Paradise

E se tudo fosse apenas uma enganação ? e se a vida perfeita que ela imaginou que teria em outro lugar não seria tão perfeita assim? e se a felicidade dela acabasse toda em um passe de magica ? e se ela fosse iludida ao achar que poderia ser amada ?
Depois de ter tantas decepções e descobertas, ela decide ficar fora por alguns dias, voltando muito mais pior, voltando como uma fera, sem sentimentos e fria, ela mudou e as pessoas não esperavam isso dela.
Ela consegue descobrir oque ha atrás das mascaras de seus amigos, ou pelo menos ela achava que eram, e decide usar isso para virar o jogo e tornar ele do seu jeito, usando isso contra eles.
Tudo mudara em apenas duas noites, noites completamente separadas porém com a mesma lua.
Sua hora está chegando.

8Likes
8Comentários
721Views
AA

3. Dia Inesquecível

Como eu dormi quase a viagem inteira, só acordei no final com Nath me chamando, não estava com nenhum pouco de sono, era só 07h35 am, como de Los Angeles a London é 13h20 mim de avião, quando chegamos a London, e então fomos direto ao hotel descarregar as malas e Nath foi se encontrar com a amiga dela. 

Alguns esclarecimentos que eu tenho que dar: vocês se perguntam, porque você não foi direto para New York, e de New York para London, já que é mais perto, eu não quero fazer duas viagens, e como a Jessie para meus pais é uma irresponsável, eles não deixariam eu ir para a casa dela, e vocês se perguntam, e se eu ir a casa dos meus avós ?? bem meu avô morreu nesses dois anos, e minha vó ficou tão sozinha que Jessie teve que ir visitar ela pelo menos três vezes a semana, não que isso fosse uma tortura, minha vó era amável, e Jessie gostava dela, mas eu não poderia ficar com ela porque ela foi pro asilo, é, uma coisa que não aprovei desde que descobri, oque foi quatro meses atrás, e como meus pais deixaram eu ir a London? simples eu disse que iria ficar com meu primo, é o meu primo, ele é um chato, eu não gosto dele, ele não gosta de mim, então ele concordou com essa baboseira toda perto dos meus pais, digamos pelo telefone, já que no meio da conversa ligaram para ele pra ver se podia, ele concordou quando antes deles ligarem pedi para ir ao banheiro e mandei algumas mensagens dizendo "Eu sei oque você fez no verão passado, não me faça contar a eles, fique tranquilo, não vou ficar na sua casa xx" e pronto, tudo resolvido. 

Então nesse exato momento é 9h57 am, quase dez horas, eu e Jessie acabamos de organizar as coisas, quer dizer anotações e procuramos na internet condomínios, essas coisas em London, não achamos muitos por aqui, já que eu gostaria de ficar por aqui mesmo, porem minha preocupação está bem longe disso, está muito longe disso, minha preocupação é que eu acabe enjoando daqui e ir morar em Acapulco no México, ou Sydney na Austrália, ou quem sabe em Dublin na Irlanda, eu me enjoo muito rápido dos lugares, por mais que só tenha morado em dois minha vida inteira, que é Paris, com minha tia, e Los Angeles (que pessoalmente demorou um tempo com cerca de metade da minha vida para eu me enjoar). 

Vocês devem estar se perguntando como vai rolar as coisas daqui em diante, bem quando ligarem pro meu primo, que já esqueci o nome... era algo com B...B... Bryan, é Bryan, e pedirem para me entregar o telefone, e simples ele transfere a ligação do telefone para meu celular, oque é muito fácil na opinião dele, digamos que ele é um nerd na tecnologia. 

- Então, qual você escolhe ? - disse Jessie me tirando de meus pensamentos. 

Parei e analisei as duas saias que ela me trouxe, uma delas ela vermelha e a outra azul, sempre cores neon, cores neon era o nosso estilo, porem azul era a minha marca, de preferencia azul, roxo e preto, já o dela era vermelho e branco, bem não é como se a gente usasse só essas cores, mas é que são nossas cores favoritas, a gente gosta sempre de criar novos looks... 

-Megan, preciso da sua opinião. - disse ela meio enraivecida 

-A vermelha - eu disse analisando ela.

-Obrigadaaaa - disse beijando minha bochecha sem parar - eu te amo -ela sorriu e saiu correndo. 

Peguei meu celular, e vesti minha calça preta rasgada no joelho, uma all star normal, e uma camiseta meio grande com o numero "68..." na frente e "69" atrás, e como se tivesse um significado malicioso sabe, e pra não ficar malicioso colocam o 68 na frente, vai saber como a mente do povo que compra funciona, ok ok eu sou meio maluca, então acho que está tudo bem, ela é preta com detalhes brancos. e por fim uma pulseira azul, preta com caveirinhas pequenas laranja, minha capa era da bandeira da Inglaterra, acho ela muito bonita, coloquei uma toca preta e um óculos, ajeitei os cabelos com um pouco de cachos, desci as escadas indo de encontro com Jessie. 

Ela estava com uma camisa sem manga, colada, e sem decote, então podemos passar ela como normal, a saia vermelha colada em seu corpo, e por fim um salto, branco, com um óculos, e seus cabelos ruivos com muitos cachos volumosos, eu amo o estilo dela realmente. 

-ALELUIA LEVANTOU DA CAMA E FEZ ALGO !! - ela disse parada, cruzando os braços - vamos a Nath está esperando a uma hora!! - ela disse segurando minha mão e puxando um pouco rápida, me impressiono pela capacidade dela correr com salto enquanto eu olho para meus pés tentando não tropeçar nos cadarços. 

-Meu Deus que demora -Nath disse logo que encontrou a gente, seus cabelos sempre do mesmo jeito, eu não sei se é sempre, mas parece que é, jogados para trás, castanho claro, liso com cachos no final, ela estava com uma camisa normal branca, uma jaqueta xadrez bem avermelhada, e um short não muito curto, usava sapatilhas floridas azuis. 

Tinha uma garota do lado dela, acho que era a tal Lindsay, cabelos loiros bem lisos, calça vermelha, é vermelha, blusa preta, bem preta mesmo, com decote e um salto azul, ta, ela não faz muito meu estilo, por mais que Jessie usasse aquilo de vez em quando ela colocava pelo menos uma jaqueta. 

-Então vamos? - ela disse destravando as portas do carro, todas entramos no Range Rover Sport cinza ou melhor o "tchuchuco", como ela chamava o carro, sabemos disso porque ela nos levou em casa antes de se encontrar com Lindsay. 

-Então, Jessie e Megan, essa é Lindsay, ela tem 18 anos, ela completou 18 semana passada, ela é solteira, se tiverem alguém para indicar para ela é só indicar porque ela ta encalhad... 

-Não precisa dar a biografia inteira né Nath... - disse Lindsay a encarando com os olhos semicerrados. 

-Ok, parei, não me olha assim eu tenho medo, ui - disse Nath, ela aumentou um pouco o radio e pude ouvir Wonderwall do Oasis, Jessie olhou para mim com uma expressão de tipo "Não faz isso", não aguentei, comecei a cantar com todo meu folego. 

-Today is gonna be the day, That they're gonna throw it back to you - disse um pouco mais alto que o normal, Lindsay olhou para mim e arregalou os olhos e logo Nath se juntou a mim. 

-By now you should've somehow, Realized what you gotta do -Nath disse batendo no volante e dirigindo pela cidade, a um lugar que eu desconhecia, ela abriu todos os vidros. Jessie completou: 

-I don't believe that anybody, Feels the way I do, About you now - Estávamos todas nos divertindo, cantando muito alto, menos Lindsay, que só cantou uma das ultimas partes da musica: 

-I said maybe (I said maybe), You're gonna be the one that saves me, And after all, You're my wonderwall, I said maybe (I said maybe), You're gonna be the one that saves me (that saves me)... 

Eu fiquei de boca aberta, Lindsay tinha uma voz incrivelmente linda, Nath estava com um sorriso em seus lábios com um tom de diversão como se tivesse feliz. 

-Meu Deus, Meu Deus, sua voz... é incrível - eu disse um pouco alto. 

-Se ela ficar famosa algum dia eu sou a empresaria já estou avisando, chova dinheiro!! - Jessie disse com animação, Lindsay saiu um pouco rápido de mais do carro. 

-Opa, eu já peguei esse cargo querida fica na fila - Nath disse parando a frente do Jubilee Gardens. 

-Pera eu não entendi - eu disse meio confusa - porque a gente veio de carro e não de apé ? é perto !! perto muito perto meu Deus. 

-Eu to de salto colega - disse Jessie descendo - e a Lindsay também. 

-Frescura - eu disse revirando os olhos.

Logo todas nos descemos e tive a vista da incrível roda-gigante, London Eye

-Oque?? - eu disse parada observando ela rodar - a gente não vai nessa coisa ai não. 

-Vamos, vamos, vamos sim - Jessie disse dando pulinhos de alegria. 

-Ok, vocês vão, eu não vou, eu prefiro ficar aqui. - disse me sentando no banco. 

-Oque tem com ela ? - disse Nath perguntando a Jessie. 

-O fantástico e impressionante medo de altura. - ela disse para a Nath. 

-Não é medo de altura, é só medo de esse troço ai despencar na água e matar todo mundo afogado - disse com autoestima levantada 

-Mas isso não ira acontecer - Lindsay disse, percebi que ela e meio tímida, meio é pouco, muito tímida. 

-Quem te garante? - eu disse fazendo uma cara convincente. 

-Sabemos quem vai vencer isso, eu chegarei em você com o papo que estamos em London, que você deveria se divertir e blah blah blah, e no fim eu ganho, anda tira essa bunda desse banco e vamos logo - Jessie disse me puxando, bufei, ela tinha razão, eu sou muito enjoada pra essas coisas, e ela sempre vinha com um papo de aproveitar a vida enquanto se é vivo. 

Bem ela tem razão, acho que de qualquer jeito teremos que aproveitar bem a vida, muito bem mesmo, porque um dia ela acaba, e talvez não volte nunca mais, digo isso porque eu não creio que quando morremos nos transformamos em cinzas, bem eu acho que sempre a uma continuação e nunca um final. 

Me levantei e andei até elas, a gente comprou os ingressos que era 19,95 libras, já que eramos adultas, entramos na fila que levou em torno de 30 minutos, que parecia mais 10 horas, não que eu tivesse ansiosa, mas eu estou, porque nunca que eu iria se meus pais estivessem comigo, eles são muito controladores e não me deixam fazer nada, eu odeio isso. 

Quando entramos na cápsula senti um arrepio, era eu, as meninas o que dava no total 4, e mais 21 pessoas, andando de lá pra cá, para explorar cada cantinho de London, estava olhando as ruas, marcando bem cada uma delas, até que olhei para a água e tentei não pensar na possibilidade de cair, respirei fundo, até que Jessie colocou um fone em meu ouvido, Help! dos Beatles, senti minha barriga formigar, eu amo aquela musica com todo o amor do mundo, senti vontade de dançar, gritar e me jogar na água que antes eu olhava com um certo medo. Tiramos varias fotos e conversamos muito, muito mesmo. 

-Olha uma barata - disse Lindsay apontando para o chão - ESTA VOANDO - ela gritou, e logo todas as pessoas foram se acumulando em alguns lados da parede, com algumas garotinhas gritando, eu sabia que ela tava mentindo, pois ela tinha uma barata falsa na bolsa que eu a vi jogar pelo ar, eu comecei a gritar e fazer o meu papel de inocente, Jessie riu e gritou comigo, Nath ficou parada colocando sua mão na cabeça. Tudo bem Lindsay não era tão tímida assim, eu não tava nem ai se íamos ser expulsas, já estava no final, tinha 27 minutos que estávamos la dentro e é 30 para ficar lá dentro, ok eu acho que essas pessoas são burras de acharem que tem uma barata dentro de uma cápsula de uma roda-gigante. 

-É mentira -ela disse rindo e algumas pessoas começaram a rir e outras ficaram com olhares de alivio. 

-Eu não sei vocês mas eu acho que é verdade -Nath apontou pra um ponto preto na parede se mexendo, eu gritei e me juntei com as garotas, e ri um pouco - estou falando sério - disse Nath com um olhar de sinceridade, Eu não tenho medo de bichinhos como esses, já matei vários, eu ri um pouco, algumas pessoas lá começaram a surtar, imagine estar preso por 3 minutos com um bicho que voa, preto. 

-Ok, era mentira de novo, enganei todos vocês dessa vez - Nath estava rindo, e Jessie que deu um surto daqueles estava dando tapinhas na garota - olha não briguem comigo, foi uma brincadeira de mau gosto eu sei, mas foi engraçado ta? - ela disse para as pessoas que estavam todas olhando para nos quatro com caras de indignados - desculpem mas pelo menos eu tornei esse passeio de vocês inesquecível. 

-Mas eu que comecei -Lindsay disse pegando a certa coisa que eu não sabia oque era se mexendo pelo chão, o pontinho preto, ou barata, não sei ao certo, do chão - eu tive a ideia. 

-Ta bom, créditos a Lindsay, denunciem ela - apontou para Lindsay, eu ri um pouco, elas sabiam tornar algo inesquecível. 

-Vamos? - Jessie disse me puxando para fora da cápsula - então oque querem fazer ? 

Nós quatro estávamos fora da cápsula no momento. 

-Eu to com fome - reclamou Lindsay. 

-Também estou - reclamei junto. 

-Esfomeadas -Nath disse com uma cara de deboche - podemos ir no Rules Restaurant, eu gosto muito da comida de lá. 

-É longe? - Jessie disse com cara de pidona, esfomeada.

-Não, é bem ali encima na Chandos Pl, vamos ter que atravessar a rua Lancaster Pl, porque fica do outro lado do River Thames (autora: é um rio do sul da Inglaterra que banha Oxford e Londres e desagua no mar do Norte). 

-Ok - eu disse

Fomos pra lá, e realmente a comida de lá era muito boa, como se esperava de London, tudo aqui era tão juntinho, tão perto, eu realmente quero morar perto do rio River Thames, não pode ser outro lugar, nem que eu more em um hotel. 

-Oque podemos fazer agora? - eu disse. 

-A gente pode visitar o Sea Life London Aquarium - disse Lindsay aumentando o volume um pouco alto e cantarolando Want U Back da Cher Lloyd, realmente gosto muito da voz de Lindsay. 

-Claro que sim - eu disse animada, se tem uma coisa que eu amo é aquários, e aquarianos, parei - podemos ? em podemos? - disse com uma cara de pidona para a Jessie. 

-Que mania de pedir as coisas, a vida é sua, você faz oque você quiser com ela - disse Jessie. 

Ela tem razão, a vida é minha, e eu faço oque eu quiser com ela.

-Mas é que o carro não é meu né - eu disse olhando para ela e bufando logo depois. 

-Vamos no Sea Life London Aquarium então - Nath disse, logo estávamos de volta aoJubilee Gardens. 

A gente comprou o ingresso bem rápido, custava 21,00 libras por adulto, entramos, e bem o aquário era perfeito, vários lugares para ir, bem a parte mais lotada por crianças era os pinguins, que eu realmente gostei de ver eles, eu também gostei muito das aguá-vivas. No final gastamos mais de duas horas só admirando e olhando as crianças se divertirem, inclusive com comentários bobos das garotas como "Nossa esse peixe aqui é feio pra caramba" ou "Eu vou casar com esse" 

Quando terminamos, decidimos ir até o museu de cera Madame Tussauds, que na minha opinião, é ótimo, o endereço é Marylebone Road, London NW1 5LR só que ficou meio difícil ir por causa da quantidade de pessoas, e tinha que fazer fila para tirar foto com os astros de cera, é 22,50 libras a entrada, cada, os adultos pelo menos, no final eu e a garotas tiramos uma com alguns artistas, custava 15 libras cada foto, a gente tirou uma em volta do Michael Jackson fazendo varias poses que marcaram a carreira do belo artista, uma fazendo pose de divas perto da Madonna, fizemos pose de loucas do rap perto de Lil Wayne e Snoop Dogg, sentamos na mesa de Barack Obama para tirarmos a foto com a estatua e seu cenário, eu fui a unica a tirar foto com o Shrek, já que as outras estavam ocupadas com o Justin Bieber, que na minha opinião está muito mal feito, fomos até Robert e Taylor e tiramos as fotos fingindo que somos fãs malucas tentando arrancar suas roupas, tiramos também uma com todas de óculos escuros na aula do Einstein, fingindo que somos rebeldes, e a ultima foi com o Pelé, fingindo que somos jogadoras profissionais. 

Enfim, já era 5h38 pm, e nos divertimos muito, estávamos indo para a ponte Tower Bridge, ou melhor para perto dela, já que queríamos tirar as fotos com ela, tiramos fazendo poses mais estranhas do que lá no museu, acabamos indo ao Starbucks no final, perto do hotel, estávamos todas tomando o café, e rindo, quando recebi uma ligação com o telefone de casa.

-Alô ? - eu disse, as meninas fizeram silencio. 

-Alô, querida, porque não me ligou logo que chegou? fiquei tão preocupada!! você ficou maluca? sumiu assim do de repente... Bryan me disse que você estava fazendo compras, espero que não tenha gastando o dinheiro tão rápido !! você não pode gastar tudo de uma vez!! você vai ficar ai por uma semana sem emprego, filha... hey filha.... ?????

Eu estava ocupada de mais observando Nath, Lindsay e Jessie que estavam fazendo uma competição de caretas muito engraçada. 

-Eu sabia que não devia ter te mandado a London, que era um erro quero que você... -ela disse, minha raiva subiu, porque eles tem que ser tão controladores. 

-Você quer uma coisa, eu quero outra - eu disse um pouco rápido de mais, as meninas logo pararam para me observar. 

-Não fale assim comigo, trate já de fazer suas malas, você vai voltar para Los Angeles ! - ela disse com um tom furioso, eu odiava quando ela usava esse tom. 

-Eu não vou fazer as minhas malas, eu não vou voltar as Los Angeles, eu cansei de ser a filhinha de vocês, que não pode fazer nada e obedecer todas as suas "ordens" se é que são, porque dois anos atrás completei 18 anos, sabe que idade é essa? a idade que você está livre de tudo, eu já sou adulta agora, por favor, entenda, e outra, eu não estou com Bryan, estou com a Jessie, me desculpe por ter mentido, até logo, passar bem - desliguei na cara dela, eu realmente fui dura, mas eu não podia aguentar muito mais do que além dos 18, eu não sei porque aguentei isso desde lá, até cá, eu poderia ter me mudado para New York desde os 18.

-Você está bem? - disse Lindsay com um tom de preocupada. 

-Eu estou sim - sorri, eu realmente estava bem, estava livre, finalmente. 

-Passar bem - disse Jessie mijando de rir - passar bem? da onde você tiro isso? 

-Sei lá, peguei a primeira coisa que veio em minha mente - comecei a rir junto. 

-Ai meu Deus você é maluca, sua mãe vai te matar - Jessie disse rindo. 

-Ela não vai, acredite, dessa vez eu fui direta, no ponto certo, e se ela obrigar Bryan vir me buscar, até la eu tenho um plano de fuga. 

-Plano de fuga? -disse Nath 

-Acabei de chegar em London, tenho que aproveitar não acha? então acho que ela mandaria alguém no outro final de semana, sabe, previsível. - eu disse, dando mais alguns goles no meu café. 

Estávamos indo para o hotel, de apé, já que Nath decidiu ir embora com Lindsay, ou sendo só sobrou eu e Jessie, estávamos andando para lá quando ela me perguntou: 

-Tem certeza que esta bem? 

-Claro que sim - sorri, olhei para a frente dando de cara com uma torre, com um relógio toda iluminada, Big Ben - eu estava pensando... 

-Vamos ir ao Big Ben? -Ela disse meio rápido. 

-Claro - eu disse, fomos correndo, tudo fica mais divertido quando se está correndo- Tire uma foto - eu disse e logo depois coloquei a língua para fora e pisquei, ela tirou e logo depois dei o meu melhor sorriso, puxei um desconhecido o abraçando de lado, ele sorriu e nós tiramos a foto, logo depois chegou uma mulher que na minha opinião era a esposa. 

-Meu Deus só foi uma foto - eu tentava explicar para a mulher enraivecida que estava puchando o marido para longe, virei para Jessie que tirava fotos da briga, e coloquei uma mão pra cada lado fazendo um olhar de duvida, ela tirou a foto, a puxei e nós estávamos fazendo varias caretas e sorrisos diferentes, e foi minha vez de tirar foto dela, o vento soprou seus cabelos ruivos e ela deu um sorriso lindo, tiramos varias fotos, até na ponte Westminster Bridge, e tiramos foto com o rio de novo, por fim fomos ao hotel, onde tiramos a maquiagem borrada, tomamos banho separadamente, e vestimos nosso confortável pijama, o meu era de um panda e o dela de um gatinho, nós deitamos e vimos um filme de terror "A Filha do Mal" e acabamos adormecendo no final do filme, esse realmente foi um dia inesquecível. 

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...