BEST FRIENDS - O tempo não apaga... - Season 1

Adolescência, fase da vida em que descobrimos o corpo, fazemos os amigos que levaremos pro resto da vida, os sentimentos são uma montanha russa, descobrimos o que é certo e errado. Mas seria justo, pagar por algo que não foi você que fez? Pior ser vitima da inveja de alguém que você nem conhece, ou acha que não conhece? Marcela, Gabriela, Harry, Lucas, Bruna e Luan, seis amigos, que entre, amores, conflitos, brigas e um segredo em comum, serão forçados a provar, até aonde se pode ir em nome da amizade...

4Likes
5Comentários
685Views
AA

16. CAPITULO 16

CAPITULO DEZESSEIS

 

Foram minutos de desespero, eu ouvia as meninas chorando, mas era um pouco longe, depois tudo ficou em silêncio, senti alguém passando por mim e me tocando, soltei um grito estridente, nos momentos seguintes, foram as meninas que gritaram. Depois de mais ou menos uns vinte minutos, as lâmpadas se acenderam, a energia tinha voltado.

Corri até a sala, me lembrei de novo do Lucas e comecei a chamar por ele, logo todos estavam na sala.

- Gente, o que foi isso? Ta todo mundo bem? – Luan olhava assustado pra nós.

- Acho que sim – Disse o Harry olhando o grupo.

- Gente, cadê o Lucas? – Bruna nos olha assustada.

- Não sei Bruh, to com medo, será que aconteceu alguma coisa com ele? – Falei quase chorando.

Harry me abraça e eu começo a chorar, queria meu irmão...

- Calma Marcela, ele ta bem... – O Luan falava tentando me acalmar.

- Como vou ficar calma? Um irmão não ta aqui. – Eu chorava e o Harry me apertava forte.

- Bruna, o que é isso na sua blusa? – Gaby pergunta assustada olhando pra blusa da Bruna.

Todos olharam na mesma direção e quando ela viu o que era, deu um grito estridente...

A blusa dela tinha sangue, mas não era só a dela, a Gaby tinha sangue nas roupas também como todos os outros, inclusive eu...

- O que é isso? Porque a gente tem sangue nas roupas? – Gaby perguntava apavorada.

- Cadê o Lucas? Eu quero meu irmão, gente aconteceu alguma coisa com o Lucas. – Choro desesperada.

Escuto um barulho na conzinha, corro até lá, era o Lucas, ele parecia meio tonto, abraço ele, mas logo percebo que não tinha sangue na roupa...

- Onde você tava? – Abraço ele mais uma vez.

- Não sei... Minha cabeça ta doendo. – Ele passa a mão na cabeça.

Logo todos estavam na conzinha.

- Onde você estava Lucas? – Harry olha pra ele.

- Eu não sei... Minha cabeça ta doendo... Eu tava lá fora, levei uma pancada na cabeça e acordei na varanda aqui atrás da casa.

- Vocês ouviram o um barulho lá em cima quando a energia acabou? – Bruna perguntou com a voz trêmula.

- Eu ouvi... – Gaby falou insegura.

- Eu também e pareceu nos quartos... – Harry fala olhando em direção das escadas.

- Vamos subir pra ver o que foi? – Luan nos olha.

- Não sei se é uma boa idéia...

- Porque Gaby? – Luan pergunta.

- E se aconteceu alguma coisa? E se tem alguém escondido lá?

- Eu concordo com a Gaby – Falei.

- Mas se a gente for em grupo, temos chances,  isso se tiver alguém lá. – Harry fala meio incerto.

- Eu também não acho uma boa idéia – falei com medo.

- E vamos ficar aqui, encurralados na sala com medo? Temos que ir lá ver... – Lucas falou com firmeza.

- Então vamos – Bruna falou com medo.

Subimos pros quartos, Luan abriu a porta do quarto bem devagar e quando entramos...

Em cima das camas tinha facas sujas de sangue. Uma em cada cama, todas as meninas gritaram, eu afundei o rosto no peito do Harry, que me abraçava forte.

- Gente, isso ta ficando esquisito – Luan falou com voz trêmula.

- A gente tem que ir embora... – Bruna falou chorando.

- Eu também acho – Gaby falava abraçando o Luan.

A varanda, o Lucas disse que acordou lá depois da pancada, deve ter alguma pista. – Harry fala nos olhando.

- Não acho seguro... – Falei.

- Eu também não – Bruna fala concordando comigo.

- Mas a gente tem que saber o que ta acontecendo.

- Não pode ser... Não, não, não – Lucas coloca as mãos na cabeça e desce correndo as escadas.

Fomos atrás, ele abriu a porta e saiu correndo pela varanda, fomos logo atrás.  O Lucas estava desesperado, até que ele para de uma vez e todos nós automaticamente paramos também, no chão tinha muito sangue, fiquei toda arrepiada quando vi, começamos a chorar, mas quando nos aproximamos vimos a pior cena das nossas vidas...

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...