Last First Kiss

Okay, o que falar da Carol? Provavelmente a pessoa mais complicada e confusa que exista no universo. Sua vida é uma bagunça, não tem nada que ela olhe e diga "isso está certo". Por que obviamente, se não consegue nem botar os pensamentos em ordem, imagina sua vida. Zayn, Liam, Louis , Niall e Harry , são esses seres que dai sentido a vida da garota. Ela faz de tudo por eles, assim como eles a amam como a irmã mais nova...

39Likes
83Comentários
14890Views
AA

26. god only knows

-eu não posso!

Ele resistiu muito mas acabamos indo para o apartamento dele.

Liam estava impaciente, eu estava do mesmo jeito. Entramos no apartamento e Niall capotou no sofá, fui com liam até seu quarto.

-Liam, tudo que eu mais queria era ir até o hospital, pegar na mão dela e ficar lá até ela ficar boa-ele secou uma lágrima que descia pela seu rosto.

-a culpa foi minha- segurei seu rosto com as duas mãos e fiz ele olhar nos meus olhos.

-a culpa foi do adam, entendeu? Você nunca iria fazer isso com ela, ela só esta chateada, porque pense, é a mesma coisa que alguém chegar e me dizer que você tentou beijar alguém a força. Eu não ia acreditar. Agora vamos manter a calma, nem eu nem você gostamos do Adam, mas a lari gosta. Temos ser pacientes, olha eu te amo muito Liam, e amo muito a lari. Se eu perdesse ela ou você, eu juro que eu não ia conseguir mais viver.

-eu te amo Carol, obrigado-ele me abraçou e comecei a chorar.

Liam deitou no travesseiro e ficou me encarando, até cair no sono. Sai da cama e fui pra sala, onde me aninhei com o Niall e dormi. Acordei com um barulho de choro e fui ver Liam no quarto, ele estava sentado na ponta da cama chorando, abracei ele pelo lado e ele me abraçou.

-até parece que você não conhece aquela garota, ela agüentaria dias no deserto sem água.

-deita aqui comigo, só pra eu ficar mais calmo- ele deitou, fiquei um pouco afastada, mas ele me puxou pra perto.

Liam era só um garotinho no corpo de um homem, eu admirava ele por isso. Eu era completamente o contrário.

Eu não conseguia dormir, eu sentia como se , se eu dormisse, a lari não ia ficar bem. Eu tinha que" ficar" com ela.

-carol? Você ta conseguindo dormir?

-não, não consigo.

Ele me abraçou e fez carinho no meu rosto.

-Liam. Se veste, nós vamos pro hospital- falei determinada, me levantando da cama.

-o que?- perguntou se sentando de qualquer jeito.

-vai, vamos pro hospital, não consigo ficar tranqüila.

Ele prontamente se vestiu, meu pijama tenha uma blusa de caveira mexicana, então apenas coloquei uma calça jeans. Escrevi um bilhete pro Niall, não queria acorda-lo.

Liam dirigia calmamente pelas ruas vazias, porque eram 4 e meia da manhã.

Narrador pov

Adam estava no quarto de lari, esperou até as duas da manhã para poder ve-la, o motivo? Queria ser o primeiro a ser visto quando ela acordasse. E foi o que aconteceu. Quando garota acordou ela estava com muita dor, abriu os olhos lentamente e sentiu adam segurando a sua mão. Com a voz falha perguntou o que aconteceu, adam lhe respondeu que ela havia sofrido um acidente.

. -cade o liam?-perguntou ela

-ele foi levar Carol que estava com a bota até em casa, falou que ia voltar depois disso mas cavou ficando por lá-ele mentiu - sabe, eu fiquei chateado, ele é seu namorado, e as vezes parece que se importa mais com Carol

-está mentindo- ela respondeu mais que de pressa- eu amo tanto a Carol quanto o liam. Os dois não fariam isso

Cruelmente adam a fitou

-e cade esses dois agora que você precisa deles?

Aquilo foi cruel, a menina que mal tinha se recuperado etava cada vez mais "entre o muro" sem saber no que pensar. Ela confiava muito em liam, e sempre iria ficar do lado de liam, mas todas as evidências mostravam o contrário. Liam era seu namorado, mas não estava lá

-olha adam, eu não sei se a gente deve continuar a nós falar. Está acontecendo tanta coisa nos últimos tempos. Devíamos nós afastar um pouco

Ele ficou com raiva, não iria perder aquela briga.

-lari! Está deixando se levar pelos argumentos deles? Liam é um ótimo namorado e te ama muito, é ciúmes bobo que ele tem de mim é de você.

-eu estou falando sério. Não quero mais te ver adam.

Ele não sabia o que fazer, ela era um campo minado, precisava de muito cuidado pra lidar com ela, qualquer erro, qualquer passo falso poderia destruir tudo. E ele parecia estar perto da destruição. Apelou então para outro truque

-lari. Me desculpe, eu não sei por que estou te pedindo desculpas, mas tudo que eu faço é pra te proteger. -ele começou a chorar, chegou o rosto mais perto com o da garota- eu, eu não sei como falar isso, mas eu só confio em você! Desde pequeno eu te conheço! Talvez eu só faça essas burradas por que.... Eu... Eu te amo!

Ela o encarava perplexa, ele chegou mais perto ainda quando os lábios estavam quase se tocando ela falou

-e eu amo liam, desculpe, nunca iria o trair.

Eles ainda estavam muito próximos quando mais duas pessoas chegaram, liam vou a cena e gritou

-eu não acredito!

Sem mais delongas partiu pra cima do outro cara. Carol estava perplexa tentando separar os dois!

Quanto mais alto eles falavam e gritavam mais forte era a dor que lari sentia. Ela chorou em silêncio quando viu que liam nem se quer olhou para ela. Como se o ciúmes dele fosse mais forte do que a vontade de vê-la bem. Ela fechou os olhos lentamente e sentiu seu coração desacelerar, o monitor cardíaco fez com que as enfermeiras viessem até o local e a levassem rapidamente para um tratamento.

Liam ficou mais arrasado, adam foi pra casa, achou que lari tinha morrido, apesar de que ela ainda estava agüentando. Carol chorava junto com liam.

-ela vai morrer e a culpa é toda minha

Carol queria consola-lo mas não conseguiucTrês dias se passaram, Carol teve que ir ao trabalho apesar de pensar seriamente se continuaria naquela cafeteira. Liam não saiu de casa, ou do hospital, ela ainda não tinha se recuperado e estava em observação.

Foi no quarto dia que o médico veio até eles

-liam, tenho que dizer, ela é mesmo forte, não vai morrer tão cedo.

Ele quis comemorar com um beijo nela, mas ela ainda estava desacordada

"Quando ela vai voltar ao normal doutor" ele perguntou

Uma semana e tudo vai ficar bem, o doutor lhe garantiu

Uma semana depois ela voltou para casa

Liam não contou a ninguém, queria ter um tempo só deles.

-eu precisava pedir desculpas. Ele disse ajeitando o travesseiro para ela poder deitar.

-pelo pravo engessado, pealos oito pontos na cabeça, ou por quase duas semanas no hospital?-ela brincou, mas ele pareceu levar aquilo a sério

-por tudo, eu sou o pior namorado do mundo

-por tudo, eu sou o pior namorado do mundo

-eu sei, mas fazer o que né.

Ele riu

-achei que você ia me deixar

-antes de você eu não morro, baby.

Os dois riram

-liam... Sobre adam, eu preciso te pedir desculpas, vi como ele era um falso, há três dias quando eu estava dormindo e ele veio falar com você... Bem eu não estava dormindo, ele começou a dizer todas aquelas coisas horríveis.... Sabe, ele não era o adam que eu achava que conhecia

-já passou...

Eles trocaram sorrisos

-pode me dizer uma coisa?

Ele assentiu

- você também ta com abstinência sexual, por que, puta que pariu. Já são duas semanas e...

-eu te amo sabia?

Ele deitou do seu lados a puxou pra perto. Pegou uma caneta esferográfica preta e com cuidado foi até o gesso

-o que você vai fazer?-perguntou ela, é claro que ela tinha deduzido, mas queria saber o que ele ia escrever ou desenhar ali

Logo depois ela viu

"You're rarer than a can of dandelion and burdock

And those other girls are just postmix lemonade"

Ela riu muito

-essa é a declaração de amor mais inusitada que é já vi

E eles se beijaram como se fosse a primeira vez, é meio clichê dizer isso, mas naquele momento sentiam que nada mais podia os separar, falar que eles não se amavam era dizer que os anjos ficavam no inferno.

Niall's pov

As fãs amavam a lari, e estavam gostando muito da carol, recebemos milhares de cartões e ursos de pelúcia desejando melhoras pela perna da Carol e pra recuperação da lari. Porém a maneira com que eram recebidos era diferente:

-lari= " pra que essas merdas coloridas cheias de pelo"

-carol= "AÍ MEU DEUS ESSA É A COISA MAIS FOFA DO MUNDO INTEIRO"

Enfim,Carol ficou com todas as pelucias dela e da lari. Estávamos no estúdio, eu a Carol e o Harry. Louis e liam já tinham gravado suas partes no cd. Harry saiu mais cedo, tinha um encontro, então eu e Carol ficamos brincando no estúdio. Nosso instrutor já tinha ido embora. Carol começou a cantar uma música nossa.

"Ele conhece você em todos os sentidos

Ele memorizou cada parte do seu rosto

De dentro e para fora, querida, da cabeça aos pés

Sim, ele sabe tudo que deve saber

Sua tatuagem secreta, a maneira como você muda de humor

As canções que você canta quando está sozinha

Sua banda favorita, o jeito que você dança

Querida, querida

Será que ele sabe que você pode se mexer assim?

Woah-oh

Ele sabe que você está fora e que eu te quero tanto?

Woah-oh

Hoje à noite, você é minha, querida

Será que ele sabe que você nunca vai voltar? oh

Será que ele sabe?

Chamo a sua atenção, então você se vira

Mas não há nenhum jeito

De esconder o sorriso em seu rosto

De dentro e para fora, querida, da cabeça aos pés

Ele não está por aí, garota, você me avisa

Sua tatuagem secreta, a maneira como você muda o humor

As canções que você canta quando está sozinha

Ele sabe como você dança na frente de seus amigos

Mas querida, querida

Será que ele sabe que você pode se mexer assim?

Woah-oh

Ele sabe que você está fora e que eu te quero tanto?

Woah-oh

Hoje à noite, você é minha, querida

Será que ele sabe que você nunca vai voltar? oh

Será que ele sabe?

Ele nunca vai saber

O jeito que você mente quando você olha para mim

Então continue tentando, mas você sabe que eu vejo

Todas as pequenas coisas que fazem você ser quem é

Então, me diga garota

Será que ele sabe que você pode se mexer assim?

Será que ele sabe que você nunca vai voltar? woah

Será que ele sabe que você pode se mexer assim?

Woah-oh

Ele sabe que você está fora e que eu te quero tanto?

Woah-oh

Hoje à noite, você é minha, querida

Será que ele sabe que você nunca vai voltar? oh"

-essa música é a sua cara- falei e ela veio mancando lá de dentro.

-porque?- ela perguntou enquanto se sentava no meu colo.

-"ele sabe que você não vai voltar?"-citei e ela riu.- lembra quando você escreveu o número errado de propósito?

-lembro. Acho que ele chora ate hoje- eu ri e ela me puxou pra um beijo.

Passei minhas mãos por baixo do seu moletom, onde ela não usava nada, literalmente nada. Claro que me aproveitei da situação, passando a mão nos seus seios quase expostos.

-tira a mao dai-ela falou e arrumou o cabelo rapidamente

-ue. Porque?-ela apontou pra janela,onde um paparazzi nos fotografava.

Bufei e nós levantamos, afinal se quiséssemos algo a mais, teria que ser em casa. A deitei no sofá, não tinha cabeça pra subir todos aqueles degraus, tirei seu moletom e tirei minha blusa (...) não dava pra fazer muita coisa com uma perna quebrada, mas foi perfeito, ela sempre sabia o que fazer e como fazer. Fui até o banheiro e joguei fora a camisinha, quando voltei Carol dormia calmamente no sofá. Muito diferente dela gritando a um tempo atrás.(...)

-ACORDA NIALL AGORA-Carol gritou na minha orelha, me fazendo cair do sofá.

-o que foi?- perguntei um pouco desnorteado.

-nada, eu só queria que você acordasse.

-vai tomar no cu- falei e ela riu, indo lentamente pra cozinha.

-quer sucrilhos?-ela perguntou.

-quero-respondi colocando a camisa e a calça, que estavam jogadas no chão.

Eu amava ela, muito, nunca ia consegui ficar tanto tempo sem ela novamente. Ela é minha, ninguém iria conseguir mudar isso.

O aniversário dela, seria em 1 dia, e eu já tinha comprado seu presente, claro que ela ia ficar muito brava. Ela odiava que gastassem dinheiro com ela, principalmente quando você compra um carro.

-Carol, sua festa vai ser muito foda- falei me encostando no balcão, ao lado dela.

-já te avisei uma vez, e falarei de novo: EU NÃO QUERO PRESENTE NENHUM- eu ri.

-tarde demais, já comprei

-você vai devolver, nem que seja um chaveiro. Ter você do meu lado é o melhor presente.

-para de ser orgulhosa, eu já comprei e você vai aceitar.

Ela revirou os olhos, e me encarou.

-você sabe que eu te amo. Certo?

-certo, eu também te amo, mas porq....

Não terminei a frase, ela jogou todo o leite que estava no pote em mim, ela começou a rir e tentou correr, mas aí se lembrou da perna.

-merda- ela disse e eu ri.

-vai, me da um abraço.-estiquei os braços e ela recuou.

No final, ela me abraçou e fomos tomar um banho.

Tão boba, tão perfeita.(...)

Festa da Carol- Carol's pov

Eu estava no quarto do Niall/nosso quarto, me arrumando. Na realidade eu estava só enrolando, os pais de Niall viriam e ele estava todo animadinhp pra eu conhecê-los. Passei aquela maquiagem clássica, vermelho, delineador, 7 quilos de rímel e uma saia preta acompanhada de uma blusa da hollister e meus vans.

Na minha ingênua visão de mundo, eu estava bonita.

-Carol-Niall disse entrando no quarto- ta cheio de gente lá. Vem, quei te dar seu presente antes que todo mundo.

-Niall eu...-eu ia protestar, mas ele fez uma cara feia pra mim . Achei melhor ficar quieta.

Enquanto passávamos pelas pessoas eu usava a velha tática "sorria e acene" passamos pela cozinha e entramos na garagem. Meu coração acelerou quando vi uma Mercedes novinha com um laço vermelho em cima, aquele era o carro dos meu sonhos e Niall tinha comprado pra mim. Eu podia aceitar numa boa? Podia. Mas meu coração não permitia, eu não queria que alguém me desse meu sonho, eu queria conquista-lo.

-Niall eu não... Você não pode me dar um carro- ele riu e tirou o laço enorme dali.

-claro que posso. Eu te dando, é seu.

-mas é muito caro, você não tem que gastar dinheiro comigo.

-eu sou rico agora, quero te dar o melhor possível.- ele falou num tom de brincadeira e me entregou a chave prateada. Eu apenas o abracei e o puxei para um beijo.

-eu te amo muito muito muito.

-eu te amo mais que tudo-ele disse e nós beijamos.

-Niall você....- o soltei e vi Harry na porta, abraçado com uma garota ruiva muito bonita- essa é a Bel.

-oi bel- eu e Niall dissemos em uníssono.

Ela sorriu timidamente, e abraçou Harry .

-conversa com eles que eu vou fazer uma coisinha- Harry se afastou deixando ela sozinha com a gente.

-ele não presta- bel falou e Niall riu, concordando com a cabeça.

-uau, você é a primeira que percebe isso antes dele dar o bote-falei e ela riu

-ele é bonito e tudo mais, só que...não é minha praia levar pé na bunda.

Começamos a conversar alegremente, a Bel era muito legal,eu estava gostando dela.

Saímos da garagem e nós deparamos com a lari e o Liam se agarrando na cozinha.

-LARI-gritei e pulei nela- que bom que veio!

-CAROL-ela me abraçou- já conheceram a bel?

-já, Harry me abandonou- ela fingiu estar chateada e todos rimos.

-seu presente está lá no seu quarto-Liam sussurrou no meu ouvido, sorri e assenti.

"Corri" para as escada em direção ao quarto. Tinha uma caixa turquesa pequena no meu travesseiro, abri e me deparei com um cartão: "isso é uma pequena parcela de tudo o que passamos juntos, espero que goste"

no fundo da caixa, tinha uma pulseira cheia de berloques. Fiquei maravilhada com aquilo, cada peça significava um momento nosso. A do avião, foi a viagem a NY, a de coração era nossa amizade, a de sorvete era porque eu sempre sujava meu nariz tomando sorvete e isso nos gerou memória inesquecíveis. Tinham mais um monte de pedrinhas penduradas, cada uma história nossa. Desci o mais rápido possível, e assim que vi Liam, pulei nele.

-é perfeita- falei

Ele riu e ficamos conversando até Louis aparecer e criar um clima com a bel.

-oi gente-ele disse se juntando ao grupo- parabéns projeto de anão.

Ele me entregou um pacote retângula, onde tinha um vans maravilhoso, verde água.

-AÍ MEU DEUS É LINDO-pulei nele também. Todos estavam me surpreendendo.- AMO VOCÊS MAIS QUE TUDO.

Todos riram e Louis não parou de encarar a bel nem um segundo, até harry chegar.

-ei ei, tira os olhos- Harry disse passando o braço nos ombros da garota.

Ok. Harry era um babaca, ele não estava nem aí pra Bel, mas Louis estava. E exatamente por isso, Harry iria "pegar ela pra ele". Olhei pro lado, esperando ver Niall ali, mas não. Me deparei com um cara apontando uma câmera pra mim.

-ei-protestei sentindo o flash me cegar.

-ei ei, privacidade aqui cara- Liam disse se colocando na minha frente.

-obrigada- eu tremia, estava com medo de conhecer os pais do Niall.

-você está bem?- liam perguntou esticando um copo cheio de Smirnoff.

-é, eu não quero conhecer os pais do Niall.

-cara, eles são muito legais- ele falou na maior tranqüilidade.

-o que? Até você já conheceu eles?- eu o encarei é ele riu.

-conheci eles hoje- ele encarou alguma coisa atrás de mim- e o Niall ta trazendo eles aqui.

-não liam, não me deixa sozinha-ele riu e sussurrou um "boa sorte".

Paralisei e senti meu coração sair do peito.

-Carol, esses são meus pais- me virei lentamente e vi os dois sorrindo.- pais, essa é a Carol.

Abracei os dois que não pararam de sorrir.

-você é mais bonita do que eu esperava- a mãe dele disse passou a mão no meu rosto.

-obrigada- corei muito nessa hora.

No fim acabamos nos dando muito bem, mas eu não parei de tremer até os pais dele saírem de perto de mim.

-viu? Tranquilo.- Niall disse tão calmo que tive vontade de dar um tapa nele, e foi o que eu fiz- aí.

-eu quase tive um enfarto, não foi tranquilo.-ele riu e me abraçou.

-tenho mais um presente pra você - ele sussurrou o mais malicioso possível.-mas só depois.

-hmmm- gemi no ouvido dele e senti um volume na sua calça.-rápido.

-você me pegou de surpresa-eu ri e começamos um beijo lento.

Eu me separei rapidamente dele quando ouvi que tocavam nossa música favorita " god only knows":

"Eu sempre disse que nunca poderia me apaixonar

Porque amo todas elas, humm

Meu coração aprecia quando elas tentam ligar

Pois amo todas elas

Mas ela me deixou gaguejando

O que, o que, o que posso fazer?

Porque não posso controlar

Ele me deixou flutuando

Sobre o chão e eu não sei o que fazer

Só Deus sabe

O quanto eu preciso de você

Eu poderia explodir

Se não puder respirar você

Estou derrotado

Cinco, quatro, três, dois

Porque você é a pessoa certa, acho que estou acabado

É assim que acontece

Onde eu estaria sem você

Sim, só Deus sabe

Não existe nenhum crime que eu não faria por você

Vamos planejar nossa fuga, humm

Estes diamantes brilham

Mas não tão intensamente quanto você

Eu jogo-os todos fora

Estou aqui me rendendo

E eu desisto, jogo minhas mãos ao seu redor

Não consigo lembrar-me quando

Me senti do jeito que me sinto por você

Só Deus sabe

O quanto eu preciso de você

Eu poderia explodir

Se não puder respirar você

Estou derrotado

Cinco, quatro, três, dois

Porque você é a pessoa certa, acho que estou acabado

É assim que acontece

Onde eu estaria sem você

Sim, só Deus sabe

(Sim, só Deus sabe)

Onde eu estaria sem você

Sim, só Deus sabe

E você toca-me

Com seu corpo

E tudo que consigo pensar é

Como perdemos nossa roupa

O que vem a seguir

Só Deus sabe

Só Deus sabe

Só Deus sabe

Só Deus sabe

O quanto eu preciso de você

Eu poderia explodir

Se não puder respirar você

Estou derrotado

Cinco, quatro, três, dois

Porque você é a pessoa certa, acho que estou acabado

É assim que acontece

Onde eu estaria sem você

Sim, só Deus sabe

Sim, só Deus sabe

Onde eu estaria sem você

Sim, só Deus sabe"

Dançávamos muito próximos, éramos perfeitamente encaixados, nossa sincronia era exata. Olhei pra trás e vi Harry beijando bel violentamente, e Louis lançava um olhar furioso pro Harry . Liam estava beijando a parede, quer dizer, ele era tão grande em relação a lari que mal dava pra ve-la. Todos da festa se divertiam, a sala/ pista de dança estava lotada e eu estava muito feliz.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...