Contos Para Não Dormir

Contos Para Não Dormir

3Likes
2Comentários
173Views
AA

4. 4. Contos Para Não Dormir - Mal Ela Sabia Que...

Kate era uma mulher de 37 anos, tinha cabelos belos e lisos, uma mulher inocente, sem maldade nem vingança no seu coração, casada com Jack de 40 anos forte e barbado, cabelos escuros e costeletas que chamavam bastante atenção. Eles viviam numa casa grande e bela, nos fundos havia uma casa de hospedes no qual Jack sempre pedia para que Kate nunca entrasse.          Jack saia para trabalhar 07h00min e voltava as 23h30min e nisso Kate começava a se sentir abandonada,  as vezes ia a sua biblioteca particular e lia algum livro, outras vezes ficava admirando a coleção de Espadas de Osíris de Jack, tinha grandes, pequenas, onduladas, enfim eram todas raras e estranhas, um dia enquanto Jack estava fora ela viu no noticiário: -  Atenç ã o e mais uma vez ataca Jack o estripador. Mais uma vitima fora esfaqueada com as suas estranhas facas, quem souber de qualquer informaç ã o, que nos avise sobre este assassino das costeletas.          Kate ficou assustada e foi ler um livro que falava sobre o assunto - Mas é claro ele sai cedo mata as pessoas e volta sem as facas, por isso ele nunca trás as suas facas de volta do trabalho e hoje ele disse que iria voltar mais cedo, porque ele tinha uma surpresa para mim. Acho que também tenho! - Disse ela com firmeza. 16h30min Jack estava vindo mais cedo do trabalho - Querida cheguei; tenho uma surpresa para você. - Disse Jack. - Eu também tenho uma surpresa para você.  - Disse ela com uma faca nas suas costas - Esta bem, mas deixe eu te mostrar a minha primeiro. - Disse Jack. - Nesse exato momento Kate pegou a faca e a enfiou na testa de seu marido - Te vejo no inferno seu nojento desprezível. - Então Kate criou coragem e ligou para a policia, enquanto a policia não chegava, ela resolveu ver a “surpresa” de Jack, quando abriu a porta, lá estava coelhos, esquilos e outros animaisinhos, com as facas que ele nunca trazia de volta estava, escrito: “eu te am... não tinha acabado ainda, mas iria estar escrito: “eu te amo” e neste momento, a policia chegou e a prendeu. Quando ela descobre que mal ela sabia que ela tinha sido isolada por tanto tempo, que sua loucura tinha chegado ao Maximo e tudo o que ela pensou, não passava de alucinações e vertigens.   Fim
Join MovellasFind out what all the buzz is about. Join now to start sharing your creativity and passion
Loading ...