Pontes indestrutíveis.

'' Eu pensava que ele era o amor da minha vida, mas ai veio você com os olhos claros a boca rosada, e o seu olhar perante a mim, ai veio o primeiro beijo, a forma de amor, o eu te amo , e a cama, as decepções e por fim o '' Nós Dois '' eu não sei , mas você é totalmente diferente de mim, o diferente que me completa por inteiro, é bem difícil eu me controlar perto de você, então por favor só prometa que vai ficar pra sempre perto de mim, mesmo quando a pior coisa acontecer ''

12Likes
2Comentários
818Views
AA

7. Help-me

Por que na verdade eu tinha um medo, o medo de ficar sozinha o medo de ninguém saber da minha existência, o medo de decepcionar alguém de fazer tudo em 10 para ficar tudo 100 mas não era possível acho que nada é possível por que eu acredito.. Ou acreditava que a maioria do tempo nós passamos tentando agradar alguém bom eu sou a prova viva disso, por que até então eu vivia para o Diego, meu coração acelerava para o Diego , minha respiração irregular era toda do Diego, era ele.. Era o Diego e eu me decepcionei ele conseguiu fazer com que tudo fosse água a baixo, e bom acho que eu não sou tão poeta assim e então eu to cansada de me lamentar , cansada.

- Cara ela não deve ter ido tão longe.. Ela nem conhece Rio de Janeiro. - Ouvi a voz de Pedro e logo um grito gutural do Arthur , me afastei mais do banco me sentando na grama quente.

- Porra, Pedro ronda por aqui que eu vou dar uma volta no quarteirão. - Arthur disse e logo ouvi os passos dele se afastando, então me levantei e vi a cara de um Pedro surpreso ao me ver e extremamente irritado, era um pouco indecifrável, por que aquela galáxia que ele chamava de olhos me fazia se perder.

- Vou ligar para o Arthur.. - Ele ia pegando o celular e eu peguei o celular dele correndo colocando atrás de mim, era medo, e mais uma vez eu estava com medo de me verem naquele estado mais uma vez eu não queria trazer preocupações para ele, e de algum modo sabia que se mostrasse para Pedro que estava chorando ele não ia se importar, mas Arthur ia.. Até demais. - Você estava chorando?. - Perguntou curioso encarando meu nariz e meus olhos, eu deveria estar completamente vermelha, minha pele branca me entregava.

- Não. - Menti.

- Usou drogas? Nossa, Arthur não vai ficar feliz com isso. - Ele disse agora em um tom tenso se aproximando para pegar seu celular e eu desviei dele.

- Não.. Não uso drogas, não estou chorando , eu só estou com os hormônios a flor da pele.. - Falei e ele riu pelo nariz.

- E por que não quer que eu chame o Arthur?. - Perguntou arqueando uma sobrancelha.

- Ahn.. Por que ele vai se preocupar demais, e você não se preocupa comigo. - Falei e ele fez um joinha com a mão e foi andando na frente puxei-o e entreguei seu celular ele se largou e fomos em caminho para casa, o calor continuava o mesmo, Pedro teve que ligar para o Arthur que chegou irritado como um touro dando mil sermões em mim, é com certeza ele não iria fazer isso se soubesse pelo que eu passei mas a ultima coisa que eu quero agora é que alguém sinta pena de mim, por que antes de tudo eu preciso parar de ter pena de mim mesma, preciso desapegar, preciso de ajuda por que o meu medo de não suportar ficar sozinho é ridículo, por que ficar sozinha é extremamente bom é extremamente relaxante humanos as vezes conseguem me irritar de uma maneira incontrolável , quanto mais me aproximo de alguém mais penso na possibilidade de criar uma poção para virar um animal, completamente inútil da minha parte, tomei um leve banho e aquela casa fedia a sexo o que me fez ir até a lavanderia e limpar/lavar a casa inteira para ver se aquele cheiro horrível saia das minhas narinas, foi quando terminei que dei um sorriso cansado e coloquei as coisas na lavandeira voltei a sala e o cheiro voltou, olhei e Arthur estava ali parado me olhando.

- Vá tomar um banho. - Falei e ele foi se aproximando e eu me afastei. - Você está fedendo a sexo. - Falei e ele riu em uma gargalhada e eu o olhei sério.

- Ok estou indo. - Ele disse assim que percebeu que eu não brincava, subi as escadas e entrei no meu devido novo quarto que estava impecável do jeito que eu gosto , funguei sentindo o cheiro do frescor entrando em minhas narinas, me deitei e acabei adormecendo em meio de soluços e choros, é acho que essa semana eu serei tão sensível.

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...