo.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...