Um Anjo Em Nossas Vidas

Você seria capaz de abrir mão de seu grande amor,para ver uma pessoa sangue do seu sangue feliz??
Um anjo em nossas vidas, uma história de sonhos e conquistas que é vivida por uma jovem batalhadora,que fará de tudo para ver as pessoas que ela ama feliz...

2Likes
0Comentários
695Views
AA

5. Não é bem assim!

Quando ela me solta eu falo:

Alice: Viu como ta bem melhor, sem aquele monte de sujeira no corpo.

Helena: Obrigado...

Com o tempo ela foi se soltando e a gente começou a conversar.

Os dias foram passando e a coisa começou a complicar, eu procurava emprego mais tava difícil, a comida já estava pouca, e só tinha um pouquinho de dinheiro, não me restou outra opção, vou ter que pedir meu emprego de volta, não posso deixar a Helena passar fome...

No dia seguinte me levanto bem cedo, faço tapioca e café, sim eu não tinha mais dinheiro nem pro pão. Tomo banho e me troco, tomo meu café, pego minha bolsa e minhas chaves, hora de encarar de novo aquele velho nojento...

Abro a porta e dou de cara com ele...

LUAN...

Aquela garota não me saia da cabeça, não sei mais acho que ela vai voltar pra aquele emprego, não posso permitir, aquele cara vai abusar dela, me levanto, tomo banho, desço, como uma maça, pego o carro e saio.

ALICE...

Era ele e de repente, senti muita vergonha, lembrei de tudo o que ocorreu naquele dia horrível. Ele sorri e fala:

Luan: Oi.

Alice: Oi... Tudo bem?

Luan: Tudo e com você?

Sinto vergonha e minto:

Alice: Tudo ótimo rs.

Luan: Ia sair?

Alice: Ia pro supermercado...

Nesse momento, Helena sai da casa falando:

Helena: Tem certeza que vai pedir seu emprego de volta? Aquele velho vai abusar de você...

Luan: Então você estava indo pro supermercado?

Alice: Helena sua linguaruda...

Luan: Cara eu não acredito que ia lá depois de tudo o que aconteceu.

Alice: O que não da pra acreditar é que eu to desempregada há duas semanas e não tem mais nada nessa casa, as contas estão atrasadas e eu provavelmente vou pra rua se não pagar o aluguel.

Luan: E por acaso voltar pra lá é a solução?

Alice: No momento sim...

Luan: Ele vai voltar a fazer a mesma coisa de novo, será que não entende.

Pego ele pelo braço e puxo pra dentro de casa, todo mundo já estava olhando nós dois discutindo na porta, sinceramente eu não sabia o que mais chamava a atenção dos vizinhos, nossa briga, aquele carro esportivo parado na minha porta ou aquele cara lindo discutindo comigo.

Quando entramos, fecho a porta, encaro ele e falo:

Alice: O que veio fazer aqui?

Luan: Vim te salvar de você mesma e acho que cheguei no momento certo.

Alice: Mim salvar de mim mesma? Cê ta doido cara, olha eu sou muito agradecida por você e sua amiga ter me ajudado, é serio mesmo, nunca vou poder recompensar vocês, mas cara, da pra ver que você dois tem dinheiro, pode se dar ao luxo, agora eu não, tenho que trabalhar.

Luan: Trabalha em outro lugar.

Alice: Não é simples assim, já procurei, mas não encontro e se lá é a única opção, então é pra que eu vou ter que ir.

Luan: Eu vou te ajudar.

Alice: Como?

Luan: Primeiro vou pagar seu aluguel e fazer compras no supermercado pra você. E depois vou te dar um emprego.

Alice: Ta de sacanagem né?

Luan: Não, vamos, onde é o supermercado mais próximo?

Alice: Para de brincadeira por favor?

Eu não estava acreditando, como assim aquele estranho iria me ajudar? Me dar um emprego? Não tava entendendo nada.

Luan: Vamos muié.

Ele me puxa pelo braço, Helena vem logo atrás, ele me coloca no carro e os vizinhos tudo olhando.

Fomos ao supermercado e ele fez uma compra pra mim que se brincasse daria pro ano todo. Quando voltamos, agradeci muito sem graça. Antes dele ir, me deu um endereço e disse pra mim estar lá no dia seguinte as dez da manha sem falta...

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...