Last First Kiss

Okay, o que falar da Carol? Provavelmente a pessoa mais complicada e confusa que exista no universo. Sua vida é uma bagunça, não tem nada que ela olhe e diga "isso está certo". Por que obviamente, se não consegue nem botar os pensamentos em ordem, imagina sua vida. Zayn, Liam, Louis , Niall e Harry , são esses seres que dai sentido a vida da garota. Ela faz de tudo por eles, assim como eles a amam como a irmã mais nova...

39Likes
83Comentários
14919Views
AA

13. um coração que amava por dois

-Carol...Carol- lari me sacudia levemente, tentando me tirar do choque

-oi... Eu to..bem-falei me sentando na cama ao lado dela - onde estão os meninos? -Perguntei e reparei que eu tremia muito.

-bom, niall te trouxe pra cá, e eu vim junto pra cuidar de você, mas ele estava muito bravo e saiu daqui. Depois disso não sei mais o que aconteceu.

Acenti e me encolhi nos cobertores, enquanto lari aquecia mais ainda a lareira.

-Carol...zayn já tinha te batido antes?- ela perguntou fechando a cortina e trancando a porta, me fazendo sentir mais segura.

-já, só que foi a bastante tempo atrás e eu já tinha perdoado ele.-falei me sentindo idiota por te-lo perdoado.

-olha, eu sei que eu não te conheço a muito tempo, mas eu sei que você não é burra. Carol, o zayn só vai te fazer sofrer, ele ia te bater na frente de todo mundo, sem nem pensar em consequências. Imagine o que ele faria se vocês estivessem sozinhos.-ela falou e suspirou pesadamente- eu tenho medo que ele te machuque demais. Liam gosta muito de você, ele ficaria louco se zayn te machucasse assim como Os outros.

-eu sei. É que zayn é totalmente anormal, quando estamos sozinhos ele é outra pessoa, é quase tão querido quanto liam. Mas ele muda quando tem gente por perto, eu tenho medo dele.

- isso é estranho. Mas pensa no que eu te falei ta bem?

-claro- respondi

-vou chamar alguém, você se importa de ficar sozinha um pouco?

-não - falei e sorri, mas na realidade eu me importava sim, eu estava com medo de tudo.

Ela saiu do cômodo me deixando sozinha com o silêncio e o barulho da lenha crepitando na lareira. Fechei os olhos e desejei ser alguém outro, alguém que não tivesse que ter medo de sombras, alguém que se apaixonasse por alguém como liam. Eu queria ser alguém normal, eu trocaria todos os meus dias por um dia "sem-graça " igual ao de todo mundo. Eu estava perdida nos meus pensamentos quando escutei um som ensurdecedor de gritos, e as sombras começaram a sair das paredes, portas e da lareira.

Tentei fugir me agachando no canto mais distante das sombras, o barulho crescia cada vez mais. Me encolhi o máximo e coloquei as mãos nas orelhas e gritei o mais alto que consegui.

Liam's pov

Eu nunca tinha ficado com tanta raiva do zayn quAnto agora. Eu estava muito nervoso, eu queria ir pra cima dele é esfregar a cara dele no chão. Estávamos discutindo quando ouvi gritos, de desespero, Carol estava sozinha no chalé. Corri o mais rápido que pude e abri a porta, vi Carol encolhida na parede gritando e tapando os ouvidos.

-carol-falei tirando suas mãos das orelhas- ta tudo bem

- não, liam as sombras-ela disse e me abraçou.

-elas já foram Carol, ta tudo bem- falei e a peguei no colo, colocando-a em sua cama.

Não era a primeira vez que Carol tinha esses ataques de pânico e falava sobre as sombras, isso sempre acontecia quando ela estava sozinha, nunca quando tinha alguém com ela.

-Carol?- niall entrou no chalé desesperado.-aí meu deus, achei que... Esquece.

Ele disse e a abraçou, ela sussurrou algo no ouvido dele que fechou a cara e assentiu.

-vou voltar pra lá, niall cuida de você. Não é?- falei firme

-exato.

Eu já havia pensado na possibilidade de Carol ser esquizofrênica, ou algo assim. Mas ela era normal, mas os "ataques" não eram freqüentes, aconteciam de vez em quando e sempre que ela estava sozinha. Carol era impossível de desvendar.

Carol's pov

Depois que liam saiu do quarto, niall me abraçou e se deitou comigo. Sugeriu que fossemos ao hospital, pra ver se eu, agora, nós tínhamos alguma deficiência ou algo assim. Eu não achei uma boa ideia, mas talvez fosse melhor saber de uma vez o que eram essas coisas.

-niall-falei e ele me abraçou mais forte- acho que eu estraguei sua vida.

-o que?- ele perguntou olhando nos meus olhos- claro que não pequena. Você é a melhor coisa que já aconteceu na minha vida garota, nao posso ter medo das coisas se eu quero te proteger.

Eu sorri, e não pude conter dar um beijo nele.

-eu tenho medo de tantas coisas niall, principalmente das sombras. Porque eu não sei o que elas são . Já o zayn ele é estranho.

-mas você gosta dele.

-gosto, claro. Mais ele é temperamental demais, mais do que eu.

-então fica comigo.-ele pediu e se sentou na cama.- fica aqui.

Eu sorri e nos beijamos. Meu coração estava separado e minha cabeça uma bagunça. "Você tem um coração grande demais Carol" meu pai costumava dizer. Ele estava certo. Um coração que amava por dois.

-Carol, acorda- niall dizia me chacoalhando- a gente vai voltar hoje.

-ótimo. Esse lugar não ta sendo a melhor coisa pra mim.

-nem pra mim-ele falou se levantando e trocando a camisa.- vai tomar um banho, eu te espero.

Eu obedeci e fui tomar meu banho, zayn não saia da minha cabeça por nada. Eu sabia que zayn não era a pessoa mais sã da terra, mas eu não deixava de querê-lo do meu lado.

-Carol, vamos, faz quase uma hora que você está aí- niall falou batendo na porta fazendo ela abrir.

O box era totalmente transparente, o que fez niall arregalar os olhos e corar violentamente.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...