Imagines

Esses imagines não são feitos por mim,então,todos os créditos devem ser dados á autora do blog http://imaginewithone.blogspot.com.br e de meu blog

3Likes
2Comentários
421Views
AA

1. Garota da África-With Louis Tomlinson

               Bem, estou na África fazendo um projeto de caridades, posso dizer que estar sendo os melhores meses da minha vida e de um jeito nunca me senti tão completa. Sou completamente apaixonada por cada sorrisinho dessas lindas crianças e por mais difícil que seja a vida de cada uma delas sempre estão ali sorrindo felizes, como posso ficar triste ao ver esse anjinhos todos os dias?             Porém, não é fácil quando uma delas morrem, como Maria que no final de semana passado não resistiu a sua doença e morreu no braços de sua mãe, ver aquilo foi como se milhões de facas invadissem meu coração. Aqui temos que seguir em frente e esquecer o que ficou para trás, aliás, quando vemos os problemas que todos aqui passam nossa vida nunca mais será ruim ao nossos olhos. Essa semana a boyband One Direction vem passar três dias com as crianças e elas estão ficando loucas, eu como uma boa estudante de medicina não tenho tempo para bandas, então,elas me ensinaram tudo! Do nome deles ao nome dos cachorros e devo dizer que me surpreendeu o fato deles serem ricos com uma agenda cheia e tirarem um pouco do seu tempo para ficarem com crianças doentes.                O grande dia chegou e acho que todos os rostinhos se iluminaram quando os cinco garotos desceram da van branca, Afaa que estava segurando minha mão faltou me derrubar com um abraço e eu somente ria, eles vieram ao encontro de todos e devo dizer que todos são lindos e bem simpáticos, a garotinha ao meu lado me puxou pela mão e falou baixo em meu ouvido. - Tia (S/N) você pode dizer para eles que eu amo o Niall por que eu não falo inglês - sorri para ela e assenti. - Mas me diz uma coisa - ela concordou - Quem dali é esse Niall? - O loiro com boné, tia eu já te falei o nome deles umas cinco vezes! - ela falou indignada, mas gente que diabo de nome era Niall? - Me desculpe florzinha é que sou esquecida - dei um pequeno beslicão em seu nariz e a mesma gargalhou.                       Eles começaram a falar primeiro com as crianças do grupo A que era coordenado por Jake e depois foram direto para o B, eu como era do D ainda teria que esperar um pouquinho e via minhas quinze crianças já ficando malucas pela pouca distância que os meninos se encontravam eu sorria quando alguma gritava pelo nome de algum e eles olhavam e acenavam o grupo C era composto só por meninos, então, passou rápido por que eles nem estavam tão animados como as minhas meninas. - Olá! - o da tiara falou, qual o homem que usa tiara? Mas okay gente famosa pensa é outra coisa. - Digam oi meninas - eu incentivei elas a falarem pois todas estavam com vergonha - Olha, hm, Niall? - o loirinho me olhou e sorriu - Essa é a Afaafa e ela mandou dizer que te amo e só não fala isso por que não aprendeu o inglês ainda. - Oh, que linda! - ele se aproximou e a abraçou apertado - diga para ela que também a amo muito!                       Falei para Afaafa o que ele mandou e o sorriso da pequena garota fez meu dia valer a pena, todos falavam com as garotas animadas, mas eu percebi que uma delas estava para baixo, então cheguei perto e ela me disse que um Louis não quis abraçar por causa de sua doença e que as pessoas deviam sentir nojo dela e juro que só não chorei ali mesmo por vergonha das câmeras que nos filmavam. - Claro que não minha linda ele ama você assim como eu! Me mostra quem é ele…- ela apontou para o garoto que até ali eu não tinha prestado tanta atenção e quando seus olhos azuis encontraram os meus foi como se não pudessem mais se separar ele sorriu de um jeito engraçado e eu tímida caminhei em sua direção. -Oi, aquela garotinha ali - apontei para menina que nos olhava ansiosa - queria muito falar com você e ela é meio para baixo se pudesse sei lá fazê-la saber que é especial para todos nós… - É claro, mas antes como é seu nome? - ele falou de um jeito tão lindo TÃO lindo que me deu vontade de adota-lo. - (S/N) meu nome é (S/N) e o seu é…- ele pareceu surpreso por eu não saber seu nome- Harry, você é o Harry não é? - ele soltou uma gargalhada alto, não, seu nome não era Harry - Louis! Me desculpe! Seu nome é Louis não é? - Sim, meu nome é Louis - ele falou ainda rindo - Prazer (S/N), agora vamos ali falar com a mocinha?                Eu assenti e fui na frente ela abriu um sorriso enorme ele se agachou para conversar com ela, ele ria quando ela tentava falar inglês e ela ria quando ele tentava falar português, eles combinavam, mas não mais que eu e ele. ”Oi? eu disse mesmo isso?” Tive que rir com meus pensamentos e os dois me olharam confusos. - Eu lembrei de uma piada - falei português para menina e depois para ele os dois assentiram e voltaram ao divertido papo.                       Depois eles tiveram que ir para o grupo E, todos ficamos triste, mas eles deixaram claro a preferência por minha garotas, antes de saírem Louis veio até mim e me abraçou apertado e depois um beijo demorado na bochecha o que me fez corar, quando ele chegou perto dos meninos todos o empurraram e ficaram fazendo gracinha.                       O dia passou rápido, eles ensinaram dancinhas para as crianças e eu quase que morro de rir com as tentativas falhas de Zayn ensinar alguns passou, é pelo menos sei todos os nome agora. Já de noite oferecemos um bom jantar para ele e fomos dormir pois o outro dia seria cheio! Logo a noite se passou e eu fui acordada por gritos  que denunciaram a animação das crianças.                         Os meninos logo chegaram e começaram a gravar um clipe, eu e Louis passamos quase toda  aparte do tempo junta e seria loucura eu dizer que me apaixonei por ele? Nos conhecemos ontem como isso era possível? O seu jeito se ser engraçado o tempo todo o modo como todas as crianças ficaram loucas por ele, isso me encantou de um jeito absurdo.                          Louis me levou para todos os lugares que ele ia e já era quase a noite quando ele entrelaçou nossas mãe e me levou para um lugar mais afastado de todos os meninos e algumas crianças que restavam ali. - (S/N) eu…-  Louis me olhou bem nos olhos mesmo - Eu nem sei como te dizer isso, bem pode parecer impossível, mas acho que me apaixonei, acho que me apaixonei por seu sorriso, seus olhos, seu caráter forte e seu jeito divertido d elevar a vida, veja só eu só te conheço a um dia e você me conquistou de uma forma que nunca tinha me sentido, hoje foi o melhor dia de toda a minha vida! Eu não queria sair daqui sem te falar isso, mas eu acho que te amo. - Ele me olhou e eu não soube o que falar, aquilo era demais pra minha cabeça, eu andava suja e sem graça o que ele viu em mim? - Me desculpa, não era para ter falado isso não? Nossa… - o interrompi com um beijo, no começo só selinhos, porém, depois achei que ele tiraria minha roupa ali mesmo. Aquela noite nós passamos juntos no meu alojamento, nada mais que beijos, ele me falava da vida de famoso e quando me mostrou sua foto com Emma eu quase morri! É sou fã de Harry Potter! Ele ria da minha cara enquanto passava as fotos e eu ficava babando, me jurou que eu riria conhecer todos eles, mas assim que falou isso seu sorriso morreu pois ele sabia que amanhã iria começar sua vida de estrela teen de novo, mas eu não me importei e continuei a conversa. O dia amanheceu e vi todos reunidos para a despedida dos meninos, Louis veio a mim e me abraçou forte e disse a única coisa que podia melhorar meu dia um lindo ”eu te amo” o que foi bastante para cair lágrima dos meus olhos, ele pegou meu número do celular e eu o dele, bateu uma foto de nós dois e se despediu com um selinho demorado fazendo todos ali sorrirem e soltarem gritinhos histéricos, principalmente o Harry, gay. Depois que eles foram embora eu e Lou mantemos contatos, eu falava tudo que estava acontecendo mandava vídeos assim como ele mandava fotos com famosos, quando me mandou sua foto com Ed Sheeran eu surtei e ele somente, skype era como nos víamos e como eu só tinha dois dias de internet um era para ele e outra par minha família. Os últimos três meses se passaram rápido e logo eu estaria voltando para minha Londres, eu e Louis continuávamos no clima amorzinho e Niall sempre nos interrompia falando besteiras. Menos de uma semana de ir embora já estava com as malas prontas, no dia acho que nunca chorei tanto, todos se despediram chorando e as garotas do meu grupo me abraçavam de um jeito que me fazia querer passas mais uma ali, porém, o trabalho estava me esperando. No avião eu escutei muita música e dormir. Ao chegar no aeroporto o frio de Londres faltou me congelar por inteira, mas a saudade era tão grande que só pude sorrir, peguei minhas malas e quando sai pelo o porão encontrei aqueles olhos azuis me fitando e logo veio ao meu encontro me abraçando não espera três segundos para me ar um beijos daqueles. Eu e Louis começamos a namorar e era super normal namorar com alguém famoso, mentira, mas era legal, chegou a passar seis meses que nós namorávamos quando Lou me pediu em casamento e foi a coisa mais linda da nossa vida, mas não tão lindo quanto quando ele olhou nos meu olhos e disse que queria uma família. A gente tentou mais que tudo ter um filho e depois de três meses eu decidir ir a médica pois aquilo não era normal, porém, quando ela me olhou nos olhos e disse tudo o que eu não queria escutar eu só queria morrer. - Você nunca poderá ficar grávida (S/N) - e o meu maior sonho foi por água abaixo. Nesse dia cheguei em casa decepcionada e quando encontrei os olhos felizes de Louis as lágrimas vieram com tudo ele ficou desesperado e eu lhe contei o motivo para tudo aquilo, ele ficou claramente abatido e por um momento eu pensei que ele me abandonaria, por um momento pensei que estivesse tudo acabado, mas aquele momento passou e ele me olhou sorrindo dizendo que tinha várias maneiras de conseguirmos um filho, não do nosso sangue, mas ainda sim filho. Louis era o meu anjo. Dois meses depois daquela notícia eu andava meio arrasada pelos cantos e Louis sempre tentava me animar e eu fingia que estava todo bem, mas durante a noite ele acordava com os meus gritos por causa de pesadelos ou por me escutar chorando. Estava só em casa quando escuto vozes vindo da porta de entrada, enxuguei minhas grossas lágrimas e percebi que era Louis, aquela voz é irreconhecível sorri pronta para abrir a porta, mas Louis foi mais rápido e escondia algo atrás de si. - Espera! - Louis gritou e eu tampei os ouvido - Fecha os olhos, meu amor. - sorri e fiz o que ele me mandou fazer e logo escutei uma risada infantil, mas aquela risada era conhecida… - Jude! - gritei quando abri meus olhos, lembra daquela menininha na África que pensou que Louis não gostara dela? Estava na minha frente! Mas o que ela estava fazendo ali? Louis cutucou no braço e ela veio me abraçar, tive que me agachar para ficar do seu tamanho - O que estar fazendo aqui Jude? Como você… - Oi mãe. - falou simplesmente e eu não entendi primeiro, mas Louis se agachou e nos abraçou sorrindo para mim e ali eu entendi que ali era minha família, finalmente uma família só minha… - Amo vocês família - ele falou me dando um selinho demorado e Jude soltou um ”eca” que me fez morrer de rir e Louis a puxou levando-a para o andar de cima de nossa casa. Eu finalmente tinha uma família. Agora nem sei se a palavra certa é felicidade para o que estou sentindo. - Eu te amo - Louis apareceu atrás de mim e me puxou para um beijo de verdade - E sempre vou amar minha garota da África.
Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...