The Demon

"Saiam! Ahhhhh!"- puxava meus cabelos para trás tentando que eles saissem dentro de mim. "Nunca!"- ouvi suas vozes num completo sussurro assustador. "O que vos fiz eu?"- gritava compulsivamente por causa da dor que dava na minha cabeça. A dor é forte. Parece que uma bola demolidora bate contra a minha cabeça esmagando-a. Nas noites de lua cheia eles vêem... Vêem para destruir a mim e eu destruir as pessoas. Eles querem ser alguém... Eles conseguem entrar dentro de mim de qualquer maneira porque a unica coisa que sei que eles querem é vingança...Eles querem destruir-me aos poucos. Eu sou um deles, eu sou um demónio!

3Likes
0Comentários
107Views
AA

1. × Eles sabem mais do que eu ×

Demi Lovato- Warrior

 

Hoje é o dia de lua cheia mas nada me proíbe se sair e ter uma noite para esquecer a vida que tenho. 

Sei que quando for meia noite já não posso estar naquele lugar a curtir a vida como antes que fazia com os meus amigos. Por falar neles... a esta hora devem estar a dormir? Deixa! Vou ligar-lhes!

"Estou?"- suou a voz rouca de Louis. Devia estar a dormir...

"Eu estou!"-ri.

"não vozes, ok?"- a coisa vai ficar séria.- "São cinco da manhã, Harry!"- neste momento deve estar a revirar os olhos.- " As horas de Londres não são iguais às de Nova York!"-reclamou.

"Eu sei, desculpa"- suspiro.- "Eu só queria saber se está tudo bem com vocês e com ela..."

Um suspiro saiu de sua boca. Sabia que algo não estava bem. "Louis, que aconteceu?"- falei de maneira alterada- "Diz-me que ela está bem, Louis..."- meu corpo estava agitado junto com preocupação.

"Harry, acalma-te ok?"- falou nervoso. Neste momento Louis deve estar a roer suas unhas por causa de seu nervosismo, eu sei como ele é!

"Como queres que tenha calma? Louis, que se passa com ela? Que se passou?"- gritava pela rua. Todos por ali passavam olhavam para mim de maneira preocupada mas outros de maneira arrogante.

"Harry, senta-te ok?"- sentei-me numa cadeira que estava ali na esplanada.

"Fala!"

"Ela foi parar ao hospital... A Stacy estava a sair da discoteca até que é espancada e quase foi violada, Harry... ela teve um traumatismo craniano e neste momento está em coma"- falou rápido demais mas eu mesmo percebi tudo.

Mal ouvi cada palavra que ele dizia era cada facada que espetava em meu coração. Não posso acreditar que ela neste momento está numa cama de hospital em coma. Eu nunca devia ter saído de Londres mas teve que ser. Eu com estas coisas que se apoderam de mim iam magoar Stacy, a minha princesa. Ela podia não ser minha mas eu sinto algo forte por ela. 

Lágrimas escorriam na minha face e isso não acontecia já à três anos quando me deapedi de Stacy no aeroporto.

"Eu vou para Londres, Louis! Eu vou aí ter!"- falei decidido e firme.

"Harry, não podes! Pensa primeiro na merda que fazes... Na ultima vez que tiveste essa merda cá tu quase que me ias matar!"

Lou, tinha razão. A ultima vez que tive em Londres quase que matava meu melhor amigo com uma faca só que sorte é que ele me acalmou e conseguio com a sua calma tirar-me eles dentro de mim. Ele era o único que sabia disto, o único que não teve medo de mim mas eu não posso estar aqui em Nova York sabendo que a pessoa que eu amo está numa cama de hospital, isso não! Eu estou decidido!

"Desculpa, Louis mas eu já decidi e prometo que não vos vou magoar... Eu preciso de a ver"- choraminguei.

"Ok, Haz!"- libertou um suspiro deixando que eu liberta se um de alívio "Mas cuidado ok? Quando for lua cheia afasta-te das pessoas para não magiares ninguém e depois volta, ok?"- falou calmamente.

"Prometido!"- sorri tristemente- " Vou já comprar o bilhete"

"Eu depois vou-te buscar... até amanhã!"- desligou.

Quando descobrir quem fez isto a ela eu só sei que vou dizer o primeiro obrigado aos demónios que se apoderam dentro de mim. 

Hoje não vai haver festa nenhuma nem nenhum esquecimento. Hoje o dia é outra vez de dor, sentimentos e momentos. Olhar para a lua faz-me confusão... 

Está lua cheia mas ainda falta uns minutos para ser meia noite por isso é melhor me despachar para comprar os bilhetes e arranjar a mala.

 

As coisas para amanhã já estão arrumadas e já comprei o bilhete. No relógio marca que só flauta um minuto para a meia noite. Daqui a bocado a escuridão volta para se apoderar de mim e para me fazer sofrer.

Sentei-me na cama tentando controlar-me para estar preparado para a dor que vinha aí até que começo a tremer.

" Ahhhh!" -gritava com todas as minhas forças. A dor que dava na minha cabeça era forte muito forte. "Saiam!"- dizia pela milésima vez durante estes anos. 

"É para aprenderes!"- sua voz saiu tremula e aterrorizante dando uma grande pontada em minha cabeça- "Não se mexe naquilo que é meu!"- gritou na minha cabeça.

"Pára!"-gritei lutando pela primeira vez a ele não conseguir entrar dentro de mim.- "Eu não sei de nada, pára!"- gritei até que não senti nada... nada! Olhava para cada cancro do meu quarto vendo onde estaria alguém até que vejo uma sombra preta.- "Deixa-me! Já chega!"

"Lamentamos, Harry!" -sussurrou- "Hoje nós te deixamos por o que tem acontecido mas não te esqueças que és um de nós"- desapareceu.

Espera aí! Que ele quer dizer com "Hoje nós te deixamos por o que tem acontecido"?  

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...