Dance With Me

"We are fool whether we dance or not,so we might as well dance"-Japanese Proverb Jessica Braun Williams, 24 anos, dançarina profissional de classe média. Tyler Stanley Richards,24 anos, herdeiro das empresas "Richards" podre de rico e prestes a noivar com Meredith Braun. Tudo se dá início,quando a notícia de um jantar de noivado começa a mudar a vida e modo de agir de todas as pessoas envolvidas,fazendo com que os caminhos de Tyler e Jessica se cruzem. O que acontece é nenhum dos dois sabiam que tinha uma ligação muito mais próxima,antes mesmo de se conhecerem. Também disponível no Wattpad /Also available on Wattpad : http://w.tt/1oDSAlT

2Likes
4Comentários
7774Views
AA

31. Chapter 31

Jason/Tyler’s P.O.V

— Jason, querido, posso conversar com você um instantinho? – ouvi a voz de Jane atrás de mim enquanto eu fechava meu armário.

— Claro. – ela segue em direção a um canto do vestiário e eu a acompanho.

— Bem, não sei se você sabe mas todo ano em um certa época acontece competições de dança e eu queria saber se você gostaria de participar. – ela falou calmamente — Eu sei que tá meio em cima da hora, mas você e a Jessie já tem um entrosamento natural.

Bem natural.

Aliás, eu mencionei que eu a beijei ontem?

Eu já estava conseguindo ouvir a opinião do meu mãe sobre isso, mas e daí? Eu já tenho 24 anos já sei o que fazer com a minha vida.

— Elas aconteceriam no fim de semana e não seriam muito longe daqui, já que são as regionais. – ela olhou para mim como se esperasse uma resposta.

— Jessica participa todo ano e esse ela não vai poder, já que Ryan claramente saiu...  Então, o que me diz?

— Hm... é... acho que tudo bem, huh? – eu ainda não estava certo sobre isso, eu nem tinha feito muitas aulas ainda.

— Jessie irá te ajudar, okay? Só não conte para ela agora. – ela veio me abraçar e eu retribuí.

— Jason? – Jessica aparece na porta do vestiário já preparada para fazer a aula —Te procurei por toda parte.

Eu olhei para Jane que apenas deu de ombros e pegou um par de saltos, que certamente seriam dela, e saiu andando em direção à porta.

—Tá tudo bem? – Jessie levantou uma sobrancelha de um jeito engraçado e eu apenas assenti com a cabeça.

— Então vamos temos que pegar um lugar bom para fazer aula. Não gosto de ficar esbarrando em ninguém. – ela pegou a minha mão me surpreendendo e me puxou para fora do vestiário.

Sua mão estava tão macia quanto da última vez que dançamos. Estava pressentindo que minha mão começaria a suar bicas em qualquer instantes e eu me peguei pensando porque um simples gesto provocava arrepios por todo o meu corpo.

Eu estava parecendo um garoto de 16 anos que não sabe controlar seu próprios hormônios e que se agitava a cada mulher que passava.

Mas ela não era qualquer mulher, ela era a Jessica.

—Jason? – ela estalou os dedos na minha frente e eu pisquei várias vezes. — Está tudo bem?

—Aham. Tudo ótimo. – eu falei rápido demais e ela estreitou seus olhos cinzentos, olhou para nossas mãos juntas e tirou a sua delicadamente.

— Se você diz. – ela deu de ombros — Estou há uns dois minutos perguntando se esse lugar está bom pra você.

—Está ótimo. – ela ainda me olhava com um olhar suspeito.

—Nossa, me abandona e me troca mesmo. – Daniel, eu acho que esse o nome dele, abraçou Jessica por trás e isso me deixou inquieto por alguns instantes.

Daniel deve ter percebido pois arqueou as sobrancelhas para mim e deu um risinho quando eu cortei o contato visual com os dois.

— Ele me ajudou a tirar os patins, você não. – ela virou de frente para ele e apertou suas bochechas. Aliás, você fez completamente o contrário, então você não está perdoado.

— Não jogue todos esses anos de amor fora. – ele deu um beijo em sua bochecha.

— É melhor eu voltar para a Jennifer, se não, ela acha que não é amada. – ele disse alto suficiente para que Jennifer escutasse e mostrasse o dedo do meio para ele.

Dan disse alguma coisa no ouvido da Jessie, o que fez ela ficar levemente corada e empurrar ele.

— Estão todos prontos? – Jane perguntou na frente da sala.

— Já nasci pronto. – Daniel gritou e Jennifer deu um tapa estalado no braço dele.

—Eu não conheço eles. – Jessie sorriu enquanto colocava sua mão no meu ombro e a outra se juntava a minha. — Já dançamos essa uma vez, vai ser mais fácil.

*****

Jessica’s P.O.V.

Eu e Daniel estávamos andando há mais ou menos uma hora. O início de Setembro trazia a sensação do outono junto com ele.

Eu já saí da casa do Ryan naquele mesmo dia que o deixei sozinho na mesa do café. Não queria ir para casa da mamãe, então Dan ofereceu o seu apartamento e eu aceitei. Não antes de fazer ele garantir que me avisaria com antecedência se tivéssemos...hm... companhias.

— Não vai tomar mais? – Dan apontou para o meu copo quase cheio de milk-shake e eu dei de ombros.

Meu celular vibrou no meu bolso.

“Só queria avisar que o jantar foi desmarcado para, sem ser o mês que vem o próximo. Ainda quero você lá...xxMeri”

— Quem é? – Dan disse antes de dar um longo gole no meu ex-milk-shake.

— Meredith avisando que o jantar de noivado foi adiado. Aliás, você está convocado a comparecer. – assim que terminei de falar, Daniel cuspiu o líquido rosa que estava na sua boca.

— Quem é o guerreiro que aceitou esse desafio? – ele tomou mais um gole se abanando.

—Tyler Richards.

Ele cuspiu mais uma vez.

—O quê? – ele arregalou os olhos e parou na minha frente, me impedindo de dar mais um passo.

—Se você for cuspir cada vez que eu terminar uma frase, me devolve o milk-shake.

—Como assim ela vai casar com Tyler Richards? Meredith virando uma Richards, como isso aconteceu?

— Nossa, esse cara deve ser muito gato e muito podre de rico para todo mundo fazer disso uma grande coisa. – eu dei de ombros, rolei os olhos e desviei de Dan que veio ao meio lado mais uma vez

— Eu acho que a expectativa de saber como ele é excita todos nós.

—Como assim saber como ele é? Pensei que ele aparecesse nas capas de revista semana sim, semana não.

—Em que mundo você tá vivendo, querida Jessie? O nome dele pode até aparecer e até mesmo algumas fotos desfocadas, mas como todo mundo que é rico é sequestrado uma vez na vida pelo menos, o tio George proibiu de publicarem qualquer foto de Tyler.

—Meu Deus, que povo fresco. Mas afinal quem é tio George?

—George Richards, duh. – Dan deu um peteleco na minha cabeça. —O mais importante é que sua irmã provavelmente assinou algum contrato de sigilo. Eu acho isso tão legal, esse lance de amor escondido.

—Então é por isso que nunca vi uma foto dos dois publicada. Agora faz sentido.

Seria meio impossível algum Richards começar a namorar alguém e essa pessoa não sair em pelo menos uma frente de jornal.

—Meredith que me desculpe, mas se o boy for um deus grego, eu agarro ele naquele jantar mesmo.

Eu empurrei Daniel de lado e ele passou o braço pelos meus ombros.

Tyler Richards poderia ser qualquer um. Qualquer cara que eu me esbarrasse na rua.

Um dos meus pontos fracos sempre foi a minha curiosidade e eu estava mais curiosa do que deveria. Até mesmo ansiosa, não que eu admitiria isso para Daniel ou para qualquer pessoa.

 

(N/a:  Flooores do meu jardim!!!!!! Saudades de vocês..... Sei que tenho sido uma péssima pessoa, fiquei uma semana sem atualizar, mas tudo isso foi porque a família cresceu!!

Minha irmãzinha nasceu semana passada e não dá trégua.

Muito princesinha essa menina chorona, mas enfim vou tentar atualizar mais uma vez nesse fim de semana.. sejam compreensivos kkk

Falando em crianças , Vocês acham que é verdade que o Louis vai ser pai? (se alguém é directioner por aqui)

Eu tô tipo "Comoassim? O que eu perdi?"

Mas enfim deixem suas opiniões , críticas, sugestões (tombos do Harry..) nos comentários.

Eu sei que vocês preferem me deixar no vácuo, mas vamos sair um pouco da rotina kkkk.

Amooo vocês xxxJ.K.lo)

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...