The Interview {2ª Temporada}

O tempo passou. Skylar Thompson precisa de uma carreira profissional, mas não quer que isso atrapalhe seu relacionamento com o namorado, não depois de tudo o que passaram. Sua formação acadêmica que a preparou para sua profissão a tornará pior que os outros das mesma área? Será que ela será tão cruel capaz de não se importar com os sentimentos dos outros?

2Likes
2Comentários
277Views
AA

1. Sempre

ZZZZZZ!

Os dedos sobre o teclado repousaram na mesa. A hesitação para preencher os dados da minha solicitação à uma revista estava tomando conta de mim. Peguei o celular sobre a escrivaninha, grata pela distração.

Estou com saudades. Faltam só alguns shows e então estarei com você. Te amo :) xLiam

Não segurei o sorriso. Os meses longe dele, sem seu toque estavam esmigalhando meu coração. A turnê vinha sendo um sucesso como sempre, ingressos esgotados, fãs nos hotéis, programas de TV, entrevistas....Ainda faltava um mês para tudo isso acabar - temporariamente. 

Em parte eu me sentia confortável por ninguém saber sobre nosso namoro. Liam não queria oficializar nada para a mídia, ainda. Em outra parte eu me sentia insegura. Eu confiava nele, mas sempre há a chance de....ZZZZZZZ!

Você tá bem? 

Tinha esquecido totalmente de respondê-lo. 

Estou, sentindo muito sua falta. Te amo tanto...

Respondi e coloquei o celular de volta.O silêncio não foi de total ruim, quando tudo fosse revelado, eu não teria mais momentos como aquele. Sabia que teriam fãs que não aprovariam, que tentariam coisas malucas, que não poderia simplesmente sair por aí.

A luz da tela à minha frente brilhava. Eu teria de fazer isso antes que seja tarde demais. E não, eu não havia contado para Liam sobre voltar a trabalhar. Eu não queria que ele bancasse esse apartamento para sempre. Desde que me mudei de novo para Londres, disse a minha amiga Brittany que não iria morar com ela de jeito nenhum, não sem poder ajudar em algo.

Comecei a escrever. Escrevi sobre minha faculdade, sobre meu primeiro emprego...

Depois de um tempo, parei e encarei o que eu havia escrito. Meu coração, antes calmo, estava acelerado. Antes que desistisse, levei o cursor até o botão "Enviar" e cliquei. Quando eu estava na faculdade parecia tão certo. Passei a considerar Jornalismo a minha vida. Mas então aconteceu tudo aquilo e eu nem tive tempo para pensar sobre voltar a exercer minha profissão de formação. 

Fazia algumas horas desde que o sol havia se posto. Eu precisava tomar um ar. É até vergonhoso ter tempo para isso. Uma adulta sem emprego. 

Peguei meus sapatos e saí. Faziam 5 graus à noite hoje. O vento estava um gelo. Caminhei pela quadra. Era tão bom vir para Londres... Minhas memórias estavam aqui, boas e ruins. 

Segundo a tela do celular, passava das 10 horas da noite. Era 6 horas de diferença daqui com a Carolina do Norte. Liguei para ele. Quando sua voz alcançou meus ouvidos, uma explosão de alegria encheu meu coração, arrancando um sorriso.

- Sky! 

- Oi! Como as coisas estão por aí?

- Ótimas, as fãs são loucas! - Ele riu - Estou no hotel agora, posso falar. 

- Que bom! Eu estou com saudades!

- Eu também... faltam só uns quatro shows. 

Continuei andando, sem um destino certo.

- Aconteceu alguma coisa? A gente acabou de se falar por mensagem.

- Ah, não! É que...eu precisava ouvir sua voz.

Mesmo não o vendo, soube que ele sorriu.

- Eu te amo.

Dessa vez quem sorriu foi eu. Ele não fazia ideia do que eu sentia quando ouvia aquilo.

- Eu também. Vou desligar agora, quero que você descanse.

- Tá legal. Durma bem, meu amor.

- Vou tentar...

Nos despedimos e eu continuei vagando por aí. Decidi voltar para o apartamento. O problema era que eu não estava a fim de dormir. 

Fiz um chocolate quente e liguei num canal de filmes. Só fiquei sentada entre as almofadas. O tempo passa tão rápido... A One Direction continuava nos topos, mas era como se mesmo eu fazendo parte secretamente disso, não parecia mudar nada. Talvez o fato de meu relacionamento com Liam não ser público fazia com que eu sentisse que não haviam mudado muita coisa. 

Eu perdi tanto tempo em relação à mim mesma nesses últimos anos. Mas não me arrependo de nada. Agora eu teria que focar em mim. Tenho que conseguir aquele emprego. É só uma revista sobre celebridades. Digo, o salário é ótimo, o que é uma vantagem.

E então eu pensava nele. É tão difícil pensar em envelhecer. Pensei nas fãs. Não nas que amam eles como fãs, mas nas que não querem ser apenas mais uma fã. Elas sofrem com isso tudo, ver eles namorarem, saírem por aí....e agora, estava chegando na hora de vê-los casarem. E eu sabia exatamente o pensamento delas: "eu não serei ela". 

Não sabia ao certo se eu fazia aquela pergunta à mim mesma. Eu o amava mais do que devia e ele me amava também. Eu só espero que isso, que nós duremos para sempre.

Eram umas 11 horas quando peguei o livro em cima do criado-mudo depois me troquei para dormir e me joguei na cama macia e quente. Ironia ou não, o livro era sobre uma garota que começou a namorar um integrante da banda mais famosa do momento. E claro, eu não a personagem Jess, mas teria chegado perto?

 

Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...